Perguntar
Fechar
Mulher grávida pode fazer chapinha?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim, grávida pode fazer chapinha no cabelo durante toda a gravidez, sem riscos para o bebê. A chapinha deixa o cabelo liso apenas devido aocalor, que altera a forma da proteína que forma os fios. Não há produtos químicos, por isso ela pode ser usada para alisar o cabelo durante a gestação.

Em geral, os aparelhos usados para alisar os cabelos são permitidos para grávidas. Portanto, chapinha e secador para fazer escova podem ser usados na gravidez sem problemas. Até a hidratação está liberada para gestantes.

Já o uso de produtos químicos para fazer alisamento no cabelo é contraindicado na gravidez. Isso porque muitos dos produtos usados são à base de formol e contêm substâncias e metais pesados que podem prejudicar o/a bebê.

Leia também:

Quem está grávida pode fazer peeling?

Grávida pode fazer alisamento no cabelo?

Grávida pode fazer luzes no cabelo?

Grávida pode fazer selagem?

Pele e cabelo oleosos: o que pode ser e o que fazer?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A principal causa de pele e cabelo oleosos é o aumento da produção de sebo pelas glândulas sebáceas, que estão presentes em quase todo o corpo, sobretudo no couro cabeludo e no rosto.

Esse aumento da oleosidade pode ocorrer devido a:

  • Predisposição genética;
  • Alterações hormonais, como gravidez e síndrome dos ovários policísticos;
  • Exposição excessiva ao sol;
  • Estresse;
  • Alimentação rica em alimentos gordurosos.
Como diminuir a oleosidade do rosto?
  • Utilizar cremes e sabonetes matificantes, que absorvem a oleosidade excessiva da pele e diminuem o brilho por causa do zinco e das vitaminas geralmente presentes;
  • Lavar o rosto com sabonetes que possuem ácido retinoico, salicílico ou glicólico para diminuir a formação de cravos e estimular a renovação celular;
  • Utilizar protetor solar sem óleo e que tenha ação matificante. Lembrar que o filtro solar não deixa a pele mais oleosa e ajuda a controlar a oleosidade, desde que seja adequado para esse tipo de pele;
  • Não lavar o rosto muitas vezes ao longo do dia para evitar o "efeito rebote", que seria o aumento da oleosidade da pele;
  • Evitar produtos com fragrância que podem favorecer irritações na pele;
  • Utilizar hidratantes livres de óleo, que não provoquem cravos (com ácido retinoico) e não obstruam os poros, de preferência em loção, emulsão ou gel-creme, pois têm uma textura mais suave.
Como diminuir a oleosidade do cabelo e couro cabeludo?
  • Lavar a cabeça com shampoos que tenham ácido salicílico e que sejam em gel;
  • Usar água morna para lavar o cabelo e evitar água quente;
  • Massagear suavemente o couro cabeludo ao lavar o cabelo, evitando esfregar;
  • Não usar condicionador e shampoos 2 em 1; quem tem cabelos compridos deve aplicar o condicionar apenas nas pontas;
  • Evitar secar o cabelo com o secador quente.

O cabelo e a pele oleosos podem ocorrer em conjunto ou de forma isolada e não precisam estar necessariamente relacionados. 

Leia também: Pele oleosa pode ser sintoma de gravidez?

Consulte o médico de família caso a oleosidade esteja lhe incomodando. Em algumas situações pode ser necessário o encaminhamento para o médico dermatologista.

Tomar Somatodrol faz mal? Quais os efeitos colaterais?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Tomar Somatodrol não faz mal à saúde e, segundo o próprio fabricante, não produz efeitos colaterais. Trata-se de um produto seguro, que está devidamente aprovado pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Contudo, o uso de Somatodrol pode causar alguns efeitos colaterais raros, como sensação de barriga inchada, dores abdominais e distúrbios intestinais.

Além disso, tomar Somatodrol em doses elevadas pode provocar reações mais graves nos rins e no fígado, além de aumentar os níveis de testosterona para além dos limites normais.

O que é Somatodrol e para que serve?

Somatodrol é um suplemento alimentar usado para ganhos extremos de massa muscular. Sua fórmula é composta pelos aminoácidos arginina e ornitina, além de zinco, magnésio, boro e vitamina B6. 

A fórmula garante aumentar naturalmente a produção dos hormônios testosterona e GH (hormônio do crescimento) no corpo. Tal efeito acelera o crescimento dos músculos, a recuperação após o treino e aumenta a energia para treinar. 

