Pergunte ao Médico
Como Funciona

Ovário

Cisto de ovário e mioma...

1° Sim, o procedimento está correto. Mesmo que estivesse errado eu responderia que está correto, eu não sou juiz dos procedimentos dos colegas. Cistos simples de ovário geralmente se opta pela conduta espectante (esperar e controlar) se crescer dai sim operar e em relação ao mioma (esqueça ele).

2° Vai dizer se o cisto tem vascularização (veias e artérias que o alimentam), quanto mais vascularizado mais chance de ser um tumor não benigno.

3° O CA125 é um marcador tumoral e está aumentado em casos de tumores não benignos.

Cisto no ovário... resultado de ultrassom...

No seu caso o ideal é:

1) Ficar calma e tranquila que pelo seu exame não é nada para você se preocupar;

2) Fazer um novo ultrassom após um ano (se você tiver muito ansiosa, então repita o ultrassom em 6 meses).

Aumento do tamanho do ovário esquerdo e infertilidade?

Alterações desse tipo podem ou não estar associada com infertilidade, na maioria das vezes não. Você já teve uma filha e já teve um aborto, por duas vezes já ficou grávida, isso significa que você é fértil (pergunto: é o mesmo pai?; porque: se você mudou de marido o problema pode estar nele e não em você, se for o mesmo talvez nenhum dos dois tenham problema e foi só falta de sorte mesmo, não ter engravidado ainda). Nós médico apenas consideramos um casal infértil quando após 1 ano tendo 3 relações sexuais por semana sem proteção e a mulher não engravida.

Meu ovário direito está maior que o esquerdo, estou grávida?

Não sei se está grávida, porém ter um ovário maior que o outro significa que um é maior e o outro é menor, o ovário maior tem um tamanho maior e o ovário menor tem um tamanho menor.

Dificilmente as mulheres tem os ovários do mesmo tamanho pequenas diferenças são muito comuns, se a diferença de tamanho for muito grande, então é importante descobrir o motivo (diagnóstico).

Leia mais sobre o assunto em: Ter um ovário maior que o outro é normal? O que pode ser?

Tenho um cisto no ovário esquerdo: posso engravidar?

Sim. Mulheres com cisto no ovário podem engravidar.

A presença de cisto nos ovários, seja no esquerdo, seja no direito, seja em ambos, não impede a mulher de engravidar.

A presença de cisto no ovário é uma situação frequente entre as mulheres de todas as idades e isso não diminui a fertilidade da mulher e não causa infertilidade.

Leia mais em:

Cisto no ovário causa infertilidade?

Os ovários da mulher são responsáveis pela liberação do óvulo. A cada mês o ovário de um lado libera um óvulo que, ao ser fecundado, forma o zigoto resultando em gravidez ao ser implantado no útero.

Todos os óvulos da mulher são previamente formados no período da vida intra-útero. Com o início da menarca (primeira menstruação), a mulher começa a ovular e a cada ciclo libera um óvulo de um dos ovários. Os cistos presentes no ovário, na maioria das vezes, não influenciam a liberação desses óvulos, ficando a mulher susceptível à engravidar.

Portanto, quem tem cisto no ovário esquerdo pode engravidar.

Se você apresenta cisto no ovário, procure um/a ginecologista, médico/a de família ou clínico geral para tirar suas dúvidas e realizar a avaliação necessária.

Cisto no ovário é necessário retirar todo ovário ou o útero?

A presença de cisto no ovário não necessariamente necessita da retirada do ovário ou do útero.

O tratamento para cisto no ovário dependerá da idade da mulher, do tipo de cisto, da presença de dor, do tamanho do cisto e da suspeita de câncer. Em alguns casos em que o cisto no ovário é grande, com presença de dor e suspeita de malignidade, pode haver indicação de cirurgia para retirada do cisto ou do ovário inteiro acometido.

Na maioria das vezes, o cisto de ovário pode se resolver sem nenhum tratamento.

Leia também:

Cisto no ovário causa infertilidade?

O importante é seguir o aconselhamento dado pelo/a médico/a que está acompanhando o caso.

Tenho ovário policístico o ginecologista passou Diane...

Realmente a mulher que tem a síndrome dos ovários policístico tem dificuldade de engravidar (dificuldade não quer dizer que não vai engravidar). O mais importante no seu caso é você resolver o que quer fazer: caso queira engravidar precisa falar com seu médico e todo o seu tratamento vai ser voltado para esse sentido; caso não queira engravidar tem que voltar a tomar o anticoncepcional voltado para quem tem ovários policísticos. Respondendo sua pergunta: pode já estar grávida sim.

