Pergunte ao Médico
Como Funciona

Sangramento

Irritação na vagina tipo assadura com coceira e sangramento: o que é?

Irritação na vagina, tipo assadura, com coceira e sangramento, é muito comum nas infecções vaginais e geralmente indica um infecção por fungo, como a candidíase, ou uma vaginose bacteriana.

No caso da candidíase, outro sintoma comumente observado é a presença de corrimento vaginal esbranquiçado ou amarelado. Os sintomas geralmente pioram antes da menstruação e melhoram no início do período.

A candidíase é bastante comum e não é considerada uma doença sexualmente transmissível (DST), embora o fungo causador da doença possa ser disseminado através do contato oral-genital.

O fungo causador da candidíase, a cândida, está naturalmente presente no canal vaginal, juntamente com várias outras bactérias. Os lactobacilos (um tipo de bactéria) contrabalanceiam a proliferação dos fungos no interior da vagina. Quando há um desequilíbrio na proliferação de cândida, temos um quadro de candidíase vaginal.

Alguns dos principais fatores de risco para candidíase:

  • Uso de antibiótico;
  • Gravidez;
  • Diabetes mellitus descontrolada;
  • Obesidade;
  • Uso de glicocorticoides e imunossupressores;
  • Uso de roupas de lycra e mal ventiladas;
  • Doenças autoimunes ou imunidade alterada;
  • Uso de ducha ou sabonete íntimo diário.

O tratamento da candidíase vaginal depende do tipo de infecção e pode incluir:

  • Aplicação única ou aplicações diárias de cremes antifúngicos, supositórios ou óvulos;
  • Uso de medicamentos como clotrimazol, miconazol, tioconazol ou butoconazol;
  • Terapia oral com Fluconazol.

Outra situação em que pode haver irritação na vagina, parecida com uma assadura, com coceira e sangramento, é na vaginose bacteriana, sendo esta a principal causa de corrimento vaginal em mulheres na idade reprodutiva.

A vaginose caracteriza-se por um crescimento anormal de bactérias anaeróbias como Gardnerella vaginalis, Mobiluncus, entre outras, associado a uma diminuição de lactobacilos da flora vaginal normal.

Relações sexuais frequentes, uso de duchas vaginais ou período pré-menstrual favorecem a alteração da flora bacteriana vaginal, podendo desencadear a vaginose.

A vaginose bacteriana também não é considerada uma DST, embora a sua ocorrência seja maior em mulheres com número elevado de parceiros sexuais, sendo rara naquelas sexualmente inativas.

O tratamento da vaginose bacteriana inclui:

  • Abstinência sexual;
  • Uso de duchas vaginais com peróxido de hidrogênio a 1,5 %;
  • Medicamentos metronidazol ou clindamicina, orais ou tópicos.

Para um diagnóstico e tratamento adequado, a mulher deve consultar um médico ginecologista.

O que significa ter sangramento durante a relação sexual?

De uma forma geral, sangramento durante relação sexual está associado a algum tipo de lesão em colo uterino ou parede da vagina; em mulheres jovens as causas inflamatórias (inflamação, infecção e DSTs) são as mais comuns e em mulheres menos jovens as causas inflamatórias dividem espaço com lesões do tipo pré-cancerígena em colo uterino ou câncer de colo de útero.

Sangramento após relação no período fértil indica gravidez?

É possível sim ter havido gravidez, a irregularidade menstrual dela fala a favor de você. O problema é que vocês tiveram relação já dentro do período fértil dela (em teoria, porque se a menstruação é irregular, o cálculo do período fértil fica comprometido) e esse sangramento pode realmente ser decorrente da nidação (implantação do óvulo fecundado no útero), foi logo em seguida sim, o que pode ser o suficiente para gerar a dúvida (você é bem espertinho...), porém a natureza não segue as nossas regras muito menos o que está escrito na internet. O jeito é esperar e caso a menstruação atrase por mais de 15 dias fazer um exame de gravidez.

Sangramento após tomar pílula do dia seguinte é normal? Por que ocorre?

Pode haver pequenos sangramentos e irregularidade menstrual após tomar a pílula do dia seguinte e ocorrem porque a pílula do dia seguinte contém hormônios em altas dosagens, que podem fazer o endométrio descamar, levando a sangramento.

O sangramento pode assumir várias formas: pode ser como uma menstruação normal ou pode ser diferente (pouco e claro ou pouco e tipo borra de café, ou pode até ter um sangramento forte como uma hemorragia).