Os minerais e vitaminas presentes no Somatodrol também contribuem para acabar com as cãibras e relaxar a musculatura.

O produto é composto por produtos naturais e pode ser usado por homens a partir dos 18 anos de idade.

Quais os efeitos e benefícios do Somatodrol?
  • Melhora a libido;
  • Aumenta a potência para treinar;
  • Combate cãibras;
  • Relaxa a musculatura;
  • Aumenta os níveis de hormônio de crescimento (GH);
  • Inibe a produção de somatostatina, um hormônio que controla a produção de hormônio de crescimento;
  • Diminui a fadiga muscular;
  • Aumenta a produção de testosterona;
  • Reduz o tempo de recuperação muscular depois do treino.
Como tomar Somatodrol?

A dose indicada de Somatodrol é de 2 cápsulas por dia, uma antes e outra após o exercício físico. O aumento da dose só deve ser feito com indicação médica. 

Somatodrol tem alguma contraindicação?

Mulheres não devem tomar Somatodrol, uma vez que o suplemento aumenta a produção do hormônio testosterona

Pessoas que sofrem de asma ou tomam medicamento para pressão baixa não devem usar Somatodrol devido à arginina e à ornitina presentes na composição do produto.

Indivíduos com problemas de saúde ou que estejam tomando alguma medicação devem consultar um médico para saber se, no seu caso específico, é seguro tomar Somatodrol.

É seguro usar unhas de gel durante a gravidez?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A princípio, parece ser seguro usar unhas de gel durante a gravidez.

Não há estudos comprovando as consequências negativas do uso de unhas de gel durante a gravidez.

Sabe-se que o malefício do uso das unhas de gel (não apenas durante a gravidez) está associado à exposição à radiação ultravioleta utilizada nas cabines de luz para fixação do gel à unha. Essa radiação pode aumentar o risco de desenvolver câncer de pele a longo prazo, a depender do tempo e frequência dessa exposição e da tendência genética de cada pessoa.

As unhas durante a gestação apresentam crescimento mais rápido e podem ficar mais frágeis e quebradiças. A unha é uma proteção do leito ungueal, auxilia a pegada nos objetos e representa a saúde da pessoa. Algumas infecções e doenças apresentam repercussões e manifestações nas unhas, sendo algo importante para observação de alguns problemas de saúde.

O uso das unhas de gel pode camuflar possíveis manifestações além de provocar fraqueza, diminuição do brilho e descamação da unha natural.

Embora não haja ainda estudos científicos suficientes que comprovem essas consequências, é recomendável usar as unhas de gel com precaução.

Sabonete íntimo para mulher pode ser usado para o homem?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim, homem pode usar sabonete íntimo feminino, mas deve evitar. Os sabonetes íntimos para mulheres são feitos de acordo com o pH e tipo de pele específicos da região genital feminina. O mesmo acontece com os sabonetes íntimos para homens, que são feitos especificamente para o órgão genital masculino.

Embora o pH da região genital masculina e feminina sejam ácidos, o pH vaginal é mais ácido que o do pênis. Enquanto que o pH vulvar e vaginal varia entre 3,8 e 4,2, o do pênis fica entre 5 e 6. 

Por isso, o mais indicado é que homens usem sabonetes íntimos masculinos para evitar reações alérgicas e outros incômodos. 

O uso de sabonete íntimo é indicado principalmente para homens que não fizeram cirurgia de fimose, uma vez que o prepúcio (pele que recobre a glande) favorece o acúmulo de sujeiras, que podem causar irritações tanto no prepúcio como na glande com alguma frequência.

Homens que têm a pele mais sensível ou com mais propensão de terem alergias também podem ter benefícios em usar sabonete íntimo masculino.

O sabonete íntimo específico para homem contribui para a normalização do pH da região peniana, ajudando a proteger contra fungos e bactérias que não sobrevivem em meio ácido, da mesma forma que o sabonete íntimo feminino atua nas mulheres.

Para maiores informações sobre o uso de sabonete íntimo para homem, consulte um médico urologista.

Leia também: Usar sabonete íntimo todos os dias faz mal?

Estou com muita queda de cabelos, o que eu faço?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O tratamento para queda de cabelos depende da sua causa, o que pode ser bastante variado. Os problemas genéticos e envelhecimento natural do organismo, são as causas mais comuns, e devem ser tratados com medicamentos e procedimentos que retardam a sua queda.

Nos casos de carência nutricional, anemia e problemas de ansiedade, a correção do problema pode resolver completamente a queda de cabelos.

