Perguntar
Fechar

Acabei de receber o resultado de um eletrocardiograma...

Acabei de receber o resultado de um ECG em que o diagnóstico é o seguinte: Predomínio Ventricular esquerdo por voltagem (aspecto geralmente considerado variante do normal neste grupo etário). Tenho 24 anos e gostaria que me informasse do que se trata e se poderá ser grave.
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Exame dentro dos limites da normalidade, no entanto, é essencial que todo resultado de exame seja avaliado pelo médico que o solicitou, que irá contextualizar o resultado com o quadro clínico individual de cada pessoa.

O que é o eletrocardiograma (ECG)?

O eletrocardiograma é um exame que avalia a atividade elétrica do coração. Ele detecta os impulsos elétricos que existem no coração e permitem a contração das câmaras cardíacas e o bombeamento do sangue.

Comumente é um dos primeiros exames solicitados para pessoas que apresentam sintomas sugestivos de doença cardíaca, como dor no peito, tontura, falta de ar ou palpitações.

Como é feito o eletrocardiograma?

O eletrocardiograma de repouso é realizado através da colocação de 6 eletrodos que são colocados na superfícies do tórax ,e de pás, que são colocadas nos punhos e tornozelos.

A pessoa fica deitada em repouso, enquanto os sinais elétricos são detectados e registrados pelo aparelho de eletrocardiograma, e não sente absolutamente nada. O exame é rápido e demora alguns segundos ou poucos minutos no máximo.

Para que serve o eletrocardiograma?

É um exame muito útil para detectar diferentes alterações cardíacas. É o principal exame não invasivo para o diagnóstico e avaliação de arritmias cardíacas e distúrbios de condução, além de ser essencial para o diagnóstico de quadros de isquemia cardíaca, como o infarto agudo do miocárdio.

Algumas alterações estruturais do coração e distúrbios metabólicos também podem ser suspeitados pela realização do eletrocardiograma. Também serve para o acompanhamento de doenças pré-existentes ou rastreio de alguns grupos populacionais.

Para mais informações sobre esse exame converse com o seu médico de família, clínico geral ou cardiologista.