Pergunte ao Médico
Como Funciona

Quais remédios posso tomar na gravidez?

fotografia do autor
Medicina de Família e Comunidade

Por conta própria, não se deve tomar nenhum remédio durante a gravidez. Todo e qualquer medicamento usado durante a gestação deve ser receitado pelo médico. Dentre os remédios permitidos, estão:

  • Dramin B6 ou Plasil: Náuseas e vômitos;
  • Riopan ou Mylanta: Azia;
  • Buscopan: Cólicas;
  • Tylenol ou Dipirona: Dor de cabeça, febre;
  • Flogoral spray, Tylenol, inalação com soro fisiológico: Dor de garganta, tosse;
  • Rinossoro: Nariz entupido;
  • Pasalix ou Passiflora: Ansiedade, nervosismo;
  • Luftal: Gases intestinais;
  • Xyloproct ou Proctoxilodase: Hemorroida;
  • Tamarine ou Metamucil: Prisão de ventre.

Muitos outros remédios podem ser usados na gravidez, desde que a mulher tenha receita médica para poder usá-los. Outros medicamentos permitidos durante a gestação, ou seja, que não são contraindicados na gravidez, são:

  • Amoxicilina;
  • Ampicilina;
  • Buscoduo;
  • Buscopam Plus;
  • Benzetacil;
  • Cefalexina;
  • Cetirizina (levocetirizina);
  • Corticoides;
  • Metoclopramida;
  • Metronidazol (depois dos 3 meses);
  • Paracetamol (Tylenol).

Mesmo sendo permitidos na gravidez, esses remédios podem ter outras contraindicações específicas para a mãe ou para o bebê, por isso em hipótese alguma eles devem ser usados sem prescrição médica.

Publicidade

Quais os remédios proibidos na Gravidez?

Medicamentos completamente contraindicados na gravidez devido ao risco elevado de produzirem malformações fetais:

  • Metotrexato (antineoplásico, usado no tratamento do câncer);
  • Minociclina (antibiótico);
  • Misoprostol (antiulceroso);
  • Atorvastatina;
  • Sinvastatina;
  • Varfarina;
  • Finasterida;
  • Ribavirina (antiviral);
  • Talidomida (hanseniostático/hipnótico);
  • Tetraciclina (antibiótico).

Outros medicamentos contraindicados na gravidez, mas que podem ser indicados pelo médico em casos de doenças graves para as quais não existam outros remédios:

  • Captopril;
  • Cataflan;
  • Ciprofloxacino (nos primeiros 3 meses de gravidez);
  • Diclofenaco;
  • Enalapril;
  • Propranolol;
  • Omeprazol.

Lembrando que uma grávida não deve tomar qualquer medicamento sem o conhecimento do/a seu/sua médico/a ginecologista-obstetra ou médico de família.