Perguntar
Fechar

Anticoncepcional pode enfraquecer os ossos?

O anticoncepcional injetável pode, sim, enfraquecer os ossos de mulheres na pré-menopausa que utilizam a injeção por longo prazo.

Já a pílula anticoncepcional tem uma ação contrária, ou seja, ao invés de enfraquecer os ossos, protege a mulher da perda de cálcio ósseo que ocorre depois dos 40 anos, ajudando a prevenir osteoporose.

Por causar perda de masa óssea, deixando os ossos mais fracos, o anticoncepcional injetável não deve ser usado por mulheres que apresentam fatores de risco para osteoporose, como:

  • Alcoolismo;
  • Tabagismo;
  • Uso crônico de medicamentos como anticonvulsivantes e corticoides;
  • História familiar de osteoporose;
  • Peso inferior a 57 kg e baixo índice de massa corporal (IMC menor que 19);
  • Distúrbios alimentares como bulimia e anorexia;
  • Doenças do metabolismo ósseo;
  • Doenças crônicas como artrite reumatoide, mal de Parkinson, hipertireoidismo.

Veja também: Além de impedir a gravidez, para que pode servir o anticoncepcional?

Além disso, é recomendável que todas as pacientes que utilizem anticoncepcional injetável tenham uma ingestão adequada de cálcio e vitamina D.

Informe o médico ginecologista se tiver algum dos fatores de risco para desenvolver osteoporose antes de iniciar qualquer tratamento com anticoncepcionais hormonais orais ou injetáveis.