Seja qual for a causa, precisa procurar um médico dermatologista, para investigar a fundo a causa da sua queda de cabelo, e iniciar o quanto antes o melhor tratamento, para o seu caso.

Tratamento para reduzir a queda de cabelos

São muitas as opções para tratamento de queda de cabelos atualmente. Após definir a causa do problema, o médico poderá indicar as melhores opções. Dentre elas podemos destacar:

1. Solução de minoxidil

A solução de minoxidil a costuma ser um dos tratamentos preconizados em diversos tipos de alopécia, como na alopécia androgenética, uma das causas mais frequentes de queda de cabelo.

As doses e modo de uso, deve ser definida caso a caso pelo médico especialista.

2. Solução de 17 alfa estradiol (Avicis®)

A solução tópica com 17 alfa estradiol, comercializado pelo nome Avicis®, é indicado para os casos de alopécia androgenética, porque age inibindo a enzima 5-alfa-redutase, responsável pela conversão da testosterona em diidrotestosterona, um hormônio que pode acelerar o processo de morte do fio.

A resposta ao tratamento é bastante variada, e não deve ser usado por mulheres grávidas, amamentando, ou menores de 18 anos.

3. Medicamentos orais (finasterida, anticoncepcionais combinados, progesterona e espironolactona)

Os medicamentos orais, como a finasterida, é mais um tratamento indicado na alopécia androgenética, mas pode ser usado em outras causas também.

Os anticoncepcionais combinados, progesterona e espironolactona, são indicados em queda de cabelo relacionada a alterações hormonais, por exemplo, a queda de cabelo associada a sindrome do ovário policístico.

4. Lasers que podem estimular o crescimento dos fios

Os procedimentos com laser de baixa intensidade, especialmente nos casos de alopécia de origem genética, oferecem boa resposta em estimular o crescimento dos fios e evitar a sua queda precoce.

5. Transplante de cabelo, nos casos mais acentuados

Alguns casos são indicados o transplante de cabelo. Porém, nem todos sçao elegíveis, é preciso que o fio tenha uma boa densidade, para suportar a sua retirada de uma região e implante em outra. A avaliação deve ser feito pelo médico especialista.

6. Ansiolíticos e antidepressivos para casos de transtornos de ansiedade

Embora não seja um tratamento espe´cifico para o fio do cabelo, nos casos em que os trasntornos de ansiedade e depressão sejam a causa da queda do caeblo, o tratamento mais eficaz será com medicamentos para esse problema.

O médico psiquiatra e/ou psicólogo também devem participar deste tratamento.

É possível prevenir a queda de cabelo?

Se a causa da queda de cabelos for a alopecia androgenética, não há como prevenir, já que se trata de um problema genético. Para outras situações, alguns cuidados podem ajudar a diminuir a queda de cabelo, como bons hábitos de vida, e cuidados com o cabelo.

Cuidados gerais para ajudar na queda de cabelo

A alimentação tem papel importante no tratamento da queda de cabelo. O consumo de frutas, verduras, proteínas e ferro é essencial para garantir o nascimento e o crescimento dos fios de cabelo.

Evitar o uso abusivo de produtos químicos, como alisamentos e tinturas à base de amônia, pois danificam os fios, deixando-os frágeis e quebradiços, o que acentua a queda de cabelos.

Ter um estilo de vida saudável, com uma alimentação balanceada, ajuda a evitar a queda de cabelos. O uso de suplementos também auxilia na prevenção da perda excessiva de cabelos.

Realizar atividade física de forma regular, ou acompanhamento psicológico, quando for necessário, auxilia tanto o equilíbrio hormonal quanto mental, favorecendo no tratamento.

Lavar os cabelos todos os dias não faz o cabelo cair, no entanto, se após lavar secar o cabelo com secador, é importante evitar temperaturas altas e manter uma distância de pelo menos 30 centímetros do cabelo, para não agredir os fios.

Além disso, evitar a tração, como puxar muito o cabelo com escova, na hora de secá-lo. Procure secar apenas com as mãos, quando for possível.

As pinturas no cabelo não devem ser feitas mais de uma vez por mês e aconselha-se evitar pintar os cabelos no mesmo dia de realizar outro tratamento danoso ao cabelo, como alisamento por exemplo.

É importante lembrar que a calvície deve ser tratada com profissional especializado, receitas caseiras e xampus fortificantes não são capazes de resolver o problema.

Vale lembrar que a queda de cabelo nem sempre é sinal de doença. É normal perder por dia cerca de 100 fios de cabelo, entretanto, cabe ao médico avaliar e definir o motivo e devidas orientações.

