Perguntar
Fechar

Medicamentos

Quais os riscos de hipertireoidismo na gravidez?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Um controle não adequado do hipertireoidismo durante a gravidez pode ocasionar: aborto espontâneo, parto prematuro, natimorto, peso baixo ao nascer, pré-eclâmpsia, insuficiência cardíaca.

Se a paciente tem hipertireoidismo e no momento faz tratamento com iodo radioativo, recomenda-se aguardar pelo menos 6 meses após o fim do tratamento para tentar engravidar.

Caso a paciente já tenha o diagnóstico de hipertireoidismo e está grávida deve procurar o obstetra, endocrinologista ou clínico geral para realizar os ajustes das doses, dos medicamentos e fazer o acompanhamento das taxas hormonais ao longo da gestação.

Toragesic: para que serve e como usar
Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública

O toragesic (trometamol cetorolaco) é um anti-inflamatório que também tão ação analgésica e é utilizado para tratamento de dor aguda moderada a severa.

Como usar toragesic?

O toragesic é um comprimido sublingual e deve, portanto, ser administrado por via oral. O comprimido deve ser colocado embaixo da língua, local em que deve ficar até que se dissolva por completo e seja absorvido. Não engula o comprimido.

Adultos até 65 anos de idade: usar de 10 a 20 mg em dose única ou 10 mg a cada 6 a 8 horas. A dose máxima diária não deve exceder 60 mg.

Em pessoas com mais de 65 anos de idade e com menos de 50 Kg ou pacientes com insuficiência renal: recomenda-se de 10 a 20 mg em dose única ou 10 mg a cada 6-8 horas. A dose máxima diária não deve exceder 40 mg.

O tratamento com toragesic não deve durar mais que 5 dias, a não ser sob orientação médica.

Os comprimidos de toragesic possuem lactose em sua composição. Por este motivo, pessoas alérgicas à lactose não podem fazer uso desta medicação.

Precauções quanto ao uso de toragesic?

As pessoas que possuem algum dos problemas listados as seguir devem tomar alguns cuidados em relação ao uso de toragesic:

  • Gravidez e lactação;
  • Doenças cardíacas;
  • Pressão alta;
  • Problemas no fígado ou nos rins;
  • Distúrbios de coagulação sanguínea;
  • Úlceras ou problemas no estômago;
  • Alergias a algum componente da fórmula;
  • Alergia a ácido acetil salicílico;
  • Alergia a lactose.
Mulheres grávidas podem usar toragesic?

A medicação somente deve ser utilizada nos 6 primeiros meses de gestação se for realmente necessária. Nos últimos 3 meses da gravidez toragesic não é recomendado. Neste período, o uso do medicamento pode trazer danos ao feto e interferir no trabalho de parto normal.

Mulheres que amamentam podem tomar toragesic?

Não. O toragesic é excretado pelo leite materno. Por este motivo, mulheres que estão amamentando não devem utilizar este medicamento ou, se seu uso for indispensável, deve suspender a amamentação.

Quais os efeitos colaterais do toragesic?

Os efeitos colaterais mais comuns são:

  • Dor abdominal com cólicas;
  • Diarreia;
  • Tontura;
  • Náusea;
  • Sonolência;
  • Dor de cabeça;
  • Inchaço.

Se você for ser submetido a alguma cirurgia e estiver em uso de toragesic, avise ao seu médico.

É raro que o uso de toragesic o torne mais sensível ao sol, entretanto isto pode acontecer. Por este motivo, evite exposição solar prolongada e use protetor solar ou roupas de proteção.

Não utilize medicamentos sem prescrição. Busque sempre orientação médica.

Acetato de hidrocortisona (creme dermatológico): quais as indicações e como usar?
Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública

O acetato de hidrocortisona é um medicamento corticosteroide indicado para o tratamento de doenças alérgicas e inflamatórias que afetam a pele como: dermatites, eczemas (processos alérgicos de pele), picadas de insetos, vermelhidão provocada pelo sol e queimaduras de primeiro grau.

Como usar acetato de hidrocortisona (creme dermatológico)?

Antes de iniciar o uso de acetato de hidrocortisona é importante consultar o/a médico/a. Se este creme dermatológico for indicado para o seu caso, aplique uma camada fina da medicação sobre a lesão de pele efetuando uma leve fricção.

Após a melhora do quadro clínico é suficiente usar o creme dermatológico uma vez ao dia.

Crianças com idade inferior 4 anos e bebês não devem ter o tratamento com acetato de hidrocortisona prolongado por mais de 3 semanas, especialmente nas áreas do corpo que ficam cobertas por fraldas.

