Pergunte ao Médico
Como Funciona

Atraso Menstrual

O que pode atrasar a menstruação?

Além da gravidez, existem outras causas para um atraso da menstruação, tais como:

  • Exercícios físicos em excesso: A prática muito frequente de atividade física rigorosa pode não só atrasar a menstruação, como também interrompê-la por algum período de tempo. Isso ocorre devido ao elevado gasto energético do corpo com os exercícios. Enquanto a atividade física moderada estimula a liberação de endorfina, que ajuda a regularizar a menstruação, os exercícios pesados favorecem o aumento da prolactina, um hormônio relacionado com a amamentação, o que provoca atrasos ou falhas na menstruação;
  • Dietas muito restritivas: A falta de ingestão de nutrientes essenciais em dietas muito restritivas levam o corpo a cortar funções que são menos vitais para se preservar, podendo então ir buscar esses nutrientes que estão em falta no sangue. Além disso, dietas muito restritivas podem alterar o sistema que regula o equilíbrio hormonal reprodutivo, provocando uma redução da ovulação e um aumento exagerado na produção de progesterona, inibindo a menstruação;
  • Estresse e ansiedade: Um estresse muito grande, como um acidente, a morte de alguém ou uma notícia muito ruim, pode inibir a ovulação e atrasar a menstruação. Mesmo um simples estresse mais prolongado já pode causar alterações no ciclo menstrual. Tanto o estresse como a ansiedade podem levar à ausência de menstruação causada por alterações hormonais;
  • Obesidade: A grande quantidade de gordura nos tecidos interfere na menstruação. Como os hormônios femininos são metabolizados e armazenados no tecido gorduroso do corpo, o excesso de gordura pode interferir no funcionamento da hipófise, que controla a ovulação, provocando alterações no ciclo menstrual;
  • Dormir pouco: Embora não seja uma causa frequente de atraso da menstruação, a privação do sono pode causar um desequilíbrio hormonal e alterar o ciclo menstrual, principalmente se vier acompanhada de estresse e ansiedade;
  • Doenças: O atraso ou a ausência de menstruação podem estar relacionados com problemas na tireoide, endometriose, ovários policísticos e mioma uterino.

Todo e qualquer tipo de alteração na menstruação deve ser comunicado ao médico ginecologista para que a causa seja devidamente diagnosticada.

M-DROL corta o efeito do anticoncepcional?

O M-drol tem ação sobre os hormônios sexuais, justamente o que tem na pílula e semelhante ao que o organismo produz para a menstruação e gravidez. Claro que que com pequenas diferenças químicas e diferentes ações. Por isso pode sim interferir com o efeito dos anticoncepcionais assim como também causar o atraso menstrual. Se há possibilidade de gravidez precisa interromper o uso imediatamente.

Fiz sem camisinha e menstruei em julho e depois não mais?

É com certeza a primeira desconfiança. Mas não sei, você provavelmente já tinha saído do seu período fértil, a única maneira de saber é fazer o exame de gravidez.

A laqueadura atrasa a menstruação?

Não. A laqueadura não atrasa a menstruação. Não há nenhuma prova científica que a cirurgia de laqueadura faz atrasar a menstruação.

As mulheres que realizaram laqueadura continuam menstruando normalmente. Algumas mulheres podem apresentar irregularidades no ciclo menstrual com redução do fluxo menstrual, diminuição na duração dos dias de menstruação e redução das cólicas menstruais.

Há uma porcentagem muito pequena da chance de engravidar após a laqueadura. Caso a sua menstruação está demorando muito após realizar o procedimento, você precisa consultar o/a médico/a que realizou a cirurgia ou algum/a ginecologista.

Não menstruo há 77 dias, o que está acontecendo comigo?

O seu problema é o mesmo de sempre: essa irregularidade menstrual que está cada vez pior. Engravidar assim pode acontecer sem o menor problema, assim como uma gravidez pode não ocorrer, ou seja, não dá para afirmar que essa irregularidade vai influenciar no fato de você poder ou não engravidar (normalmente reduz a possibilidade de gravidez). Caso queira engravidar e está decidida a colocar isso como uma meta, deve ir a sua ginecologista para que ela possa te ajudar nesse processo.

