Perguntar
Fechar

Suspeita de Gravidez

Atraso menstrual seguido de sangramento é sinal de gravidez?

Na verdade um pequeno sangramento no meio do ciclo seguido de atraso menstrual é mais indicativo de gravidez. No seu caso o atraso não é significativo (inferior a 15 dias) e houve menstruação (ou  sangramento), o fato de ter vindo pouco pode ser relevante. Se há suspeita de estar grávida faça o exame, somente assim terá certeza.

Barriga inchada, azia, dor nas costas e muita fome. Pode ser gravidez?

Barriga inchada, azia, dor nas costas e muita fome podem ser sintomas de gravidez, principalmente porque a sua menstruação está atrasada, que é o indício mais evidente de que você pode estar grávida.

Os primeiros sintomas de gravidez normalmente surgem a partir da 5ª ou 6ª semana de gestação, ou seja, cerca de uma a duas semanas depois do dia esperado da menstruação. 

O atraso menstrual é o primeiro sinal, que pode vir acompanhado de náuseas e vômitos, aumento da sensibilidade nos seios, aumento da frequência urinária e cansaço.

Conforme a gravidez avança, começam a aparecer outros sintomas, que incluem barriga inchada, azia, prisão de ventre, desconforto na região pélvica, variações de humor, falta de ar, escurecimento dos mamilos, tontura e aumento do apetite, principalmente para um determinado tipo de alimento.

Porém, é comum a mulher sentir a barriga um pouco mais inchada nos dias que antecedem a menstruação.

Se a sua menstruação estiver com mais de uma semana de atraso, faça um teste de gravidez de farmácia ou procure uma unidade de saúde. Se o resultado for positivo, consulte o/a médico/a de família ou ginecologista para uma consulta de avaliação e/ou início do pré-natal, se for o caso. 

Também podem lhe interessar:

Sintomas de Gravidez

Existem doenças com sintomas parecidos com gravidez?

Quando desce aquela "borrinha" escura é sinal de gravidez?

Quando "desce a borrinha" pode ser um sinal de gravidez (principalmente quando associado com outro sintomas e um contexto de possibilidade de gravidez), mas não significa que toda vez que "desce essa borrinha" a mulher esteja grávida, muito pelo contrário, na maioria das vezes não significa gravidez. Como você já menstruou as chances de gravidez são pequenas, mas se ainda está em dúvida somente lhe resta fazer o exame de gravidez, dê preferência ao exame de sangue, é mais confiável.

Sempre tomo a pilula do dia seguinte, muitas vezes...

A gravidez é sempre possível quando há relações sexuais desprotegidas ou falha em algum método contraceptivo.

pílula do dia seguinte vendida em duas doses deve ser tomada em um intervalo de 12 horas entre os dois comprimidos. Quando utilizada da maneira correta, a pílula do dia seguinte pode ser eficaz entre 47 a 89%.

A pílula do dia seguinte é eficaz quando usada até 3 dias (72 horas) após a relação sexual desprotegida. Quanto mais cedo ela for usada, maior será sua eficácia.

Nesse seu caso particular, pode haver uma redução na eficácia da pílula, uma vez que ao realizar uma nova relação sexual após a tomada da primeira pílula tomar, o esquema não será completado da forma correta.

A pílula do dia seguinte é indicada para mulheres que apresentaram falhas no método contraceptivo habitual (esqueceu de tomar a pílula ou injeção, camisinha estourou) ou tiveram relação sexual desprotegida durante o período fértil ou em situações de estupro.

Ela é considera uma contracepção de emergência e não deve ser tomada como método contraceptivo de rotina.

Se a mulher deseja evitar gravidez é recomendado procurar o/a médico ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família para indicar um método contraceptivo de longa duração. 

Nem sinal de menstruação, posso estar grávida?

Se as relações que você teve foram sem proteção você pode estar grávida sim, porque é assim que se consegue engravidar, independente do que aconteceu com sua menstruação ou independente dos corrimentos que teve.

Teste de gravidez de farmácia positivo e beta hcg negativo: estou grávida ou não?

Se o teste de gravidez de farmácia deu positivo e o beta hCG negativo, é provável que você não esteja grávida. O beta hCG raramente dá resultado falso negativo ou errado e é mais confiável do que o teste de farmácia.

