Menstruação

Dúvidas sobre menstruação, sangramentos, escapes...

Uma dica importante que talvez resolva a dúvida de muitas mulheres: menstruação não é o período fértil da mulher, aliás é muito pelo contrário quanto mais longe da menstruação, mais fértil são os dias, tanto antes como depois da menstruação.

Outra coisa importante: se sua menstruação atrasou ou veio, porém veio de forma diferente e está desconfiando de gravidez, precisa fazer o exame de gravidez (melhor é ir ao ginecologista mesmo).

1 - Comecei a menstruar a pouco tempo e minha menstruação está desregulada?

Isso é "normal" nos primeiros meses depois que a mulher começa a menstruar a menstruação costuma ser desregulada, as vezes vem certo e as vezes não vem ou até mesmo vem 2 vezes no mesmo mês.

2 - Qual é o tempo normal de uma menstruação? Quantos dias é normal menstruar?

Em teoria uma menstruação normal dura entre 2 e 7 dias.

3 - Pequeno sangramento “tipo borra” é sinal de gravidez?

Talvez. Pode ser apenas uma irregularidade, ou o chamado “escape”, em alguns casos pode indicar gravidez (sangramento causado pela implantação do óvulo fecundado no útero) principalmente se ocorrer entre 2 ou 3 dias após a relação sem proteção. Neste caso o ideal é esperar a próxima menstruação e se ocorrer atraso menstrual superior há 15 dias deve fazer o exame de gravidez.

3.1 - Sangramento quando se toma anticoncepcional?

Sangramentos quando se toma anticoncepcional são muito comuns e não significam necessariamente que existe risco de gravidez, podem ocorrer em qualquer época do ciclo e não significam que o anticoncepcional está fraco, porém quando se repete muito ou é contínuo, geralmente, precisa trocar de anticoncepcional.

4 - O sangramento pode ser nidação?

O sangramento de nidação é raro (somente ocorre se uma gravidez for possível = relação sem proteção em período fértil e não ocorre em todas as gravidezes, ou seja é raro). O sangramento de nidação somente ocorre no meio do ciclo (longe da menstruação) e dura poucas horas ou no máximo 1 ou 2 dias, o sangue pode vir de qualquer aspecto. Uma coisa é importante: se teve esse tipo de sangramento e sua menstruação atrasar (15 ou mais dias de atraso) é um bom indício de gravidez.

Leia também: É normal ter sangramento durante o período fértil?

5 - Minha menstruação atrasou, estou grávida?

Talvez. Atrasos eventuais e de poucos dias são muito comuns e não necessariamente indicam gravidez, nós médicos apenas consideramos para indicativo de uma possível gravidez atrasos realmente consistentes, ou seja, 15 dias ou mais de atraso é um bom indício de que algo está acontecendo e é prudente fazer o exame de gravidez (caso haja essa suspeita) e independente do resultado (positivo ou negativo) deve procurar um ginecologista (se positivo para fazer o pré-natal e se negativo para saber o porquê de sua menstruação não desceu).

5.1 - Mas fiz o exame de gravidez ou teste de gravidez e deu negativo?

Precisa ir ao ginecologista para saber o que está acontecendo. Se está a menos de 15 dias de atraso espere completar 15 dias e refaça o exame de sangue Beta-HCG, se já está a mais de 15 dias atrasada e fez o exame depois dos 15 dias de atraso, já pode ir ao ginecologista.

5.2 - Minha menstruação atrasou, tive infecção e tomei antibióticos, pode ser por causa disso?

É uma possibilidade, tanto a infecção como os antibióticos podem interferir com o ciclo menstrual, porém se a menstruação continuar muito atrasada deve fazer o exame de gravidez.

6 - Minha menstruação está atrasada, mas não é gravidez porque não tive relações?

Atrasos desse tipo são geralmente decorrentes de algum tipo de alteração hormonal ou alguma doença física ou emocional, precisa procurar um ginecologista para saber a causa.

Saiba mais em: Minha menstruação está irregular. O que pode ser?

7 - Infecção urinária atrasa a menstruação?

Eventualmente sim.

8 - Minha menstruação adiantou, é normal?

Normal não é. Porém eventualmente isso acontece e pode ser considerado "normal", somente deve se preocupar caso isso aconteça com muita frequência.

