Perguntar
Fechar

Medicamentos

Para que serve o ácido fólico?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O ácido fólico serve para tratar alguns tipos de anemia e prevenir defeitos no tubo neural do embrião.

Recomenda-se tomar ácido fólico pelo menos 3 meses antes de engravidar e até completar os 3 meses de gestação para prevenir defeitos no desenvolvimento do cérebro do bebê.

Algumas anemias (megaloblástica e macrocítica) que ocorrem por deficiência de folato são tratadas com o uso do ácido fólico.

O ácido fólico é vendido separado ou em multivitamínicos, é distribuído gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde, além de estar presente em alguns alimentos como vegetais de folha verde, laranja e cereais.

Procure o/a médico/a para orientar o uso do ácido fólico.

Saiba mais em: Por que as grávidas têm de tomar ácido fólico? Para que serve?

Ibuprofeno pode ser tomado durante a gravidez?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O Ibuprofeno não deve ser tomado durante a gravidez sem a devida indicação médica.

O Ibuprofeno é um anti-inflamatório que apresenta riscos para a gravidez. Essa medicação pode aumentar o risco de abortamento, anomalias cardíacas, fenda palatina, insuficiência cardíaca, disfunção dos rins, oligodrâmnio, hemorragia intracraniana e hemorragia gastrointestinal.

Por isso, o seu uso durante a gravidez deve ser feito apenas com a indicação médica e pelo tempo prescrito pelo/a profissional.

É importante a realização das consultas de pré-natal de rotina durante a gravidez. Elas são ofertadas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Não utilize nenhuma medicação sem a devida indicação médica durante a gravidez.

Loratadina: para que serve, quem deve tomar e como tomar
Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública

A loratadina é um antialérgico (anti-histamínico) usado para aliviar os sintomas de alergias em adultos e crianças.

Como não possui substâncias hormonais em sua composição, não funciona como corticoide. Por este motivo, não engorda.

Para que serve?

Alivia sintomas de alergia como:

  • Tosse seca;
  • Espirros;
  • Coriza;
  • Coceira no nariz e olhos causados por rinite alérgica;
  • Lesões vermelhas e inchadas na pele causadas por urticária (coceira);
  • Outras reações alérgicas na pele.
Como tomar Loratadina?

O medicamento pode ser encontrado em comprimidos e na forma de xarope.

Comprimidos
  • Em adultos e crianças maiores de 12 anos ou com mais de 30 kg: 10mg, uma vez ao dia;
  • Crianças de 2 a 12 anos e com menos de 30kg: 5mg, uma vez ao dia.
Xarope
  • Adultos e crianças acima de 12 anos: 10ml de loratadina, uma vez ao dia;
  • Crianças de 2 a 12 anos com peso abaixo de 30 kg: 5ml uma vez ao dia.
Loratadina provoca sono?

Não. Loratadina é um antialérgico mais moderno que não afeta o sistema nervoso central e por isto não tem este efeito.

Efeitos Colaterais
  • Ressecamento;
  • Sangramento nasal;
  • Congestão nasal;
  • Broncoespasmo.
Contra-Indicações
  • Pessoas alérgicas aos componentes da fórmula de Loratadina;
  • Pessoas com doenças hepáticas ou renais;
  • Crianças menores de 12 anos;
  • Mulheres grávidas ou que estão amamentando.

Não utilize qualquer medicamento sem orientação médica.

Quais os riscos da utilização do cytotec durante a gravidez?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O efeito principal do uso do Cytotec ( Misoprostol) durante a gravidez, seja por via oral, sublingual ou vaginal, é a possível interrupção da gravidez. A depender da idade gestacional em que a mulher se encontra, isso pode significar a indução do parto por via vaginal (parto normal) ou abortamento.

Quando usado no primeiro trimestre da gestação, pode provocar malformações congênitas no feto, como por exemplo, a Síndrome de Möebius, caracterizada por paralisia facial, micro-retrognatia e hipotonia axial.

