Perguntar
Fechar

Chá de maconha causa aborto?

Não existem evidências de que o chá de maconha provoque aborto. Os efeitos físicos agudos causados pela maconha são:

  • Hiperemia das conjuntivas (olhos avermelhados);
  • Xerostomia (boca seca);
  • Taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos, podendo chegar a 140 batimentos por minuto ou mais);
  • Dilatação das pupilas.

A longo prazo, se a maconha for fumada, os pulmões também são afetados e aumentam os riscos de problemas respiratórios, como bronquites.

Apesar da fumaça da maconha conter substâncias cancerígenas, ainda não existem provas científicas que o seu uso crônico aumente os riscos de câncer de pulmão.

No entanto, as evidências dos testes feitos em laboratório com animais têm demonstrado fortes indícios de que assim pode ser.

No homem, o uso crônico de maconha diminui significativamente a produção de testosterona, podendo levar a problemas de infertilidade.

De qualquer maneira, o uso de todo e qualquer tipo de droga, legal ou ilegal, é totalmente contraindicado durante a gravidez. Em muitos casos, apesar de não causarem aborto, podem prejudicar gravemente a saúde do bebê.

Leia também: Quais são os sintomas de aborto?

Mesmo os chás de plantas ou ervas que não possuem princípios psicotrópicos não devem se consumidos indiscriminadamente por mulheres grávidas, pois existem chás que podem induzir o aborto.

Antes de tomar qualquer tipo de chá, medicamento ou droga durante a gravidez, a mulher deve consultar o seu médico obstetra.