9 - Minha menstruação veio duas vezes esse mês, isso é normal?

Normal não é. Porém eventualmente isso acontece e pode ser considerado "normal", somente deve se preocupar caso isso aconteça com muita frequência.

10 - Minha menstruação é desregulada e está atrasada, será que estou grávida?

Se sua menstruação é desregulada como pode saber se ela está atrasada, espere mais alguns dias e se continuar atrasada só lhe resta fazer o exame de gravidez.

11 - Minha menstruação está desregulada e queria saber quando vem novamente?

A previsão de uma nova menstruação somente é possível quando a mulher é bem regulada, tem um ciclo com uma duração fixa e a menstruação costuma vir sempre na mesma data, daí não precisa perguntar para o médico porque a mulher mesma já sabe quando ela vem se está desregulada não tem como saber quando vai descer novamente (quando se tenta adivinhar as coisas é muito mais fácil errar do que acertar).

12 - Depois que comecei a tomar anticoncepcional minha menstruação (fluxo) diminui e mudou seu aspecto, isso é normal?

Pílula anticoncepcional de uma forma geral tendem a reduzir a quantidade de dias e a quantidade do fluxo menstrual, além de alterarem o aspecto da secreção ou sangramento menstrual.

13 - Tomo anticoncepcional bem certo e este mês a menstruação não veio?

13.1 - Minha menstruação veio bem pouco e diferente do habitual?

Isso é uma ocorrência relativamente comum para quem faz uso de anticoncepcional, eventualmente a menstruação resolve não vir um mês e no mês seguinte ela vem normal, pode até indicar gravidez, mas não é comum, se tomou o anticoncepcional certo, não há porque se preocupar. Volte a tomar a pílula no dia que é para voltar a tomar a próxima cartela normalmente e se ficar ansiosa ou preocupada faça um teste de gravidez para sair da dúvida. Se caso atrasar no outro mês de novo, deve obrigatoriamente procurar um ginecologista. O mesmo ocorre quando a menstruação vem menos ou diferente do habitual, isso é comum usando anticoncepcional, sem que signifique algo a se preocupar. Na dúvida consulte um ginecologista.

14 - Tive relação durante a menstruação, posso engravidar?

Não. Raramente ocorre gravidez de uma relação durante a menstruação.

15 - É normal ter dor forte na menstruação?

Normal é uma palavra péssima para se usar neste caso, existem mulheres que sempre tem cólica menstrual (antes e durante), isto pode ser "normal" porque a menstruação delas sempre foi assim desde a primeira vez, porém existe tratamento. Outras mulheres começaram a ter dor forte na menstruação depois de um tempo ou depois de terem filhos, pode então ser alguma doença e não ser normal, um exemplo é a endometriose (dores durante e logo depois da menstruação). Precisa procurar um médico.

16 - Tenho 15 anos (ou idade maior) e apesar de já ter corpo minha menstruação nunca veio?

Precisa procurar um médico ginecologista, talvez sua menstruação ainda venha, porém o normal é vir até os 14, a partir dos 15 anos já é indicado fazer uma investigação para avaliar seu organismo e saber se não há algo de errado.

17 - Como faço para atrasar minha menstruação?

Como faço para minha menstruação não descer?

Caso use anticoncepcional de 21 comprimidos, basta emendar uma cartela na outra (sem dar a pausa), caso tome anticoncepcional de 28 comprimidos (com cores diferentes) não deve tomar os últimos comprimidos de cor diferente e deve começar uma nova cartela (dispensando os comprimidos restantes), caso não tome anticoncepcional, basta iniciar um anticoncepcional pelo menos uns 10 dias antes da menstruação chegar. Importante: Nem sempre dá certo, mesmo que faça tudo corretamente, as vezes a menstruação vem mesmo assim.

Também podem lhe interessar:

Dúvidas sobre anticoncepcional

O que fazer para aumentar ou diminuir o fluxo menstrual?

Dr. Charles Schwambach
Corrimento marrom, o que pode ser?

O corrimento marrom pode ser causado por diversos motivos, entre eles infecção vaginal bacteriana (geralmente amarelado, mas pode ser marrom claro na vaginose bacteriana, porém quando é marrom escuro geralmente adquire esta cor por ter sangue em sua composição, o que pode indicar feridas sangrantes no colo do útero, paredes vaginais, tubas uterinas ou ser proveniente da própria parede uterina (alteração menstrual).

