Perguntar
Fechar
Estou sem ânimo para o sexo, qual é o melhor remédio?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A falta de ânimo para o sexo pode ser causada por diversos motivos e fatores, as indicações ou sugestões de tratamento irão se basear na causa do problema.

Atualmente o transtorno de ansiedade generalizado e o estresse do dia a dia são os maiores responsáveis por alterações psicológicas e físicas, como desânimo, deficit de memória, diminuição da libido, descontrole de pressão arterial, aumento ou diminuição importante de peso, entre outros.

Porém, existem ainda causas que devem ser levadas em consideração e excluídas pelo médico, como uso de alguns medicamentos como calmantes e antidepressivos; ou distúrbios hormonais não relacionados ao fator psicológico, como a diabetes descompensada ou hipotireoidismo.

Para todos os casos, existe uma orientação e/ou tratamento pormenorizados, como indicação de medicamentos, troca/ajuste de doses e/ou terapias, que poderão auxiliar em cada caso.

A primeira coisa a fazer nesse caso é consultar o médico clínico geral para avaliação clínica e específica. Se for necessário poderá ser encaminhado/a para avaliação com um psicólogo ou sexólogo.

Saiba mais sobre o assunto:

Quem tem hímen complacente pode engravidar?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim, quem tem hímen complacente pode engravidar normalmente. O hímen complacente ou qualquer outro tipo de hímen não impede, não interfere nem dificulta uma gravidez.

O hímen é uma membrana fina localizada na entrada da vagina e que geralmente se rompe na primeira relação sexual, mas isso não é uma regra.

O hímen complacente, por ser mais elástico e resistente que o normal, poderá se romper apenas depois de muitas relações.

Contudo, independentemente do tipo de hímen e de haver ou não ruptura do mesmo, as chances de engravidar não se alteram.

Mais sobre o assunto em:

O que é hímen complacente?

Como posso saber se tenho hímen complacente?

Existe cirurgia para quem tem hímen complacente?

Relação anal, sem nenhum método anticoncepcional pode engravidar?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Pode. É muito raro, mas sempre que permita uma relação sexual sem qualquer contraceptivo, existe o risco de engravidar.

Na relação anal o esperma percorre outro trajeto, sem ligação com a vagina e consequentemente com o útero, por isso teoricamente não existira a possibilidade de gestação, porém a vagina e o ânus guardam uma proximidade anatômica, que muitas vezes possibilita esse contato. Mais uma vez, essa é uma possibilidade muito pequena, mas não podemos dizer com certeza que está descartada.

Vale lembrar que toda relação anal deve ser protegida por uso de camisinhas devido se tratar de uma área com elevado risco de infecção e ou contaminação para ambas as partes. E caso não seja utilizado a camisinha, para trocar o tipo de relação o pênis deve ser devidamente higienizado.

Outro ponto importante, é lembrar que além da gravidez, o sexo desprotegido é a principal causa de transmissão das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), como HIV, sífilis, herpes, entre outras; na população sexualmente ativa. O uso de preservativos, como a camisinha, é a grande ferramenta que dispomos para evitar a contaminação pelas DST, portanto é fundamental criar o hábito de se proteger fazendo uso de preservativo em todas as relações.

Em casos de dúvidas sobre relação sexual e contraceptivos, o ginecologista é o profissional indicado para orientar e esclarecer quaisquer dúvidas.

Pode lhe interessar também:

Como aumentar minha libido?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Para aumentar a libido feminina ou masculina, é preciso primeiro identificar a causa da falta de desejo sexual, que pode ser física ou psicológica. Se a falta de desejo não for causada por fatores físicos, seguem algumas dicas que podem ajudar:

  • Procure melhorar ou manter a sua autoestima elevada;
  • Diga ao parceiro/a aquilo que deseja, fale sobre os seus sentimentos;
  • Faça atividades que lhe dão prazer e ajudam a aliviar o estresse, como exercícios físicos, massagens ou outros hobbies;
  • Quando possível faça uma atividade prazerosa junto com seu/sua parceiro/a, como dança ou esportes;
  • Crie oportunidades para estar a sós com seu/sua parceiro/a e reserve um dia da semana só para os dois;
  • Aproxime-se mais do/da seu/sua parceiro/a, com abraços, beijos, um toque, como pegar nas mãos com mais frequência e não somente no momento do sexo.

Dentre os fatores físicos que podem diminuir a libido estão:

  • Uso regular de alguns medicamentos como: anticoncepcionais, antidepressivos, ansiolíticos e
  • Alterações hormonais, como o período da menopausa, baixa dosagem de testosterona e fase pós-parto e
  • Problemas psicológicos.

