Caroço na orelha, o que pode ser?

Caroços na região da orelha podem ter várias causas, desde a presença dos linfonodos nessas regiões até o surgimento de cistos benignos ou malignos, como o câncer. Os linfonodos ou gânglios linfáticos estão presentes no corpo todo, fazem parte do sistema de defesa do organismo e atuam nas regiões próximas à eles. Portanto, uma infecção no ouvido, na garganta, na boca ou no couro cabeludo poderia causar um aumento dos linfonodos localizados próximos à orelha, deixando-os inchados, com aspecto de caroços. Geralmente eles voltam ao seu tamanho normal quando a infecção é curada.

Outras causas do aparecimento de lesões, nessa região, com aspecto de caroços podem ser:

  • cistos epidérmicos que são originados ainda no nascimento e têm evolução lenta e benigna,
  • lipomas são originados do tecido adiposo abaixo da pele (epiderme); são benignos,
  • cistos pilosos ou sebáceos são originados de alterações das glândulas sebáceas da pele e são mais comuns no couro cabeludo e são benignos,
  • carcinoma basocelular ou epitelioma basocelular é originado das células da pele (epiteliais), pode invadir as camadas da pele, cartilagem e ossos, mas raramente causa metástase, ou seja, atingem órgãos distantes; é um dos tipos de câncer de pele.

Pode ser necessária a realização de biópsia (retirada das células do local para análise laboratorial) para a confirmação do diagnóstico. O tratamento utilizado para a remoção dos caroços ou nódulos vai depender da avaliação médica e do diagnóstico do nódulo.

O cirurgião geral pode realizar o diagnóstico de nódulos do corpo e realizar o seu tratamento ou encaminhar à outro profissional de saúde capacitado para isso.