Perguntar
Fechar

Ovários Policísticos

Tenho ovários multifoliculares, sou mais ou menos fértil?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A presença de ovários multifoliculares não deixa a mulher mais ou menos fértil.

Cistos nos ovários é uma situação frequente na maioria das mulheres. Esses cistos surgem porque o folículo que se desenvolve dentro do ovário não cresce o suficiente para se transformar em óvulo, ser expulso do ovário e desencadear a ovulação. Dessa forma, os folículos vão se acumulando no ovário na forma de cisto.

A presença de cistos nos ovários pode ser uma condição benigna que não apresenta riscos para a mulher. Isso dependerá de como o cisto se apresenta, se há ruptura ou torção e se, em consequência disso, há algum sintoma preocupante como dores em baixo ventre, sangramento vaginal intenso, febre, etc.

Quando os ovários com policistos são associados a um conjunto de outros sinais e sintomas, a mulher pode manifestar a Síndrome dos Ovários Policísticos. 

Mulheres com síndrome dos ovários policísticos pode apresentar certa dificuldade em engravidar.

Devido ao desequilíbrio hormonal, alguns ciclos menstruais não apresentam ovulação, o que pode levar um tempo maior para a mulher com síndrome dos ovários policísticos engravidar.

Em geral, após 12 meses consecutivos de tentativa de engravidar, a mulher juntamente com seu companheiro devem procurar uma consulta com médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista para uma avaliação da fertilidade do casal.

Outros fatores relativos à infertilidade são importantes de serem investigados no casal com dificuldade de engravidar.

planejamento familiar e uma consulta pré concepção com o/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família podem facilitar a solução de dúvidas e reduzir a insegurança do casal. 

Tenho SOP e comecei a tomar metformina, estou com um mês de atraso menstrual, posso estar grávida?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

É possível sim.  Apesar da Síndrome de ovário policístico (SOP) ser sabidamente uma causa comum de infertilidade, a mulher que mantém relações sem uso de contraceptivo também corre o risco de engravidar. Depende de muitas variáveis, uma dela é a relação de medicamentos que faz uso regular, como a metformina.

A SOP se caracteriza por irregularidade menstrual, sinais como obesidade leve, acne, hirsutismo (excesso de pelos grossos e escuros, em regiões mais comuns nos homens), além do aumento da resistência à insulina e exclusão de outras doenças. Como opções de tratamento, devido o aumento da resistência à insulina, um dos tratamentos habituais é o uso regular de metformina. 

Entretanto a metformina, prescrita na intenção de auxiliar na redução do peso e na regularidade dos ciclos menstruais, possibilitando a ovulação, aumenta as chances de engravidar. Portanto, as mulheres que não desejam engravidar neste período, devem fazer uso de algum anticoncepcional.

No caso de suspeita de gravidez deve procurar atendimento de ginecologista/obstetra, o quanto antes, realizar testes de gravidez e seguir as orientações de acordo com o resultado encontrado.

Pode lhe interessar também:

Qual a frequência que se deve fazer ultrassom para ovário policístico?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A frequência que se deve fazer o exame de ultrassom em caso de ovário policístico depende do tratamento que está sendo feito, do objetivo final do tratamento, entre outros fatores.

Cabe ao/à médico/a ginecologista definir a regularidade das consultas e dos exames de ultrassom que devem ser feitos, de acordo com o seu caso.

De qualquer maneira, você não deve ficar mais de um ano sem ir ao/à ginecologista.

Independentemente de ter ovários policísticos ou não, toda mulher deve ir ao ginecologista pelo menos uma vez por ano, para que sejam feitos exames nas mamas e órgãos pélvicos, além de exames de sangue, ultrassom e urina.

Saiba mais sobre o tratamento do ovário policístico em: Ovários policísticos têm cura? Qual o tratamento?

Tenho síndrome de ovários policisticos há 11 anos...
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Na presença dos sintomas elencados, a mulher deve procurar o/a médico/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família para uma avaliação detalhada.

Esses sintomas não são comuns e devem ser avaliados para que a mulher melhore sua qualidade de vida.

síndrome dos ovários policísticos agrega um conjunto de sinais e sintomas que a mulher pode manifestar, provocando alterações nos ciclos menstruais (que podem ficar mais espaçados) e até dificultar a gravidez.

Além de cuidar desses sintomas que agora você está apresentando, a mulher com síndrome dos ovários policísticos deve fazer um acompanhamento médico regular, indo às consultas de rotina, tirando suas dúvidas e realizando o tratamento aconselhado.  

Leia mais em:

Ovários policísticos tem cura? Qual o tratamento?

Fiz tratamento da SOP, parei de tomar anticoncepcional...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Nossa. Acredito que se conseguir engravidar de um só já está ótimo, não é mesmo. Procure um médico.

Tenho micropolicisto nos dois ovários e não trato...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Alterações hormonais devido aos ovários policísticos é a causa mais provável.