Pergunte ao Médico
Como Funciona

TGP

O que pode significar nível alto ou baixo de TGO e TGP?

Níveis altos ou baixos de TGO e TGP podem ter várias causas. As principais doenças que causam elevação das transaminases (TGO e/ou TGP) são:

  • Necrose aguda de células do parênquima, que pode ocorrer principalmente por:
    •   Hepatites virais (elevação de 20 a 100 vezes);
    •   Hepatite alcoólica;
    •   Hepatite medicamentosa (lesão do fígado por drogas e medicamentos - geralmente paracetamol);
  • Congestão:
    •   Hepatite isquêmica;
    •   Câncer hepático primário ou metastático;
    •   Cirrose hepática;
    •   Esteato-hepatites;
  • Doenças musculares;
  • Infarto agudo do miocárdio;
  • Pancreatite aguda;
  • Injúria intestinal (cirurgia, infarto);
  • Injúria por irradiação local (radioterapia);
  • Infarto pulmonar;
  • Infarto cerebral;
  • Anemia hemolítica;
  • Queimaduras;
  • Eclâmpsia.

​​Mais raramente, pode-se citar a doença de Wilson, a hemocromatose, a deficiência de alfa-1-antitripsina e a hepatite autoimune.

​​Aumento dos valores em até três vezes: inespecíficos. Podem significar lesão em outros órgãos que não o fígado, tais como lesões musculares e hipotireoidismo, ou lesões restritas às vias biliares. Acima de 160 U/L, indicam doença hepática, com grande probabilidade. Já aumentos acima de 1000 U/L são geralmente causadas por hepatites virais, isquêmica ou por drogas.

A diminuição das transaminases pode ocorrer:

  • TGO: azotemia e diálise renal crônica;
  • TGP: infecção do trato urinário e malignidades.

Além do valor absoluto das transaminases, outra dica é comparar a relação entre os valores de TGO e TGP (TGO/TGP) - o índice NORMAL é de 0,7 a 1,4:

  • Aumentado em: 

    • Hepatotoxicidade por drogas (> 2);
    • Hepatite alcoólica (> 2 é altamente sugestiva, podendo chegar até 6,0);
    • Cirrose (1,4 - 2,0);
    • Colestase intra-hepática (> 1,5);
    • Carcinoma hepatocelular;
    • Hepatite crônica (levemente aumentada: 1,5)
  • Diminuído em:
    • Hepatite viral aguda (com TGO aumentada de 3 a 5 vezes o limite superior normal);
    • Colestase extra-hepática (normal ou levemente diminuída; 1,3)

É importante ressaltar que é possível ter uma doença hepática crônica e possuir transaminases normais. Isso é comum em indivíduos com hepatite C crônica, por exemplo. Portanto, a ausência de alterações na TGO e TGP não descarta doenças do fígado.

Um médico sempre deverá ser consultado para avaliação correta e conduta frente aos resultados de seus exames.

Para que servem os exames de TGO e TGP?

Os exames de TGO e TGP têm como utilidade o diagnóstico diferencial de doenças do sistema hepatobiliar e do pâncreas (TGO e TGP) ou colaborar com a identificação de infarto de miocárdio e miopatias (TGP).

Sempre que uma célula que contenha TGO ou TGP sofre uma lesão, essas enzimas escapam para o sangue, aumentando a sua concentração sanguínea. Deste modo, lesões aos tecidos ricos nestas enzimas (coração - infarto do miocárdio; fígado - hepatites ou lesões musculares) causam um aumento dos níveis sanguíneos de TGO e TGP.

As duas enzimas surgem em quantidades bastante semelhantes nas células do fígado, por isso, as doenças hepáticas decorrem com aumentos de níveis tanto da TGO quanto da TGP.

O que é TGO e TGP?

TGO (transaminase glutâmico-oxalacética) e TGP (transaminase glutâmico-pirúvica) são enzimas transaminases (ou aminotransferases).

A TGO está presente no interior de diversas células do corpo (fígado, miocárdio do coração, músculo esquelético, pâncreas, rins, glóbulos vermelhos), enquanto que a TGP é encontrada quase que unicamente nas células do fígado. São responsáveis pela metabolização de algumas proteínas (L-aspartato, alfacetoglutarato, alanina, etc).

Sinônimos:

  • TGO = AST (aspartato aminotransferase);
  • TGP = ALT (alanina aminotransferase).

Os valores de referência variam de laboratório para laboratório, mas geralmente:

  • ​TGO = de 5 a 40 U/L;
  • TGP = de 7 a 56 U/L.

