Perguntar
Fechar
Posso tomar Perlutan amamentando?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não, o Perlutan é contraindicado nos primeiros 6 meses após o parto para mulheres que estão amamentando, pois o uso de contraceptivos combinados injetáveis pode reduzir a quantidade e a qualidade do leite materno, prejudicando assim a saúde do bebê.

Os métodos anticoncepcionais hormonais permitidos nos primeiros 6 meses depois do parto e durante a amamentação devem conter apenas progesterona, pois aqueles que são combinados com estradiol (estrogênio) inibem a lactação.

Uma vez que o Perlutan contém estrogênio na sua formulação, ele pode interferir na lactação e por isso não pode ser usado durante a amamentação.

O Perlutan também é contraindicado nas primeiras 6 semanas após o parto, mesmo para mulheres que não estejam amamentando, pois a coagulação sanguínea ainda não está normalizada nesse período.

Outros métodos anticoncepcionais devem ser usados pelas mulheres que estão amamentando. Para saber o melhor método, consulte o/a seu/sua médico/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família.

Posso tomar Ômega 3 na gravidez?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

O Ômega 3 pode ser tomado na gravidez, desde que orientado e acompanhado pelo médico responsável pelo pré-natal. Algumas pesquisas mostraram que o Ômega 3 pode reduzir o risco para doenças relacionadas com o coração e a pressão alta (hipertensão), além de ajudar no desenvolvimento do feto e na evolução de uma gravidez normal.

O Ômega 3 é um ácido graxo essencial. Os ácidos graxos essenciais têm um papel importante no desenvolvimento e saúde do corpo humano. Eles  são encontrados em alguns óleos como de linhaça, canola e girassol, e em peixes como o salmão, a sardinha, o arenque e a anchova.

Clique aqui para saber quais são os alimentos com mais ômega 3.

O obstetra e a nutricionista são os profissionais indicados para orientar a dieta durante a gravidez.

Leia também:

Ômega 3 aumenta o colesterol?

O consumo de cápsulas de ômega 3 é desaconselhado em alguma situação?

Quais são os benefícios do ômega 3?

Tomei anticoncepcional sem saber que estava grávida. Isso pode ter prejudicado o bebê?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O uso de anticoncepcional inadvertidamente no início da gestação não tem sido associado a efeitos teratogênicos no feto. Portanto, tomar anticoncepcional no início da gravidez, sem saber que estava grávida provavelmente não prejudicou seu/sua bebê.

Ao detectar a gravidez, a mulher deve suspender imediatamente o uso de anticoncepcionais e outras medicações e deve iniciar o acompanhamento pré natal. Caso a mulher faça uso contínuo de outro tipo de medicação, isso deve ser conversado na primeira consulta para avaliar se deve continuar usando a medicação, se deve suspender ou mudar a dosagem.

É comum o uso inadvertido de algumas medicações no início da gravidez pois a mulher ainda não sabe que está grávida. Por isso, ao saber da gravidez é recomendado parar todas as medicações.

Frequente as consultas de rotina do pré natal para o acompanhamento apropriado da gestação e do desenvolvimento do/a seu/sua bebê.

Faz mal tomar Cimelide se estiver amamentando?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim, faz mal tomar Cimelide® (nimesulida) se você estiver amamentando. Tomar Cimelide® durante o período da amamentação não é indicado pois pode fazer mal ao bebê. O Cimelide® é um anti-inflamatório que pode passar através do leite durante amamentação e causar problemas à saúde do bebê.

Na gravidez, não há dados adequados sobre o uso de Cimelide®. Portanto, o risco do seu uso durante a gestação não é conhecido. Por isso, se a mulher estiver grávida e precisar tomar a medicação, o/a médico/a deverá avaliar os riscos e os benefícios em tomar Cimelide®.

Para que serve o Cimelide®?

O Cimelide® tem como princípio ativo a nimesulida, um anti-inflamatório usado em diversas condições que necessitam de alguma ação contra inflamações, dor e febre.

