Pergunte ao Médico
Como Funciona

TGO

O que pode significar nível alto ou baixo de TGO e TGP?

Níveis altos ou baixos de TGO e TGP podem ter várias causas. As principais doenças que causam elevação das transaminases (TGO e/ou TGP) são:

  • Necrose aguda de células do parênquima, que pode ocorrer principalmente por:
    •   Hepatites virais (elevação de 20 a 100 vezes);
    •   Hepatite alcoólica;
    •   Hepatite medicamentosa (lesão do fígado por drogas e medicamentos - geralmente paracetamol);
  • Congestão:
    •   Hepatite isquêmica;
    •   Câncer hepático primário ou metastático;
    •   Cirrose hepática;
    •   Esteato-hepatites;
  • Doenças musculares;
  • Infarto agudo do miocárdio;
  • Pancreatite aguda;
  • Injúria intestinal (cirurgia, infarto);
  • Injúria por irradiação local (radioterapia);
  • Infarto pulmonar;
  • Infarto cerebral;
  • Anemia hemolítica;
  • Queimaduras;
  • Eclâmpsia.

​​Mais raramente, pode-se citar a doença de Wilson, a hemocromatose, a deficiência de alfa-1-antitripsina e a hepatite autoimune.

​​Aumento dos valores em até três vezes: inespecíficos. Podem significar lesão em outros órgãos que não o fígado, tais como lesões musculares e hipotireoidismo, ou lesões restritas às vias biliares. Acima de 160 U/L, indicam doença hepática, com grande probabilidade. Já aumentos acima de 1000 U/L são geralmente causadas por hepatites virais, isquêmica ou por drogas.

A diminuição das transaminases pode ocorrer:

  • TGO: azotemia e diálise renal crônica;
  • TGP: infecção do trato urinário e malignidades.

Além do valor absoluto das transaminases, outra dica é comparar a relação entre os valores de TGO e TGP (TGO/TGP) - o índice NORMAL é de 0,7 a 1,4:

  • Aumentado em: 

    • Hepatotoxicidade por drogas (> 2);
    • Hepatite alcoólica (> 2 é altamente sugestiva, podendo chegar até 6,0);
    • Cirrose (1,4 - 2,0);
    • Colestase intra-hepática (> 1,5);
    • Carcinoma hepatocelular;
    • Hepatite crônica (levemente aumentada: 1,5)
  • Diminuído em:
    • Hepatite viral aguda (com TGO aumentada de 3 a 5 vezes o limite superior normal);
    • Colestase extra-hepática (normal ou levemente diminuída; 1,3)

É importante ressaltar que é possível ter uma doença hepática crônica e possuir transaminases normais. Isso é comum em indivíduos com hepatite C crônica, por exemplo. Portanto, a ausência de alterações na TGO e TGP não descarta doenças do fígado.

Um médico sempre deverá ser consultado para avaliação correta e conduta frente aos resultados de seus exames.

Para que servem os exames de TGO e TGP?

Os exames de TGO e TGP têm como utilidade o diagnóstico diferencial de doenças do sistema hepatobiliar e do pâncreas (TGO e TGP) ou colaborar com a identificação de infarto de miocárdio e miopatias (TGP).

Sempre que uma célula que contenha TGO ou TGP sofre uma lesão, essas enzimas escapam para o sangue, aumentando a sua concentração sanguínea. Deste modo, lesões aos tecidos ricos nestas enzimas (coração - infarto do miocárdio; fígado - hepatites ou lesões musculares) causam um aumento dos níveis sanguíneos de TGO e TGP.

As duas enzimas surgem em quantidades bastante semelhantes nas células do fígado, por isso, as doenças hepáticas decorrem com aumentos de níveis tanto da TGO quanto da TGP.

O que é TGO e TGP?

TGO (transaminase glutâmico-oxalacética) e TGP (transaminase glutâmico-pirúvica) são enzimas transaminases (ou aminotransferases).

A TGO está presente no interior de diversas células do corpo (fígado, miocárdio do coração, músculo esquelético, pâncreas, rins, glóbulos vermelhos), enquanto que a TGP é encontrada quase que unicamente nas células do fígado. São responsáveis pela metabolização de algumas proteínas (L-aspartato, alfacetoglutarato, alanina, etc).

Sinônimos:

  • TGO = AST (aspartato aminotransferase);
  • TGP = ALT (alanina aminotransferase).

Os valores de referência variam de laboratório para laboratório, mas geralmente:

  • ​TGO = de 5 a 40 U/L;
  • TGP = de 7 a 56 U/L.

Têm como utilidade o diagnóstico diferencial de doenças do sistema hepatobiliar e do pâncreas (TGO e TGP) ou colaborar com a identificação de infarto de miocárdio e miopatias (TGP).

Sinto dores abdominal do lado direito abaixo as costelas...

Não parece ser hepatite, seus exames estão dentro da limite da normalidade. Nesta região temos fígado, vesícula biliar, rim e várias costelas e músculos e todos eles podem causar dor nessa região.

Fiz exames de sangue para saber como está meu fígado...

A gravidade depende da doença que está causando essas alterações no seus exames e não dos exames propriamente ditos, precisa ir ao médico para saber a causa dessas alterações.

Meu pai fez exames TGO e TGP, que deram 91 e 147...

Diabetes não causa essas alterações. Esses exames alterados significam alguma doença no fígado.

Mei pai é alcoólatra há anos e fez alguns exames...

O resultados desses exames significam que ele tem uma inflamação no fígado (hepatite) provavelmente pela ingestão de bebidas alcoólicas.