Contraindicações acetato de hidrocortisona

Acetato de hidrocortisona não deve ser usado nos seguintes casos:

  • Alergia à hidrocortisona ou outros componentes da fórmula;
  • Mulheres grávidas ou que estão amamentando;
  • Pessoas com lesões decorrentes de sífilis ou tuberculose na área da pele a ser tratada;
  • Portadores de doenças provocadas por vírus como catapora e herpes zoster;
  • Rosácea;
  • Dermatite perioral;
  • Reações após a aplicação de vacinas na região a ser tratada.
Efeitos colaterais de acetato de hidrocortisonaReações adversas comuns

As reações adversas mais comuns são:

  • Prurido (coceira);
  • Ardor;
  • Eritema (vermelhidão);
  • Vesiculação (formação de bolhas).
Efeitos colaterais por uso em áreas extensas do corpo ou por períodos prolongados

Quando utilizado em áreas corporais extensas ou por períodos prolongados de mais de 4 semanas podem ocorrer os seguintes sintomas locais:

  • Atrofia da pele;
  • Telangiectasia (dilatação dos capilares ou de pequenos vasos presentes em determinada região do corpo);
  • Estrias;
  • Alterações de pele semelhantes à acne.
Reações adversas raras
  • Foliculite (reação inflamatória dos folículos pilosos);
  • Dermatite perioral (inflamação da pele na área em torno da boca);
  • Hipertricose (crescimento de pelos em excesso);
  • Reações alérgicas de pele.
Reações adversas em recém-nascidos
  • Fissura labial

Bebês de mães tratadas com corticoides aplicados em áreas extensas do corpo ou por períodos prolongados durante a gestação ou amamentação possuem risco aumentado de desenvolver fissura labial. Estas mulheres devem informar sobre este tratamento ao seu médico ou médica.

Cuidados quanto ao uso de acetato de hidrocortisona
  • Em casos de doenças cutâneas infeccionadas por bactérias e/ou por fungos: se faz necessário o uso de terapia específica adicional.
  • Comunique ao/à médico/a se ocorrer ressecamento excessivo da pele durante o tratamento com acetato de hidrocortisona.
  • Não aplique acetato de hidrocortisona nos olhos. O medicamento não é indicado para uso oftálmico. Quando for aplicar o creme dermatológico no rosto, tome cuidado para que este não entre em contato com os olhos.
  • Crianças com idade inferior 4 anos e bebês não devem ter o tratamento com acetato de hidrocortisona prolongado por mais de 3 semanas, especialmente nas áreas do corpo que ficam cobertas por fraldas.
  • O desenvolvimento de glaucoma pode ser observado com o uso de acetato de hidrocortisona quando aplicado em áreas extensas por período prolongado, uso de técnica oclusiva ou aplicação sobre a pele ao redor dos olhos.

Não utilize acetato de hidrocortisona sem indicação e orientação médica. Siga as recomendações médicas quanto à aplicação e duração do tratamento e comunique-se quando observas efeitos colaterais.

Estou amamentando. Posso tomar nimesulida?
Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública

Ainda não há esclarecimento suficiente sobre a excreção de nimesulida no leite humano. Por este motivo, a medicação é contraindicada para mulheres que estão amamentando.

Nimesulida tem ação analgésica, anti-inflamatória e antipirética (reduzir a febre).

Como tomar nimesulida

Nimesulida deve ser administrada, de preferência, após as refeições. É recomendado o uso da menor dose eficaz pelo menor período de tempo. A dose varia de 50 a 100 mg, duas vezes ao dia e a dosagem máxima é de até 200 mg diárias.

O uso da medicação, bem como o ajuste da dosagem e da duração do tratamento somente deve ser efetuada pelo/a médico/a.

Contraindicações de nimesulida

Nimesulida é contraindicado em casos de:

  • Alergia à nimesulida ou qualquer outro componente da fórmula;
  • Pessoas com idade inferior a 12 anos;
  • Histórico de reações alérgicas ao ácido acetilsalicílico (AAS) ou a outros anti-inflamatórios;
  • Pessoas com úlcera péptica ativa, úlceras recorrentes ou hemorragias digestivas;
  • Portadores de distúrbios de coagulação;
  • Mulheres grávidas ou que estão amamentando;
  • Pessoas com insuficiência cardíaca grave;
  • Portadores de insuficiência renal e/ou hepática.
Precauções quanto ao uso de nimesulida

Alguns cuidados são necessários durante o tratamento com nimesulida:

  • Evite o uso de álcool;
  • Evite usar outros analgésicos.

Não utilize nimesulida sem indicação médica.

Comecei a tomar Adoless e minha menstruação diminuiu muito?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O uso de anticoncepcional altera o tipo de fluxo da menstruação para quase todas as mulheres.