Infecções e outras doenças:

Grande parte dos corrimentos crônicos são causados por preservativos. O látex nas camisinhas pode provocar alergia em algumas mulheres, o que vai desregular o pH vaginal e criar um ambiente propício à proliferação de bactérias que causam a vaginose bacteriana. Produtos de higiene íntima (duchas vaginais) também são outro agente que provoca irritação. Duchas podem levar à destruição das bactérias benéficas (flora vaginal normal - bacilos de Doderlein) que impedem a proliferação de bactérias causadoras de doenças como as da vaginose. O uso de sabonetes, lubrificantes e cremes vaginais sem indicação do médico é outro fator que pode explicar corrimentos recorrentes.

Muitas mulheres desenvolvem alergia a uma substância química chamada propileno glicol, que a maioria dos produtos usa na sua composição. O ginecologista é o profissional indicado para prescrever o tratamento médico adequado e ele pode observar eventuais reações.

Mas nos casos de infecção bacteriana vaginal, normalmente outros sintomas acompanham o corrimento, como:

  • ardência;
  • cheiro forte e desagradável;
  • inchaço;
  • prurido (coceira);
  • vermelhidão.

Pode ser decorrente de doença inflamatória pélvica (DIP), muito mais grave e pode necessitar de internação hospitalar para tratamento, ou ainda câncer do colo do útero, câncer de endométrio, pólipos ou miomas uterinos, endometrite, outras doenças sexualmente transmissíveis como a gonorréia.

Relações sexuais:

Como dito inicialmente, o corrimento marrom escuro geralmente indica sangramento em algum local do aparelho reprodutor. O sangramento pode ser oriundo da própria parede vaginal ou do colo do útero, como consequência de relações sexuais intensas ou repetidas.

Gravidez:

Nas primeiras 12 semanas de gestação, algumas mulheres podem apresentar secreção vaginal marrom. Esse pequeno sangramento pode se originar da implantação do embrião na parede uterina (nidação). Neste caso o sangramento é semelhante à menstruação, mas em pequena quantidade, de coloração mais clara e dura poucos dias.

A vagina fica mais sensível durante a gravidez, podendo sangrar mais facilmente durante relações sexuais ou exames ginecológicos. Além disso, aumenta a chance de infecções neste período. Sempre que ocorrerem corrimentos ou sangramentos durante a gestação, ainda que geralmente comuns, um médico ginecologista deve ser consultado imediatamente, pois pode também significar algo mais grave, como por exemplo perda sanguínea decorrente de  gravidez ectópica com rotura de tuba uterina (acompanhada de fortes dores abdominais em cólica), aborto (ou ameaça de aborto), placenta prévia, descolamento prematuro de placenta, rotura de vasa prévia, entre outras causas.

Menstruação:

Pode ocorrer eliminação de um corrimento marrom após a menstruação, geralmente decorrentes de restos da menstruação que a mucosa uterina não conseguiu eliminar totalmente (escape menstrual, por alterações hormonais), mesmo depois de dias do término do fluxo. Também costumam ocorrer nas primeiras menstruações da adolescência.

Menopausa:

A menopausa também pode desencadear um corrimento marrom escuro, em raros casos, pois a diminuição dos hormônios característicos da menacme (período fértil da mulher, da primeira à última menstruação) pode ressecar a mucosa e irritar a área genital, inclusive causando coceira. Pode ocorrer também na pré-menopausa.

Em caso de corrimento, de qualquer cor ou tipo, um médico ginecologista deve ser consultado para avaliação e tratamento adequado.

Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Minha menstruação veio duas vezes este mês, é normal?

A menstruação pode vir duas vezes no mesmo mês em mulheres com ciclo menstrual curto. Sendo assim, o intervalo entre  uma menstruação e outra é menor de 28 dias e, ocasionalmente pode coincidir das duas menstruações ocorrerem no mesmo mês.

Outras situações podem explicar a presença de menstruação duas vezes no mesmo mês, como:

  • Estresse;
  • Alterações emocionais;
  • Mioma;
  • Câncer;
  • Ovários policísticos;
  • Cisto no ovário;
  • Uso de alguns medicamentos;
  • Anticoncepcionais;
  • Alterações hormonais, como o aumento da secreção de prolactina;
  • Cirurgia no ovário;
  • Laqueadura.