Contudo, é importante lembrar que o teste de gravidez apenas detecta o hormônio hCG a partir de 1 semana após a concepção.

Os níveis do hormônio hCG, que só é produzido durante a gravidez, aumentam a partir do 8º dia de gestação. Por isso, se o teste for feito antes desse período, o resultado dará negativo. 

Portanto, se o exame beta hCG foi realizado depois desse período e deu negativo, provavelmente você não está grávida.

Os testes de farmácia levam algum tempo a mais para ficarem positivos, uma vez que as concentrações do hormônio na urina são bem menores que no sangue.

Veja também: Teste de farmácia de gravidez é confiável?

No entanto, se esses testes forem feitos com duas semanas de atraso da menstruação, têm maior possibilidade de presumir um resultado correto.

Teste de gravidez pode dar resultado falso negativo ou positivo?

Os testes gravidez de farmácia podem dar resultados falso positivo ou negativo. Isso significa que a mulher pode estar grávida e o teste acusar “negativo” ou não estar grávida e o resultado dar “positivo”. 

Esses resultados errados, sobretudo os falso negativos, ocorrem com mais frequência nas primeiras semanas de gestação, quando os níveis de hCG ainda são muito baixos para o hormônio ser detectado na urina.

O resultado do teste de gravidez de farmácia também pode ser alterado se o teste não for feito da forma correta.

Leia também: O teste de gravidez de farmácia pode dar falso negativo?

Por essas razões, a gravidez só é confirmada com o exame de sangue beta hCG. Normalmente, o exame é capaz de detectar se a mulher está grávida a partir do 12º dia de gravidez. 

A interpretação dos resultados do exame deve ser realizada pelo/a médico/a que solicitou o exame, juntamente com a história e o exame clínico da paciente. Por isso, é recomendado marcar uma consulta com o seu/sua médico/a para lhe dar as informações apropriadas para o seu caso.

Pílula do dia seguinte pode atrasar ou fazer descer a menstruação?

Sim. A pílula do dia seguinte pode atrasar ou adiantar a menstruação.

A pílula do dia seguinte contém hormônios que irá desregular o ciclo menstrual habitual da mulher. Com esse desequilíbrio, a menstruação poderá vir antes do esperado ou depois.

Normalmente, se ocorrer um atraso da menstruação, esse atraso não ultrapassará 4 semanas. Por isso, a mulher que tomou a pílula do dia seguinte e não menstruou até 4 semanas após o uso, deverá procurar um serviço de saúde para investigação de possível gravidez.

A pílula do dia seguinte não é abortiva, por isso ela não impede a gravidez que já esteja efetivada.

Leia também:

A pilula do dia seguinte pode atrasar minha menstruação?

Dá para confundir sangramento de nidação com menstruação escura?

É possível confundir sangramento de nidação com menstruação escura, mas as duas situações ocorrem em momentos diferentes do ciclo menstrual da mulher.

A nidação ocorre no meio do ciclo e a menstruação inicia um novo ciclo.

Portanto, apesar dos sangramentos poderem ser confundidos pela aparência, é fácil de identificar um e outro pelo período em que ocorreram.

Vale lembrar que o sangramento de nidação é raro, não ocorre em todas as gestações e o sangue pode ter qualquer aspecto. Quando acontece, ocorre no meio do ciclo (longe da menstruação) e tem poucas horas de duração ou dura no máximo 1 ou 2 dias.

O importante é observar se depois desse sangramento a menstruação atrasa. Se ela atrasar por pelo menos duas semanas, é provável que seja gravidez.

Veja também: Qual a diferença entre nidação e menstruação?

A mulher também deve estar atenta se a menstruação ficar mais escura, de coloração meio marrom ou quase preta. Se isso ocorrer, pode ser sinal de:

  • Endometriose;
  • Lesões na vagina, no útero ou no colo uterino;
  • Cisto de ovário;
  • DST (doença sexualmente transmissível);
  • Alterações hormonais causada por medicamentos;
  • Estresse;
  • Mudança de pílula anticoncepcional.

Qualquer tipo de sangramento fora do período normal ou que tenha um aspecto diferente do habitual deve ser comunicado ao/à médico/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral.​