Pergunte ao Médico
Como Funciona

Dor na Relação

Porque sinto tanta dor em minha barriga depois da relação?

O que você tem é "dor pélvica crônica" é uma das situações de maior dificuldade de se encontrar uma cura em ginecologia, não é grave (depende da doença de base). A maioria dos colegas médicos nem sabe como lidar com essa situação. Tanto doenças físicas como emocionais podem causar dor pélvica. O ideal é uma avaliação num bom ginecologista para saber a causa e para o adequado tratamento. No seu caso remédios para as relações (evitar a dor depois), remédios para depois da relação (controlar a dor) e remédios de longo prazo (tentar "curar" ou melhorar o problema), serão necessários.

Corrimento faz a menstruação atrasar?

A presença de corrimento não atrasa a menstruação. A vagina é uma região úmida e que ao longo do ciclo menstrual libera secreções fisiológicas que são próprias da flora vaginal. Na presença de infecções, baixa da imunidade, estresse ou doenças sexualmente transmissíveis, pode haver corrimento com outras características e, em alguns casos, há necessidade de tratamento medicamentoso com pomada/creme vaginal e/ou antibióticos.

O atraso menstrual pode ser justificado por outras causas como gravidez; síndrome dos ovários policísticos, uso contínuo de anticoncepcionais hormonais, ansiedade e estresse, uso de algumas medicações, problemas na tireoide, erro de cálculo do ciclo menstrual, etc. O atraso menstrual acima de 15 dias precisa ser investigado.

Caso esteja com corrimento diferente do habitual associado ao atraso menstrual, procure um serviço de saúde para uma consulta.

Meu namorado tem problemas para ejacular, ele é rápido...

Na verdade seu namorado tem ejaculação precoce, ele deve procurar um urologista para tratar esse problema. Quem não deve estar ficando excitada é você, por isso tem ardência e não consegue manter relação por mais tempo.

Sinto dores na penetração e não chego ao orgasmo...

Basicamente funciona assim: para a mulher a relação sexual costuma ser um momento que precisa de uma certa preparação e tempo, local adequado, sem pressa, sem preocupações, sem estresses, precisa estar totalmente dedicada ao ato sexual. Sua cabeça deve estar livre de conceitos e preconceitos relacionados ao corpo e ao sexo. Precisa estar totalmente relaxada e entregue. Somente dessa forma sua vagina vai estar preparada para receber o pênis (bem lubrificada e relaxada) caso contrário vai doer.

Precisa descobrir seu corpo e que partes sente mais prazer e precisa ensinar seu namorado o que é melhor ou o que não é bom para você e só vai conseguir isso se você mesma se conhecer melhor.

Consulte um ginecologista que você tenha confiança e se sinta a vontade para falar sobre isso. Você precisa ser examinada para saber se não existe nenhum tipo de mal formação na anatomia da sua vagina que possa estar causando esses sintomas. Doenças de ordem emocional como depressão e ansiedade também podem levar a esse tipo de situação.

Tenho dores na relação e não sinto prazer...

Pela sua descrição seu problema está relacionado, provavelmente, com o lado emocional e psicológico do sexo. A relação sexual para a mulher é muito mais complexa que para o homem, existem muitos fatores que interferem no desejo sexual feminino (aspectos culturais, religiosos, filhos, o parceiro, suas experiências anteriores em relação ao sexo, traumas de infância e assim por diante). Precisa de ajuda especializada: um ginecologista e um psicólogo.

Tenho muita dor na relação, porque?

Possivelmente não há nenhum problema com você (mas terá que consultar um ginecologista para ser examinada e ter certeza), talvez sua anatomia seja de uma vagina pequena e curta, tem que pedir para seu namorado "ir mais devagar" na relação, não haverá nenhum problema caso engravide e não afetará o bebê.

Tive relação e durante senti uma dor na urina...

Pequenos traumatismos podem ocorrer na uretra durante a relação sexual, inclusive com pequenos sangramentos, normalmente não são graves e melhoram sozinhos, mas se os sintomas permanecerem ou forem intensos precisa procurar um médico. Sempre existe também a possibilidade de infecção urinária, muito comum em mulheres com vida sexual ativa e pode estar relacionada com o ato sexual.