O uso de anticoncepcionais, por exemplo, pode levar à ligeiros escapes, o que pode ser confundido com menstruação.

Menstruar duas vezes num mesmo mês não significa, propriamente, algum problema de saúde. Em geral, as irregularidades menstruais apenas têm importância quando duram muitos dias ou se repetem com frequência.

Saiba mais em: Minha menstruação está irregular. O que pode ser?

É importante a mulher acompanhar seu ciclo menstrual, sabendo a duração da menstruação, a quantidade do fluxo menstrual, o primeiro dia que a menstruação chega, além da quantidade de dias entre as menstruações. Com isso, ela entenderá melhor o funcionamento de seu organismo e saberá relatar ao/à médico/a quando for necessário.

Na presença de sangramentos excessivos e frequentes ao longo do ciclo menstrual, é recomendado consultar o/a médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista para avaliação do seu estado de saúde.

Dra. Nicole Geovana
O que faz a mulher menstruar duas vezes no mesmo mês?

A mulher pode menstruar duas vezes no mesmo mês quando ela possui um ciclo menstrual curto. Sendo assim, o intervalo entre  uma menstruação e outra é menor de 28 dias e, ocasionalmente pode coincidir das duas menstruações ocorrerem no mesmo mês.

Menstruar duas vezes no mesmo mês não é necessariamente sinal de problema ou doença. Anticoncepcionais, alterações hormonais e estresse são as principais causas.

Alguns fatores podem fazer a menstruação descer duas vezes no mesmo mês são:

  • Estresse e alterações emocionais;
  • Miomas, câncer, ovários policísticos, cisto no ovário;
  • Uso de medicamentos, como anticoncepcionais;
  • Alterações hormonais e emocionais;
  • Cirurgia no ovário;
  • Laqueadura.

Leia também: Sangramento de escape pode ser considerado menstruação?

O uso de anticoncepcional injetável pode ocasionar sangramentos de escape ao longo do ciclo menstrual. Mesmo assim, a mulher deve continuar o uso normal da medicação, devendo tomar a injeção na data programada.

Se você fica menstruada duas vezes ao mês com alguma frequência, consulte seu/sua médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista para avaliação do seu estado de saúde, bem como ponderar uma possível troca de método contraceptivo, caso esses sangramentos de escape estejam causando desconforto.

Dra. Nicole Geovana
Tomo anticoncepcional e a menstruação não veio, posso estar grávida?

Se você toma anticoncepcional corretamente e não houve nenhuma falha no método, como esquecimento de comprimido ou atraso para tomar a injeção, a possibilidade de gravidez é muito baixa, menos de 1% de chance.

As mulheres que utilizam anticoncepcional apresentam o sangramento mensal reduzido ou mesmo ausência de menstruação. Isso acontece pois o hormônio dos anticoncepcionais tenta imitar o ciclo menstrual da mulher mas de uma maneira que não ocorra a ovulação e por consequência a gravidez. Dessa forma, a camada interna do útero (endométrio) fica constantemente fina e muitas vezes não há o que descamar e nesses casos não ocorre a menstruação.

Caso o uso do anticoncepcional não esteja correto ou tenha tido falha no uso, há sim possibilidade de gravidez.

Para mais informações: Dúvidas sobre anticoncepcional

Dra. Nicole Geovana
Quantos dias depois de terminar a cartela do anticoncepcional a menstruação vem?

Geralmente a menstruação ocorre entre o 3º e 4º dia da pausa do anticoncepcional. Quem usa o anticoncepcional da forma correta, 1 comprimido por dia, sempre no mesmo horário, sem esquecimento de comprimido, ao terminar a cartela (21 ou 24 comprimidos) a menstruação vem 3 a 4 dias depois do último comprimido.

Esse sangramento ocorre por privação hormonal, ou seja, pela ausência de hormônio nesse período de pausa entre duas cartelas.

A próxima cartela deve ser iniciada no dia programado, 7 ou 4 dias (a depender se a cartela tem 21 ou 24 comprimidos) após a pausa mesmo que ainda haja sangramento.