O ovário esquerdo está muito maior que o direito?

Normalmente os ovários tem um tamanho parecido, mas o tamanho dos ovários isoladamente não tem nenhum sentido prático na medicina, a avaliação tem que ser feita como um todo: suas queixas, seu exame físico, as conclusões do seu médico, o resultado dos exames e novamente a interpretação do seu médico, tudo isso junto tem significado, mas o tamanho dos ovários isolados, mesmo com tanta diferença não serve para analisar o que pode estar acontecendo.

Também pode lhe interessar o artigo: Ter um ovário maior que o outro é normal? O que pode ser?

Poderei engravidar após retirar cisto do ovário?

Se você ficou com parte do ovário direito e com todo o ovário esquerdo, você vai poder ter filhos sem nenhum problema. Uma mulher que tem apenas um ovário é tão fértil quanto uma mulher que tenha os dois ovários.

Dor no ovário direito durante dois dias o que pode ser?

Na realidade, o que você tem é uma dor pélvica, que pode ter origem nos ovários, nas trompas, no útero, no aparelho urinário (ureteres, bexiga), ou ainda nos intestinos, músculos ou nervos localizados na porção inferior do abdômen.

Em geral, uma dor pélvica que dura dois dias e depois desaparece está associada à ovulação e é bastante comum.

No entanto, é preciso lembrar que apesar da mulher achar que a dor vem do ovário direito, não é possível identificar uma dor interna com essa precisão, ao ponto de afirmar que é no ovário direito ou esquerdo.

Existe uma série de causas para as dores pélvicas femininas, cujas características podem fornecer pistas importante quanto ao órgão afetado:

  • Dor de início súbito, que aumenta de intensidade progressivamente: Pode se tratar de uma emergência cirúrgica, como apendicite, torção de cisto ovariano, ruptura de uma gravidez tubária. O diagnóstico é confirmado através de exame físico, exames de sangue e urina, raio-x, ultrassom, tomografia ou ressonância magnética;
  • Dor periódica, associado a momento específico do ciclo menstrual: Pode ter várias causas, desde cólicas menstruais a dores com duração máxima de 48 horas, que ocorrem durante a ovulação;
  • Dor crônica, de instalação lenta e com episódios que duram mais de 6 meses: Pode ter origem nos intestinos ou outras vísceras pélvicas, coluna lombar, parede abdominal ou ainda ser causa por aderências ou endometriose.

Em caso de dor pélvica, a mulher deve consultar um médico ginecologista. Através das informações prestadas pela paciente, dos resultados do exame físico e exames complementares (sangue, urina, ultrassom) o médico irá diagnosticar a origem da dor e prescrever o tratamento correto.

Cisto no ovário tem cura? Qual o tratamento?

Os cistos ovarianos tem cura e o tratamento pode ser clínico e/ou cirúrgico.

Os cistos ovarianos funcionais, aqueles gerados por alterações hormonais, geralmente não necessitam de tratamento. Eles geralmente somem depois de 8 a 12 semanas sem tratamento.

O tratamento clínico pode ser feito com pílulas anticoncepcionais. E o médico solicitará periodicamente (usualmente a cada seis meses) ultrassonografia transvaginal para avaliar as dimensões e características do cisto e surgimento de novas lesões. O uso da pílula a longo prazo pode diminuir o surgimento de novos cistos no ovário. As pílulas não diminuem o tamanho dos cistos que já existem no ovário, sendo que normalmente estes desaparecem sozinhos.

Pode ser necessária a realização de cirurgia para a remoção de cistos do ovário ou para garantir a ausência de células cancerígenas. O procedimento cirúrgico é indicado nos casos de maior risco de câncer de ovário, como nos casos abaixo:

  • Cistos complexos (com componente líquido e sólido) no ovário que não desaparecem;
  • Cistos sintomáticos que não regridem;
  • Cistos simples no ovário que são maiores que 5 a 10 centímetros;
  • Mulheres que estão na menopausa ou próximas desse período.

Os tipos de cirurgia para ressecção do cisto são:

  • Laparotomia exploradora;
  • Laparoscopia pélvica;

O médico ginecologista indicará o melhor tratamento.

Posso engravidar após retirar um ovário?

1 - Fiz cirurgia e retirei um ovário, posso engravidar normalmente.

Sim.

2 - Fiz cirurgia e retirei a trompa e o ovário de um lado, posso engravidar?

Sim.