Pergunte ao Médico
Como Funciona

Anticoncepcional

Anticoncepcional injetável tem efeitos colaterais?

Anticoncepcionais injetáveis podem ter diversos efeitos colaterais, como todos os outros medicamentos.

Os principais efeitos colaterais podem ser:

  • hemorragias entre os períodos menstruais ("spotting"),
  • amenorreia secundária (parada da menstruação),
  • cefaléia,
  • náuseas e vômitos,
  • tontura,
  • cólicas menstruais,
  • dor em mamas,
  • prurido vaginal,
  • alterações emocionais e da libido,
  • alterações do peso.

Outros efeitos colaterais podem surgir, mas os dois primeiros os mais comuns.

Os efeitos colaterais são os mesmos dos anticoncepcionais orais (pílula), entretanto costumam ser menos intensos, pois os estrógenos utilizados são naturais. 

O anticoncepcional injetável é um método muito confiável para evitar a gestação - efetividade próxima a 99,6%, que pode aumentar para até 99,9% quando utilizada em conjunto com métodos de barreira, como é o caso da camisinha, por exemplo. Além de diminuir consideravelmente a chance de engravidar, os anticoncepcionais injetáveis também são indicados em muitas outras situações, como no tratamento do hiperandrogenismo (excesso de hormônio masculino), da dismenorreia (cólicas menstruais), da menorragia (aumento excessivo do fluxo menstrual) e da tensão pré-menstrual.

Leia também: 10 Motivos para Mudar de Anticoncepcional

Os estrógenos mais utilizados nos contraceptivos injetáveis são o cipionato de estradiol, enantato de estradiol e valerato de estradiol. Os progestágenos  mais utilizados são o acetato de medroxiprogesterona, enantato de noretindrona e o acetofenido de dihidroxiprogesterona.

O médico ginecologista deve sempre ser consultado para acompanhamento correto do uso do anticoncepcional que lhe foi prescrito por ele, idealmente mesmo na ausência de quaisquer efeitos colaterais.

Tomo anticoncepcional injetável (Mesigyna) e meu rosto...

Pode ser efeito do anticoncepcional, se for realmente do anticoncepcional precisa parar de usar. O diagnóstico definitivo da causa das suas lesões de pele deve ser feito pelo seu médico, a suspensão ou troca do anticoncepcional (se for necessário) deve ser feita pelo seu médico.

Pomada vaginal corta o efeito de anticoncepcional injetável?

Não, as pomadas vaginais que têm na sua composição anti-inflamatórios, antibióticos ou antifúngicos, e que habitualmente são utilizadas para tratamento de vulvovaginites, tem ação local, tópica, não interferindo com o efeito do anticoncepcional injetável.

O ginecologista ou o obstetra são os especialistas indicados para orientar as dúvidas sobre o uso de anticoncepcionais  ao mesmo tempo em que são utilizados outros medicamentos. 

Posso engravidar na primeira cartela do anticoncepcional?

Sim. A mulher pode engravidar na primeira cartela do anticoncepcional.  

Os primeiros três meses do uso da pílula anticoncepcional são de adaptação hormonal à nova medicação bem como a adequação da mulher aos horários da tomada. Sendo assim, pode haver alguma falha nesse processo, resultando em gravidez indesejada. É indicado o uso de outro método anticoncepcional nesse período de adaptação como, por exemplo, o preservativo feminino ou masculino. 

Outro caso possível é o início do uso da pílula anticoncepcional ter sido realizado sem descartar a possibilidade de gravidez ou sem aguardar a menstruação. Nesse caso, a mulher já estava grávida antes de ter começado a tomar a medicação. 

Vale a pena ressaltar que a pílula anticoncepcional não previne doenças sexualmente transmissíveis que podem ser evitadas com o uso do preservativo. 

A pílula anticoncepcional deve ser tomada 1 comprimido por dia sempre no mesmo horário. 

Para iniciar o uso da pílula anticoncepcional, siga as recomendações do/a profissional de saúde que prescreveu a medicação para evitar intervalos desnecessários e não prorrogar o momento de iniciar a pílula.

Anticoncepcional pode desregular a menstruação?

Anticoncepcional pode sim desregular sua menstruação, não é o mais comum (normalmente anticoncepcionais regulam a menstruação), porém pode acontecer irregularidade menstrual por causa do anticoncepcional.

No intervalo do anticoncepcional não sangrei: ele pode ter perdido o efeito?

A taxa de falha do anticoncepcional oral hormonal é muito baixa para as mulheres que utilizam o método adequadamente e sem esquecer nenhuma pílula.