Para outras dúvidas acesse:

Dúvidas sobre anticoncepcional

Dra. Nicole Geovana
O que é a fase lútea?

A fase lútea ou luteínica é a terceira e última fase do ciclo menstrual (fase estrogênica --> fase da ovulação --> fase lútea), em humanos e alguns animais. Começa com a formação do corpo lúteo (do dia em que ocorre a ovulação ao primeiro dia do próximo ciclo menstrual (menstruação). Dura aproximadamente 12 a 16 dias, quando o corpo lúteo degrada-se (luteólise), ou mantém-se ativo (quando a mulher engravida), liberando hormônios (grande quantidade de progesterona e moderada quantidade de estrógeno) que mantêm a gestação até que a placenta assuma esse papel, entre a oitava e décima segunda semanas.

O hormônio que predomina neste período é a progesterona (há uma queda nos níveis de estrógeno e um pico de progesterona), o que faz cessar o espessamento da camada mais interna do útero (endométrio), mas mantém a circulação sanguínea e aporte de nutrientes para o caso de uma eventual nidação (quando o óvulo fecundado se fixa ao endométrio). Caso ocorra a nidação, a produção de hCG pelas células do sinciciotrofoblasto mantém o corpo lúteo ativo; caso contrário ele degenera (processo que leva duas semanas a partir da ovulação) e a mulher menstrua, começando um novo ciclo. 

Acontecimentos importantes na fase lútea, em resumo:

  • Ocorre a ovulação (por volta do décimo segundo dia do ciclo menstrual);
  • O corpo lúteo começa a se formar a partir do folículo ovárico;
  • O óvulo é "colhido" pelas fímbrias da porção distal da tuba uterina e "conduzido" em direção ao útero principalmente por movimentos em ondas das paredes da tuba uterina;
  • Os níveis dos hormônios LH e FSH diminuem e retornam a níveis mais baixos e estáveis;
  • Os níveis de estrogênio diminuem e aumentam os níveis de progesterona, produzida pelo corpo lúteo;
  • O revestimento uterino (endométrio) permanece espessa e pronta para hospedar o óvulo fertilizado, ou o embrião em crescimento, se houver nidação;
  • O corpo lúteo encolhe e começa a morrer. Ao degenerar, origina o corpo hemorrágico e posteriormente é substituído por um tecido cicatricial branco (corpo albicans). O corpo lúteo está programado para morrer em 14 dias a partir da ovulação, a menos que receba estímulo (hCG produzido pelas células do sinciciotrofoblasto após nidação do óvulo fecundado no endométrio). Ocorre a menstruação, e um novo ciclo se inicia.
  • Se a fecundação ocorre, e o embrião se implanta no endométrio, o hCG resgata o corpo lúteo e ele continua a secretar estrogênio e principalmente progesterona durante a gravidez, até a 8ª ~ 12ª semana, quando a placenta assume esse papel.

Em caso de suspeita de gestação, um médico ginecologista deverá ser consultado.

Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Menstruação diferente e pouca pode ser gravidez?

Em uma relação sexual desprotegida em que ocorre o coito interrompido há chance de ocorrer a gravidez.

coito interrompido não é uma técnica indicada enquanto método contraceptivo. O coito interrompido, caracterizado pela ejaculação fora da vagina, pode apresentar falhas no tempo em que a ejaculação ocorre, além de poder conter esperma no líquido pré-ejaculatório. Sendo assim, a taxa de falha do coito interrompido é em torno de 20%.

Após uma relação havendo coito interrompido, a mulher pode engravidar

O sangramento descrito pode ser considerado a menstruação, mas pode se tratar de outros tipos de sangramento.

Por isso, diante um atraso menstrual, é recomendado a realização de um teste de gravidez para saber melhor se a mulher está grávida ou não. No período em que realizou o teste de farmácia foi um período muito próximo para dar resultado positivo. Então, é recomendado repetir o teste para saber se está grávida ou não.

Como o ciclo menstrual é desregulado e não há desejo de gravidez, seria importante escolher um método contraceptivo eficaz e seguro para o casal. Procure um serviço de saúde para uma consulta de planejamento familiar e avaliação do método contraceptivo mais apropriado na situação de vocês. 

Dra. Nicole Geovana