Ardência nos olhos, o que pode ser?

Ardência nos olhos pode ser causada por muitas situações, sendo que as mais comuns são devido à lubrificação inadequada dos olhos. O ato de piscar ou pestanejar permite aos olhos uma lubrificação com as lágrimas (filme lacrimal) produzidas pelas glândulas lacrimais. Quando ficamos em frente a tela do computador ou à televisão, muitas vezes mantemos os olhos abertos sem piscar devido à atenção exigida para essas atividades. Quando essa situação prolonga-se por horas seguidas pode ocorrer um ressecamento dos olhos causando, além da ardência, a sensação de cansaço e irritação ocular.

A síndrome do olho seco é um outro problema causado pela redução da produção ou alteração da composição do líquido lacrimal, mais comum em pessoas acima dos 65 anos e, principalmente, nas mulheres. Pode ocorrer como sintoma de problemas na tiroide, na doença de Parkinson, na síndrome de Sjögren e na deficiência de vitamina A. Além disso, a baixa umidade do ar, o ar quente, ambientes com ar condicionado ou calefação também propiciam o ressecamento dos olhos.

A ardência nos olhos pode, ainda, ser causada pela poluição ambiental, por alergias ou irritações causadas por exposição dos olhos à produtos químicos como o cloro da piscina ou maquiagens, por conjuntivites, rinite alérgica e distúrbios visuais que levam à um esforço maior para conseguir enxergar.

O oftalmologista é o médico indicado para realizar o diagnóstico e tratamento da ardência nos olhos que, dependendo da sua causa, pode ser realizado com colírios lubrificantes, anti-histamínicos ou antibióticos, mudanças de hábitos e correção de problemas visuais com lentes corretivas ou cirurgias.