Menstruação está atrasada e faço o uso de m-drol?

Não tenho certeza absoluta se há evidências definitivas de teratogênese, mas como ele é um anabólico com ações hormonais há grande chance de poder causar mal-formações, precisa parar de usar imediatamente e procurar um ginecologista.

Quando tempo depois de parar Ciclofemina volto a menstruar?

As chances de gravidez no seu caso são pequenas. Não dá para dizer exatamente em quanto tempo o corpo volta ao seu ritmo normal, para algumas mulheres não ocorre esse tipo de alteração na menstruação e para outras a menstruação somente normaliza após alguns meses.

Minha menstruaçao atrasa frequentemente o que fazer?

O mais importante é descobrir a causa e tratar. Problemas hormonais decorrentes de Síndrome dos Ovários Policísticos são geralmente a causa mais comum. Porém existem centenas de possibilidades, Converse com se ginecologista.

Pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação?

Sim. A pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação

A pílula do dia seguinte contém uma quantidade elevada de hormônio que irá desregular o ciclo menstrual habitual da mulher. Com esse desequilíbrio, a menstruação poderá vir antes do esperado ou depois do período esperado pela mulher. 

Normalmente, se ocorrer um atraso da menstruação, esse atraso não ultrapassará 4 semanas. Ou seja, a pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação até 1 mês.

Por isso, a mulher que tomou a pílula do dia seguinte e não menstruou até 4 semanas após o uso, deverá procurar um serviço de saúde para investigação de possível gravidez. 

A pílula do dia seguinte não é abortiva, por isso ela não impede a gravidez que já esteja efetivada. 

Obesidade pode atrapalhar meus hormônios e ovulação?

Sim, a obesidade pode interferir na produção dos hormônios e na ovulação devido à grande quantidade de gordura nos tecidos do corpo, provocando alterações no ciclo menstrual.

Isso acontece porque os hormônios femininos são metabolizados e armazenados no tecido adiposo, ou seja, na gordura corporal.

Assim, o excesso de tecido adiposo observado na obesidade pode interferir no funcionamento da glândula hipófise localizada no cérebro, deixando o ciclo menstrual desregulado.

Se a obesidade estiver causando amenorreia (ausência de menstruação), você deve seguir um plano alimentar e um programa de exercícios físicos para ajudar a perder peso.

O mais indicado é consultar um médico ginecologista para que o seu caso seja devidamente avaliado e você receba as orientações quanto ao tratamento que deverá ser seguido.

O que é ovulação tardia? Atrasa a menstruação?

Ovulação tardia é uma ovulação que acontece após o período esperado, o que pode atrasar a menstruação. Mesmo mulheres que têm um ciclo bem regulado podem ter alguma variação num determinado mês e ovular um pouco mais tarde que o habitual.

Em geral, uma ovulação normal ocorre cerca de 14 dias antes do início do próximo ciclo. Na ovulação tardia o óvulo é liberado mais tarde, geralmente a partir do 21º dia do ciclo, embora isso varie de mulher para mulher.

A ovulação tardia mostra que não é seguro confiar na tabelinha para prevenir uma gravidez ou tentar engravidar, pois pode haver variações no ciclo menstrual.

Para ter a certeza de que está ovulando, a mulher pode comprar um teste de ovulação vendido em farmácias.

No entanto, é preciso lembrar que o conceito de ovulação tardia não é aceito de forma unânime pelos médicos. Casos de ciclos anormalmente longos ou alterados devem ser avaliados por um médico ginecologista.

Antidepressivo pode atrasar a menstruação?

Antidepressivo pode atrasar a menstruação. Alguns medicamentos psiquiátricos e neurológicos podem tem como efeito colateral a desregulação do ciclo menstrual.

As alterações no ciclo menstrual incluem aumento ou redução no sangramento, amenorreia (ausência de menstruação), irregularidades no ciclo com sangramentos pontuais e menstruação fora do período.

Os efeitos colaterais do antidepressivo ou outra medicação devem ser comunicados ao/à médico/a que avaliará a continuidade ou alteração do tratamento.