Os efeitos do Cimelide®, como o alívio da dor, demoram cerca de 15 minutos para serem notados após a ingestão do medicamento. Nos casos de febre, os efeitos começam a ser sentidos depois de uma a duas horas do uso da medicação. Os efeitos do Cimelide® duram cerca de 6 horas.

Como tomar Cimelide®?

Os comprimidos de Cimelide ® devem ser ingeridos preferencialmente após as refeições, juntamente com meio copo de água.

Para adultos e crianças com mais de 12 anos, a dose mais indicada é de 50 mg a 100 mg, o que corresponde a meio a 1 comprimido, duas vezes ao dia.

Em casos específicos, com indicação médica, a dose pode passar para 200 mg (2 comprimidos), duas vezes ao dia.

O Cimelide ® (Nimesulida) não deve ser usado durante a amamentação pelo alto risco de causar lesão no fígado do bebê. Por isso, evite usar essa medicação e converse com o/a médico/a de família, obstetra ou pediatra durante as consultas médicas para tirar as suas dúvidas quanto ao uso de medicações.

Não sabia que estava grávida e tomei remédios. O que fazer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O uso de medicação durante a gravidez deve ser feito apenas com indicação médica. Caso você ficou sabendo recentemente que está grávida, você deve parar o uso das medicações e iniciar o pré natal. Na consulta de pré natal, o/a médico/a vai orientar quais medicações devem ser continuadas e quais devem ser evitadas.

Algumas medicações são proibidas durante a gestação devido aos efeitos adversos que elas podem provocar.

Leia também:

Quais remédios posso tomar na gravidez?

Para que serve o ácido fólico?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O ácido fólico serve para tratar alguns tipos de anemia e prevenir defeitos no tubo neural do embrião.

Recomenda-se tomar ácido fólico pelo menos 3 meses antes de engravidar e até completar os 3 meses de gestação para prevenir defeitos no desenvolvimento do cérebro do bebê.

Algumas anemias (megaloblástica e macrocítica) que ocorrem por deficiência de folato são tratadas com o uso do ácido fólico.

O ácido fólico é vendido separado ou em multivitamínicos, é distribuído gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde, além de estar presente em alguns alimentos como vegetais de folha verde, laranja e cereais.

Procure o/a médico/a para orientar o uso do ácido fólico.

Saiba mais em: Por que as grávidas têm de tomar ácido fólico? Para que serve?

Posso tomar Contracep amamentando?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Pode tomar, mesmo amamentando, não vai secar seu leite.

O Contracep é um anticoncepcional injetável cuja composição é o acetato de medroxiprogesterona. Esse contraceptivo injetável é de longa duração, ou seja, fornece proteção eficaz contra a gravidez durante 3 meses e por isso, deve ser aplicado a cada 3 meses.

Por não conter estrógeno, ele é indicado para mulheres que amamentam. Ele não oferece riscos para o bebê e não atua na produção do leite materno, por isso não seca o leite.

A medroxiprogesterona atua na inibição da ovulação, e, sem a ovulação, é possível alcançar o efeito contraceptivo esperado.

Pode continuar a tomar a injeção Contracep normalmente e também continuar amamentando seu bebê. Converse sobre isso e outras dúvidas durante as consultas com o/a médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista.

Leia também:

Vantagens e desvantagens do anticoncepcional injetavel

Quais os riscos da utilização do cytotec durante a gravidez?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O efeito principal do uso do Cytotec ( Misoprostol) durante a gravidez, seja por via oral, sublingual ou vaginal, é a possível interrupção da gravidez. A depender da idade gestacional em que a mulher se encontra, isso pode significar a indução do parto por via vaginal (parto normal) ou abortamento.

Quando usado no primeiro trimestre da gestação, pode provocar malformações congênitas no feto, como por exemplo, a Síndrome de Möebius, caracterizada por paralisia facial, micro-retrognatia e hipotonia axial.

Quando utilizado para indução de aborto ou trabalho de parto, pode ainda produzir efeitos colaterais dentre eles: calafrios, diarreia, náusea, vômitos, contrações uterinas em excesso, hiperestimulação uterina, hipertermia e eliminação de mecônio pelo feto.

Dentre todas essas situações, o uso da medicação durante a gravidez deve ser feito com indicação médica.