Geralmente, após os 21 comprimidos da cartela, a mulher apresenta um sangramento nos 7 dias de intervalo entre uma cartela e outra. Esse sangramento é devido à privação hormonal que ocorre no endométrio e esse, consequentemente, apresenta uma leve descamação e sangra. O sangramento é equivalente à menstruação e dura alguns dias.

Quando a mulher emenda as cartelas, sem dar um intervalo entre elas, esse sangramento não ocorre e isso é normal.

Porém, quando é feito esse intervalo entre duas cartelas, o sangramento deve ser esperado.

É importante lembrar outra situação frequente em quem usa anticoncepcional oral: o sangramento de escape.

O que é sangramento de escape?Sangramento de escape pode ser considerado menstruação?

Se você utiliza o anticoncepcional regularmente e sem falhas, pode continuar o uso habitual mesmo não havendo o sangramento no intervalo entre as cartelas.

Se houve alguma falha nesse período, convém esperar uma semana e, caso não ocorra a menstruação é recomendável realizar teste de gravidez.  

Minha menstruação está atrasada. Tenho que esperar descer para voltar a tomar o anticoncepcional?

Se a sua menstruação está atrasada não é preciso esperá-la descer para voltar a tomar o anticoncepcional, mas você tem que ter a certeza de que não está grávida. A única forma de confirmar isso é através da menstruação ou de um exame de gravidez.

O uso da pílula anticoncepcional deve ser suspenso em caso de gravidez ou suspeita.

Atrasos na menstruação de até 7 dias são frequentes e nem sempre são sinais de que a mulher está grávida. Porém, como você não pode esperar uma semana para voltar a tomar o anticoncepcional, o melhor é fazer o teste.

Além da gravidez, existem diversas causas de atraso da menstruação, como:

  • Síndrome dos ovários policísticos;
  • Uso contínuo de anticoncepcionais hormonais;
  • Estresse e ansiedade;
  • Medicamentos;
  • Problemas na tireoide;
  • Doenças e infecções;
  • Excesso de atividade física.

Veja também: Quantos dias de atraso são considerados como atraso menstrual?

Atrasos menstruais com mais de 15 dias precisam ser investigados. Todavia, em caso de dúvidas ou suspeita de gravidez, fale com o seu médico ginecologista antes de voltar a tomar o anticoncepcional.

Anticoncepcional, hora de tomar e eficácia

Quanto mais exata a hora da tomada, maior a eficácia do anticoncepcional, esquecer por poucas horas não altera a eficácia, esquecer por um dia já diminui um pouco, esquecer por mais de um dia diminui bastante a eficácia do anticoncepcional.

Menstruação pode atrasar quando se para o anticoncepcional?

Não é normal, porém pode acontecer, devidos às mudanças hormonais o corpo precisa de um tempo para se adaptar e o primeiro e segundo ciclos (as vezes até mais) podem ficar desregulados, o que inclui menstruação vir mais de uma vez no mês, assim como a menstruação ficar sem vir.

Tomei anticoncepcional e minha menstruação não parou. Posso estar grávida? O que fazer?

Com o uso contínuo e correto do anticoncepcional, não é comum a menstruação não parar. A presença de sangramento vaginal contínuo deve ser sempre investigada.

 O uso correto e sem falhas da medicação anticoncepcional ao longo do mês garante uma proteção contraceptiva. Nenhum método anticoncepcional é 100% seguro, então a possibilidade de gravidez, mesmo sendo muito reduzida, é possível.

Em geral, a gravidez é caracterizada pela ausência de menstruação e ela pode ser diagnosticada a partir do momento em que a amenorreia (ausência de menstruação) é detectada. Qualquer sangramento que ocorre durante a gravidez, independente da idade gestacional, também deve ser investigado.

Não é comum haver sangramento contínuo durante a gravidez. Em uso de anticoncepcional e na presença de sangramento permanente, a mulher deve procurar um serviço de saúde para uma avaliação pormenorizada da causa desse sangramento.

Tomar pílula do dia seguinte altera o ciclo menstrual?

Pílula do dia seguinte somente foi criada para uso de emergência em determinadas situações especiais, seu uso muito frequente vai levar a sérios problemas de saúde, o primeiro deles é a irregularidade menstrual. Precisou usar 3 vezes no mesmo mês precisa urgentemente repensar no método anticoncepcional que você vai usar.

Quando desce aquela "borrinha" escura é sinal de gravidez?

Quando "desce a borrinha" pode ser um sinal de gravidez (principalmente quando associado com outro sintomas e um contexto de possibilidade de gravidez), mas não significa que toda vez que "desce essa borrinha" a mulher esteja grávida, muito pelo contrário, na maioria das vezes não significa gravidez. Como você já menstruou as chances de gravidez são pequenas, mas se ainda está em dúvida somente lhe resta fazer o exame de gravidez, dê preferência ao exame de sangue, é mais confiável.