Pergunte ao Médico
Como Funciona

Amamentando

Posso tomar óleo de cártamo amamentado?

Não. É um produto extraído de uma planta e não há estudos que dão segurança para seu uso durante a gravidez ou amamentação, portanto deve ser evitado, não sabemos os possíveis efeitos colaterais.

Peito com caroço durante a amamentação: o que pode ser?

Nódulos ou caroços na mama podem ser benignos ou malignos. Particularmente durante a amamentação, eles podem ser resultado de cistos lácteos (bolsas cheias de leite) e infecções (mastite), que são condições benignas, mas que requerem avaliação do ginecologista e tratamento em determinadas ocasiões.

Outras causas de nódulos na mama são: alterações fibrocísticas benignas, fibroadenomas, cistos e câncer de mama. Apenas após a avaliação do médico ginecologista e, se necessário, a realização de mamografia e ultrassonografia mamárias, poderá ser diagnosticada a causa do nódulo, e instituído o adequado tratamento.

Estou amamentando, posso tomar Amoxicilina?

Pode sim. Não há contra-indicações da amoxicilina na amamentação (salvo caso de alergias ou outras situações especiais constatadas pelo pediatra).

Estou amamentando posso tomar anticoncepcional?

Pode tomar os anticoncepcionais especiais para amamentação que podem ser prescritos pelo seu ginecologista. Não fazem mal ao bebê e não diminui o leite.

Dor no seio esquerdo e estou amamentando...

Sim. Mulher que amamenta pode facilmente ser acometida de mastite que são inflamações na mama. A redução no número de mamadas pode interferir.

Faz mal tomar Cimelide se estiver amamentando?

Tomar Cimelide durante o período da amamentação pode fazer mal ao bebê.

O Cimelide (nimesulida) é um anti-inflamatório que pode passar através do leite durante amamentação e causar problemas à saúde do bebê. Só deverá ser usado se for prescrito e orientado pelo médico.

Deve-se consultar o obstetra ou o pediatra sempre que for necessário utilizar medicamentos durante o período de amamentação

Posso amamentar tomando clonazepam e sulpirida+bromazepam?

O ideal é que não amamente ou amamente pouco ou muitas horas depois de ter tomado os remédios (por exemplo: se toma eles a noite deve evitar dar o peito nas noites e madrugada e pode dar de mama pela manhã, a tarde e principalmente a noite antes de tomar novamente os remédios.

Estou com febre fiz cesárea e estou amamentando...

Febre em uma mulher que teve cesárea a poucos dias e está amamentando é uma situação que merece uma certa atenção, neste caso você realmente precisa ir ao médico, pode ser algum tipo de infecção, pode até ser relacionada com sua cirurgia, como também pode ser alguma infecção ou inflamação nas mamas por causa da amamentação (isso acontece com bastante frequência.

Estou amamentando, mas meu leite está pouco...

Existem opções de medicamentos para aumentar a produção de leite (pode conversar com seu ginecologista) e também se não conseguir produzir mais leite há a possibilidade de suplementação (converse com o pediatra se houver necessidade). Precisa alimentar-se bem e de maneira saudável, além de ingerir muito líquido.

Amamentar realmente diminui o risco de engravidar?

A mulher que amamenta jamais deve tomar a pílula do dia seguinte. A mulher que amamenta normalmente não ovula, não fica fértil e portanto não engravida (em teoria), precisa usar outro método anticoncepcional e nunca, jamais a pílula do dia seguinte amamentando A eficácia da pílula do dia seguinte não se altera por causa dessas situações.

Amamentação

1 - Estou amamentando e minha menstruação ainda não desceu, isto é normal?

Sim. Normalmente enquanto a mulher amamenta, a menstruação costuma não descer.

2 - Como fica a menstruação amamentando e usando anticoncepcional?

Pode ficar sem menstruação, pode vir regularmente, assim como pode vir de forma irregular (várias vezes por mês ou demorar bem mais de 1 mês para descer.

Que doenças impedem a amamentação?

As doenças que impedem a amamentação são: 

  • Mãe portadora do vírus HIV;
  • Mãe infectada pelo HTLV1 e HTLV2 (vírus da família do HIV);
  • Bebê portador de galactosemia (doença que impede a criança digerir a lactose).

Já a interrupção temporária da amamentação é indicada quando a mãe apresenta as seguintes doenças:

  • Herpes ativa na mama: quando há vesículas na pele da mama, a amamentação deve ser mantida na mama sadia;
  • Varicela: se a mãe apresentar vesículas na pele 5 dias antes do parto ou até 2 dias depois do parto, recomenda-se o isolamento da mãe-bebê até que as lesões adquiram a forma de crosta. Nesse período a mãe pode ordenhar o seu leite e alguém oferecer ao recém nascido;
  • Doença de Chagas: na fase aguda da doença ou quando há sangramento no mamilo;
  • Abscesso mamário: interromper na mama com abscesso até que o abscesso tenha sido drenado e iniciado o tratamento com antibióticos. Continuar a amamentação na mama sadia.

A amamentação exclusiva até os 6 meses é fundamental para o desenvolvimento do bebê.

O médico de família, pediatra ou infectologista é quem deverá indicar a interrupção ou não da amamentação.