A diminuição da libido na grande maioria das vezes está relacionada com problemas psicológicos e psicossociais, por exemplo, relacionamentos de longa duração, monotonia, descuido de um ou ambos os lados, falta de comunicação ou intimidade entre o casal, sexualidade reprimida, nascimento do 1º filho, estresse, problemas pessoais, financeiros, entre tantos outros fatores.

Leia também: Falta de libido: o que pode ser e o que fazer?

Recomendamos em primeiro lugar, agendar uma consulta com seu/sua médico/a ginecologista (no caso das mulheres), ou urologista (no caso dos homens), para uma avaliação adequada do seu caso e tratamento direcionado para a causa.

Caso não seja um problema físico, pode ser benéfico a associação de um tratamento conjunto com terapia sexual ou terapia de casal.

Quando perdi minha virgindade não sangrei e nem doeu?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

É perfeitamente normal não sentir dor e não sangrar durante a primeira relação sexual, se a mulher estiver relaxada e apresentar boa lubrificação vaginal pode ter uma primeira relação sem sentir nenhum desconforto ou dor.

Muitas mulheres acham que a dor durante a primeira relação ocorre devido a ruptura do hímen, no entanto, o hímen não é uma estrutura inervada, por isso a sua ruptura não causa por si só dor. Além disso, nem todos se rompem durante a relação sexual.

Em algumas mulheres é possível haver um leve sangramento a depender do tipo de hímen e de como foi a relação sexual, em outras não.

Por que a primeira relação sexual pode doer?

A causa do desconforto ou dor se deve mais a tensão e insegurança durante a primeira relação, sexual, que pode fazer com que a mulher tensione mais o períneo e deixe de apresentar lubrificação suficiente que facilite a penetração.

Por isso, é importante que a mulher esteja suficientemente estimulada, relaxada e tranquila durante a relação sexual, para que essa seja uma experiência prazerosa.

O que é o hímen?

O hímen nada mais é do que uma pequena membrana que recobre parcialmente a entrada da vagina, tem alguns que nem sequer chegam a se romper durante a relação sexual, pois são mais complacentes e elásticos ou mesmo muito pequenos. É raro, mas também existem algumas mulheres que não tem hímen.

Qualquer atividade sexual ou não que envolva a penetração pode levar a sua ruptura como masturbação, uso de objetos sexuais ou mesmo introdução de absorvente interno. No entanto, nem toda penetração pode levar a sua ruptura, mesmo durante a relação sexual.

O hímen não tem nenhuma importância ou função biológica, o significado atribuído a sua ruptura se deve mais a costumes e crenças socioculturais.

Para esclarecer mais dúvidas consulte o seu ginecologista ou médico de família.

Sexo durante a gravidez machuca o bebê?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Sexo durante a gravidez não machuca o bebê.

A relação sexual durante a gravidez pode ocorrer em qualquer período ao longo da gestação. Isso deve ser sempre ponderado tendo em conta a vontade e o desejo da mulher em realizar a atividade sexual.

No final da gestação, não é indicado relações sexuais caso a mulher tenha algum tipo de sangramento vaginal ou já tenha rompido a bolsa. Fora dessas situações, não há contra-indicações à atividade sexual durante a gravidez.

desejo sexual é variável de mulher para mulher e pode alterar a depender de certas circunctâncias como variações hormonais, cansaço, estresse etc.  

Uma relação sexual deve ser realizada apenas quando as duas pessoas envolvidas se sentem confortáveis e seguras para tal. Durante a gravidez, a mulher pode se sentir desconfortável em determinadas posições, principalmente no final da gestação, e isso pode ser reajustado alterando a posição e encontrando uma posição mais confortável e agradável.

Não consigo ter um bom desempenho sexual, não sinto prazer, vagina muito seca. O que fazer?

Seria interessante repensar seus momentos de ato sexual, avaliar o porquê não sente prazer, o que lhe sucede no momento. Talvez boas conversas com seu parceiro e o auxilio de um ginecologista irá ajudá-la.

Por que nunca consigo ter lubrificação, nem orgasmo?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Problema físico não é porque com o outro parceiro você sentia (e ainda não gostava dele...)  e com o atual não consegue, claro que é um problema emocional, leia o que você mesma escreveu acima. Procure ajuda de um psicólogo. Talvez com o outro parceiro você era mais solta porque apenas fazia por prazer, agora talvez esteja presa numa relação e se sente na obrigação de mostrar algo ao parceiro. Mas está tendo algum tipo de bloqueio emocional... continue a conversa com o psicólogo.