Logo após a relação sexual tenho dor de cabeça. O que pode ser?

É preciso observar se a dor de cabeça começa mesmo logo após a relação sexual ou se ela tem início durante o ato. Existem muitos tipos de dor de cabeça (cefaleia) e um deles está relacionado ao orgasmo (cefaleia orgástica).

Este tipo de dor de cabeça atinge homens e mulheres, podendo acontecer antes do orgasmo (menos comum), no início da excitação ou da relação sexual, com aumento progressivo à medida que a pessoa vai se excitando. Pode ter intensidade tão forte que em muitos casos é preciso interromper o orgasmo.

No entanto, o mais comum é que essa dor de cabeça aconteça durante o orgasmo, no momento do clímax. Caracteriza-se como uma dor explosiva, sentida em toda a cabeça ou apenas na nuca. Este tipo de cefaleia pode durar até 2 dias, podendo desaparecer em até uma hora se o indivíduo interromper o orgasmo.

A principal causa dessa dor de cabeça ainda não é conhecida. Pode estar relacionada com o aumento da pressão sanguínea durante a relação sexual, enxaquecas ou até stress.

O melhor é procurar um médico neurologista especialista em dor de cabeça, para uma investigação mais aprofundada das causas dessa cefaleia após as relações sexuais.

Dores no canal vaginal quando na relação, o que pode ser?

Isso chama-se dispareunia ou vaginismo, várias são as causas, dentre as mais comuns estão as infecções vaginais, porém existem muitas outras causas (falta de lubrificação, falta de libido, problemas emocionais).

Dor no testículo após relação, é normal?

Não, dor no testículo após uma relação sexual não é normal e deve ser investigada. Uma possível causa é a torção do testículo, que, se não for diagnosticada e tratada adequadamente, pode levar à falência do órgão reprodutor masculino.

Uma dor no testículo que pode ser considerada "normal" é aquela que ocorre depois de um longo período de excitação, em que não há ejaculação.

Essa dor é causada por uma espécie de "cãibra" na musculatura que sustenta os testículos, mas que resolve-se espontaneamente. Se a dor persistir depois da relação, a situação deve ser avaliada.

Quais as possíveis causas de dor no testículo?
  • Torção ou hérnia encarcerada: Em geral, dor de início súbito acompanhada de aumento de volume do testículo pode ser uma torção do testículo ou uma hérnia encarcerada. A torção é mais comum em adolescentes e adultos jovens;
  • Inflamação ou infecção: Se a dor estiver associada a sintomas urinários, pode ser um processo inflamatório ou infeccioso. Sentir ardência para urinar, por exemplo, pode estar relacionado com o início de uma DST, que se não for tratada pode evoluir e atingir o testículo.;
  • Uretrite (inflamação da uretra): A inflamação pode atingir o epidídimo (tecido acima do testículo) e causar dor, febre e vermelhidão local.

Veja também: Dor nos testículos, o que pode ser?

Torção do Testículo

Afastadas as hipóteses de DST ou uretrite, a hipótese da torção deve ser considerada. É preciso lembrar que o testículo está praticamente "pendurado" dentro do saco escrotal, suspenso pelo canal deferente e pelas suas artérias e veias.

Além disso, a presença de líquidos internos que atuam como lubrificantes dão ao testículo uma certa mobilidade para girar em torno dos seus eixos.

Quando o testículo excede o movimento em torno do seu eixo ocorre a torção e as suas estruturas de sustentação ficam comprometidas, com consequente diminuição do fluxo sanguíneo.

Há pacientes que referem a atividade física ou o ato sexual antes do início da dor, enquanto outros dizem que foi durante o sono.

Normalmente a torção está relacionada com uma falha de fixação do testículo no interior da bolsa escrotal. Trata-se de um defeito embrionário.

A torção provoca uma dor intensa que não melhora com nada e pode evoluir para a necrose (morte) do testículo devido à ausência de fluxo sanguíneo.

O tratamento é feito através de cirurgia, cujo objetivo é tentar desfazer a torção e fixar o testículo nas paredes internas do saco escrotal para não acontecer novamente.

Qualquer caso de dor no testículo que não passa deve ser avaliado por um médico urologista.

Toda dor ao ter relação pode ser endometriose?

Não. Muitas coisas causam dor na relação sexual.