É importante lembrar que a eficácia da pílula do dia seguinte é inferior a do anticoncepcional comum. Sendo assim, o fato de ter tido o sangramento não significa que não há possibilidade de gravidez, embora a chance seja pequena.

A eficácia da pílula do dia seguinte independe da presença ou ausência de sangramento. Contudo, se após tomar a pílula, sua menstruação atrasar por mais de duas semanas da data esperada, é necessário realizar um exame de gravidez.

É importante lembrar que o uso da pílula não previne doenças sexualmente transmissíveis. Use o preservativo em todas as relações sexuais.

Corrimento marrom com sangue pode ser gravidez?

Depende. Se for bem no meio do ciclo, mais ou menos 14 dias depois do primeiro dia da menstruação e a próxima menstruação deixar de vir (atrasar, não descer mais por 9 meses), dai sim esse sangramento que teve pode ser sinal de gravidez.

Sangramento de escape pode ser considerado menstruação?

Não. Sangramentos de escape não são menstruação, nem mesmo o sangramento que a mulher tem na parada do anticoncepcional não é considerado uma menstruação verdadeira.

Minha namorada tomou a pílula do dia seguinte 3 vezes...

A pílula do dia seguinte foi feita para ser usada eventualmente e em situações especiais que fogem ao controle da mulher. O sangramento é um efeito comum da pílula do dia seguinte, mas não é preocupante, o que não pode acontecer é usar a pílula tantas vezes, ela pode causar sérios danos a saúde. Precisam ter mais cuidado, existe camisinha e pílula anticoncepcional de uso diário que são muito mais eficientes e com menos riscos.

Eu tenho 17 anos, a minha primeira vez foi no dia 16...

O sangramento que ocorre na primeira relação geralmente é decorrente do trauma na membrana himenal, é em pequena quantidade e dura no máximo horas, geralmente só ocorre no ato sexual. Esse sangramento que está tendo parece mesmo uma menstruação desregulada.

Sangramento no ouvido, o que fazer?

Quando há sangramento no ouvido deve-se fazer uma limpeza externa cuidadosa do sangue que está na orelha. Se a pessoa com sangramento está deitada, deve-se manter a sua orelha posicionada para baixo e procurar um serviço médico.

O sangramento no ouvido geralmente é devido à uma lesão canal do ouvido ou no tímpano (membrana timpânica). Normalmente, o sangramento esta acompanhado de outros sintomas como tonturas, enjoos, vômitos, dores de cabeça, zumbido e diminuição da audição.

As causas mais comuns de sangramento nos ouvidos são: ferimento devido ao uso de algum objeto pontiagudo como cotonete ou grampo, infecção, tumores, pancada forte na orelha, fratura do crânio, variações muito grandes de pressão atmosférica, que podem ocorrer em voos e mergulhos e explosões.

Nessas situações deve-se procurar um clínico geral ou otorrinolaringologista para uma avaliação correta do problema.

Estou grávida e menstruei o que pode ser que aconteceu?

Sangramento durante a gravidez é uma ocorrência relativamente frequente. Em alguns casos a mulher continua menstruando na data certa, mesma estando grávida. Geralmente essa "menstruação" é bem pouco e dura poucos dias. Sangramento durante a gestação só é preocupante quando for contínuo, ou ocorrer muitas vezes ou ser um sangramento muito intenso e vir acompanhado de cólicas fortes que pode indicar um aborto.

No seu caso o ideal seria ir ao ginecologista que vai lhe pedir os exames de pré-natal e um exame de ultrassonografia transvaginal (ou ecografia transvaginal) que vai dizer exatamente se está tudo bem com sua gravidez. Um novo exame de gravidez agora provavelmente daria positivo mesmo que você tivesse tido um aborto, porque os níveis de Bhcg (que são medidos no exame de gravidez) levam um tempo para negativarem.

É normal menstruar usando a Contracep trimestral?

Você não está menstruando, isso é um sangramento relativamente comum (efeito colateral) em quem usa o Contracept, é a causa mais frequente de desistência do uso dessa medicação, precisa voltar ao ginecologista para mudar seu anticoncepcional e não aplicar mais o Contracept (os efeitos podem durar 3 meses ou mais - injeção trimestral).

Assim como a ausência de menstruação é muito comum com o uso de contracep.

Iniciei minha primeira cartela de anticoncepcional...

Esse sangramento deve ser a sua "menstruação" ou pode ser por causa da tomada da pílula do dia seguinte, mas independente disso o mais importante é que não está grávida e não deve suspender o anticoncepcional, comece a cartela e fique tranquila que se tomar certinho vai estar protegida da gravidez.