Quando utilizado para indução de aborto ou trabalho de parto, pode ainda produzir efeitos colaterais dentre eles: calafrios, diarreia, náusea, vômitos, contrações uterinas em excesso, hiperestimulação uterina, hipertermia e eliminação de mecônio pelo feto.

Dentre todas essas situações, o uso da medicação durante a gravidez deve ser feito com indicação médica.

Não sabia que estava grávida e tomei remédios. O que fazer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O uso de medicação durante a gravidez deve ser feito apenas com indicação médica. Caso você ficou sabendo recentemente que está grávida, você deve parar o uso das medicações e iniciar o pré natal. Na consulta de pré natal, o/a médico/a vai orientar quais medicações devem ser continuadas e quais devem ser evitadas.

Algumas medicações são proibidas durante a gestação devido aos efeitos adversos que elas podem provocar.

Leia também:

Quais remédios posso tomar na gravidez?

Como tomar o anticoncepcional Norestin
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A pílula anticoncepcional Norestin deve ser tomada 1 comprimido por dia sempre no mesmo horário.

Por ser composta apenas por progestágeno, as mulheres que estão amamentando podem usá-las. Essa medicação não apresenta riscos no desenvolvimento da criança, sendo segura no período da amamentação.

As mulheres que estão em aleitamento exclusivo podem iniciar a medicação 6 semanas (40 dias) após o parto. Mulheres que estão em aleitamento parcial podem iniciar a medicação 3 semanas após o parto.

A pílula anticoncepcional deve ser tomada todos os dias e sempre no mesmo horário. Dessa forma, evita-se possíveis falhas da medicação e garante uma melhor eficácia.

Na presença de algum efeito colateral, a mulher deve procurar o/a médico/a para uma avaliação detalhada.

Puran T4 engorda?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não. O puran T4 não engorda, e também não causa redução de peso em pessoas com os níveis hormonais normais. Inclusive pode causar complicações cardíacas graves se administradas para pessoas sem distúrbios na tireoide.

Sempre que a dose da medicação está acima do necessário, pode causar efeitos deletérios para o organismo como irritabilidade, tremores, alterações cardíacas ou insônia, pelo aumento excessivo do metabolismo. Está associado ainda com elevado risco de perda de massa óssea, aumentando as possibilidades de desenvolver osteopenia/ osteoporose e fraturas, principalmente nas mulheres pós menopausa. Porém esses efeitos desaparecem quando a dose da medicação é ajustada.

O puran T4, ou levotiroxina sódica, é uma substância prescrita como reposição e suplementação em pacientes com níveis insuficientes de hormônio T4, produzido pela tireoide, causando quadro de hipotireoidismo - doença que se caracteriza por redução do metabolismo, aonde observamos sonolência excessiva, lentidão, inchaço, pele seca, unhas quebradiças e depressão.

O medicamento é fundamental para o tratamento da doença e deve ser iniciado tão logo seja confirmado o diagnóstico, evitando a piora ou complicações comuns da doença.

Contudo, tão importante quanto o tratamento correto com a medicação, fazendo uso diariamente, pela manhã, em jejum, para que os alimentos não diminuam sua eficácia, é também fundamental o acompanhamento, avaliação rotineira de doses, efeitos colaterais e esclarecimento de dúvidas.  

O médico responsável nesses casos é o endocrinologista, agende uma consulta e mantenha acompanhamento regular.

Pode lhe interessar também:

Parei de amamentar, mas o Norestin ainda não acabou. Devo parar ou continuar tomando?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O Norestin é uma pílula anticoncepcional composta apenas por progestágeno. Ela pode ser usada pelas mulheres não apenas durante a amamentação. Por isso, mesmo tendo parado de amamentar, a mulher pode continuar o uso do Norestin normalmente.

A medicação deve ser tomada em 1 comprimido por dia sempre no mesmo horário.

Caso você pretenda mudar de método anticoncepcional, é recomendado uma consulta com o/a médico/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral para uma avaliação e ponderação de qual método é mais adequado à você.