Têm como utilidade o diagnóstico diferencial de doenças do sistema hepatobiliar e do pâncreas (TGO e TGP) ou colaborar com a identificação de infarto de miocárdio e miopatias (TGP).

Fiz um exame de sangue e o resultado para o TGP...

TGP elevado significa algum tipo de inflamação no fígado (hepatite), mas como o resultado só está um pouco elevado o ideal seri repetir em alguns dias, ou a critério do seu médico em conjunto com a avaliação dele, solicitar até outros exames.

Fiz exames de sangue para saber como está meu fígado...

A gravidade depende da doença que está causando essas alterações no seus exames e não dos exames propriamente ditos, precisa ir ao médico para saber a causa dessas alterações.

O exame de TGP da minha filha está 73, o que isto significa?

Exame de TGP com resultado 73 significa que o TGP está alto, o que pode ser sinal de algum tipo de inflamação ou problema no fígado.

Os valores de referência para o TGP normal são de 7 a 56 unidades por litro de soro, embora esses valores variem conforme o fabricante do teste.

Níveis altos de TGP são encontrados em desordens do fígado que causam a morte de muitas células hepáticas, o que acontece nas seguintes situações e doenças:

  • Hepatite aguda A ou B;
  • Dano hepático causado por toxinas;
  • Privação de oxigênio e nutrientes por diminuição ou interrupção da circulação sanguínea.

Contudo, elevações moderadas de TGP são comuns, mesmo em pessoas saudáveis. Nesses casos, a causa mais comum é o fígado gordo (esteatose hepática), provocado na maioria das vezes pelo abuso de álcool. A gordura no fígado também pode ser causada por diabetes, obesidade e hepatite C.

Existem também alguns medicamentos que podem deixar o TGP alto, como:

  • Analgésicos;
  • Antibióticos;
  • Remédios para o colesterol;
  • Medicamentos para problemas cardiovasculares;
  • Antidepressivos.

O TGP é uma enzima que serve para indicar danos no fígado em diferentes tipos de doenças. Contudo, ter níveis elevados de TGP não significa que a pessoa tenha uma doença hepática estabelecida.

A interpretação do resultado do exame de TGP depende do quadro clínico geral do paciente, o que deve ser feito de preferência por um médico hepatologista.

Leia também:

O que pode significar nível alto ou baixo de TGO e TGP?

Diabetes podem alterar o resultado dos exames TGO e TGP?

Fiz exame de sangue AST e ALT e o resultado...

Pequenas alterações nesses dois exames podem significar doença hepática (fígado) leve ou inicial ou em remissão (fase de melhora), mas muitas vezes podem não ter nenhum significado clínico.

Diabetes podem alterar o resultado dos exames TGO e TGP?

Não, Diabetes não altera o resultado dos exames TGO e TGP. Esses exames alterados podem indicar alguma doença no fígado e não tem relação com o Diabetes.

O TGP é um exame laboratorial que avalia se há alguma inflamação no fígado. Em algumas hepatites, no entanto, o resultado do exame pode estar normal e haver inflamação no fígado na mesma.

As doenças hepáticas e condições que aumentam os níveis de TGP são:

  • Alcoolismo;
  • Hepatites virais; Hepatites não-alcoólicas;
  • Cirrose;
  • Colestase;
  • Hemocromatose.

TGO também é um exame que serve para detectar inflamação no fígado. Pode estar normal em algumas hepatites, e, ainda assim, existir inflamação no fígado.

Algumas doenças que provocam alteração nos níveis de TGO:

  • Hepatite alcoólica: Os níveis de TGO se elevam e chegam a ser duas vezes maiores que os de TGP;
  • Casos especiais de anemia, como quando os glóbulos vermelhos do sangue são destruídos;
  • Doenças cardíacas, como o infarto agudo do miocárdio (ataque cardíaco).

TGP e TGO são indicadores sensíveis de danos no fígado em diversos tipos de doenças.

No entanto, é importante lembrar que níveis mais altos que o normal dessas enzimas não indica, necessariamente, que você tenha uma doença hepática já estabelecida.

Isso pode indicar algum problema ou não. A interpretação do resultado dos exames de TGO e TGP depende do quadro clínico geral do paciente e deve ser feita por um médico hepatologista.

Mei pai é alcoólatra há anos e fez alguns exames...

O resultados desses exames significam que ele tem uma inflamação no fígado (hepatite) provavelmente pela ingestão de bebidas alcoólicas.