Pergunte ao Médico
Como Funciona

Figado Aumentado

Ultrassom revelou fígado aumentado e com gordura. Pode ser grave?

Depende. Fígado aumentado e com gordura tanto pode ser uma condição simples, que não vai lesionar o fígado, como pode evoluir para uma inflamação com lesão do órgão.

Nos casos mais graves, a situação pode evoluir para cirrose hepática, que causa lesão permanente no fígado.

Porém, na maioria dos casos, o acúmulo de gordura no fígado tem evolução benigna.

O risco de cirrose é maior em pacientes idosos, diabéticos e naqueles que já têm uma inflamação no fígado chamada esteato-hepatite não alcoólica.

Por que tenho gordura no fígado? Quais as causas?

O acúmulo de gordura no fígado é o resultado de uma alimentação com excesso de gordura que o organismo não consegue metabolizar.

Mesmo as chamadas "gorduras saudáveis", presentes no azeite, nozes, castanhas e peixes, se forem consumidas em grandes quantidades, podem causar fígado gordo.

No entanto, a gordura mais perigosa é a chamada gordura trans, porque o corpo não é capaz de processá-la e ela é facilmente depositada no fígado. Este tipo de gordura está presente em bolachas, salgadinhos, frituras, manteigas, margarinas, pães de queijo, entre outros.

Outra importante causa de fígado gordo é o consumo de álcool. Boa parte dos indivíduos que bebem regularmente desenvolvem fígado gordo, uma vez que o álcool permite uma rápida acumulação de gordura no fígado.

Contudo, mesmo pessoas que não consomem bebidas alcoólicas podem ter fígado gordo. Nestes casos, o acúmulo de gordura no fígado é causado por excesso de peso, diabetes e níveis elevados de colesterol ou triglicerídeos.

O fígado gordo também pode ser causado por:

  • Uso de medicamentos, como amiodarona, estrógenos, corticoides, tamoxifeno, antirretrovirais, tetraciclinas;
  • Doenças metabólicas genéticas;
  • Rápida perda de peso;
  • Formas artificiais de nutrição;
  • Ingestão de toxinas, como produtos químicos e cogumelos;
  • Predisposição hereditária.
Qual o tratamento para fígado gordo?

Não existe um tratamento específico para fígado gordo e nenhum medicamento é totalmente eficaz nessa situação.

Por isso, o tratamento baseia-se numa série de medidas, que incluem:

  • Alterações no estilo de vida, com perda de peso, dieta e exercícios físicos;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Controlar doenças associadas, como diabetes;
  • Controlar os níveis de colesterol e triglicerídeos.

Esses cuidados são fundamentais para o sucesso no tratamento do fígado gordo. Mesmo se o paciente estiver usando algum medicamento, ele não será muito efetivo sem essas medidas.

É importante lembrar que o acúmulo de gordura no fígado é reversível, se estiver numa fase inicial.

O tratamento do fígado gordo deverá ser acompanhado pelo médico hepatologista ou gastroenterologista.