Tipos de queda de cabelo

A maior parte das doenças que causa queda de cabelo afetam o fio de duas formas principais:

Interferência no ciclo do folículo piloso (fio de cabelo)

Mudança de estação (Verão-Outono), má alimentação, cirurgias e uso de alguns medicamentos podem interferir no ciclo do cabelo e causar uma queda maior de fios. Se a queda de cabelos for muito intensa, pode-se notar a presença de menos cabelo no couro cabeludo.

Lesão da porção do folículo piloso responsável pela sua regeneração

Existem diversas doenças inflamatórias que atingem o couro cabeludo e podem causar queda de cabelo. Mesmo na calvície, a queda de cabelos é provocada por processos inflamatórios associados a fatores genéticos. Como resultado, as células que regeneram o fio de cabelo morrem, deixando os cabelos mais finos e frágeis.

Leia também as causas mais comuns de queda de cabelo no artigo: 13 causas da queda de cabelo e como tratar

Portanto, na observação de queda de cabelo, procure um/a médico/a dermatologista para que seja avaliado as características e as prováveis causas do problema.

Leia também: Queda de cabelo feminino, o que pode ser? Como tratar?

Referências:

  • SBD - Sociedade Brasileira de Dermatologia
  • Sung Won Lee, et al.; A Systematic Review of Topical Finasteride in the Treatment of Androgenetic Alopecia in Men and Women. J Drugs Dermatol. 2018 April 01; 17(4): 457–463.
Usar sabonete íntimo todos os dias faz mal?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não necessariamente, usar sabonete íntimo todos os dias pode fazer mal se o seu uso for excessivo ou ainda se for usado na parte interna da vulva e da vagina.

O uso rotineiro desses sabonetes é questionado por ginecologistas, que preocupam-se com a possibilidade de irritações e alergias, pois quanto mais se altera o habitat da flora vulvar e vaginal, maior é o risco de infecções e inflamações. 

Porém, os poucos estudos que existem sobre o assunto indicam que os sabonetes íntimos não interferem de forma considerável nos agentes microbianos da vulva e da vagina e são pouco alergênicos e irritativos.

De qualquer forma, importante é saber usar corretamente o sabonete íntimo. Na hora do banho, a mulher deve evitar aplicar o sabonete diretamente sobre a vulva, deve colocar uma pequena quantidade nas mãos e depois esfregar levemente sobre a pele e enxaguar bem. O sabonete é aplicado apenas na parte externa do genital.

A região interna da vulva que é composta por mucosa deve ser lavada apenas com água, a mulher pode esfregar a região com os dedos para limpar, mas não precisa aplicar nenhum sabonete nesse local.

Não é recomendado fazer duchas vaginais para lavar a parte interna, pois elas podem alterar o pH vaginal e prejudicar as defesas naturais da região.

A vantagem do sabonete íntimo em relação aos sabonetes comuns é que os íntimos têm pH ácido e limpam a região sem agredir a proteção local, enquanto que os comuns têm pH alcalino, podendo tornar as condições desfavoráveis para o desenvolvimento das bactérias que protegem a vulva. No entanto, evite produtos com perfumes.

Na dúvida consulte o seu ginecologista ou médico de família para avaliar os riscos e os benefícios quanto ao uso diário de sabonete íntimo para cada mulher, levando em consideração a flora vaginal, a expectativa da mulher e os eventuais efeitos colaterais.

Leia também: Sabonete íntimo para mulher pode ser usado para o homem?

Norestin engorda e dá acne? Quais os efeitos secundários?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Norestin é uma medicação anticoncepcional que contém apenas progesterona. Como efeito colateral, é possível haver um aumento de peso e aparecimento de acne.

Toda medicação está propensa a apresentar efeitos secundários. No momento da escolha, eles devem ser ponderados com os efeitos benéficos para decidir se vale a pena ser utilizado.

O Norestin apresenta como efeitos secundários mais comuns ( ≥1%):

  • Aumento do fluxo menstrual;
  • Náusea e vômito;
  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Sensibilidade nas mamas;
  • Cansaço;
  • Ausência de menstruação (amenorreia).

Os efeitos secundários menos comuns são (<1%):

  • Acne;
  • Depressão;
  • Secreção vaginal;
  • Edema;
  • Nervosismo.

O Norestin pode ser usado por mulheres em aleitamento materno.

Caso você observe muitos efeitos colaterais indesejáveis com o uso desse anticoncepcional, converse com seu/sua médico/a para avaliar uma possível troca de medicação ou para lhe aconselhar formas de adaptação aos efeitos secundários.