Câncer de endométrio tem cura?

Sim, câncer de endométrio tem cura. Mais de 90% das mulheres com câncer de endométrio ficam curadas da doença. O tratamento é cirúrgico, com retirada do útero (histerectomia), tuba uterina, ovários e gânglios linfáticos regionais. Quimioterapia, radioterapia e terapia hormonal também podem ser indicadas após a cirurgia, dependendo do caso.

O sucesso do tratamento do câncer de endométrio é devido ao diagnóstico precoce do tumor, já que a maioria dos casos é detectada na fase inicial.

O procedimento cirúrgico pode ser realizado por meio de métodos minimamente invasivos, como a laparoscopia. Após a cirurgia, pode ser necessário iniciar o tratamento complementar com radioterapia ou quimioterapia, conforme as características e o estágio do tumor.

Publicidade

Quando o câncer de endométrio já se disseminou para outros órgãos do corpo (metástase), a quimioterapia é o tratamento de eleição.

Os métodos utilizados no tratamento do câncer de endométrio dependem de vários fatores, como o tipo de câncer, o estágio do tumor, os efeitos colaterais, a saúde geral e a idade da mulher.

Após o fim do tratamento, a paciente deve ser avaliada regularmente pelo médico ginecologista. Os cuidados no 1º e no 2º ano após a cirurgia podem incluir radiografias, exames pélvicos, exames de sangue e Papanicolau anual.

A presença de sintomas como emagrecimento acentuado, perda de apetite, alterações urinárias ou intestinais, dor ou sangramento vaginal, deve ser comunicada imediatamente ao médico.

Saiba mais em: Quais os sintomas do câncer de endométrio?