Perguntar
Fechar

Como funciona a pílula do dia seguinte?

Como funciona a pílula do dia seguinte? Ela pode causar aborto? Como sei se não falhou?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

O modo como a pílula do dia seguinte funciona depende da fase do ciclo menstrual em que for utilizada. Ela pode:

  • Inibir ou atrasar a ovulação: quando tomada no período pré-ovulatório, mais para o início do ciclo menstrual;
  • Atrapalhar a passagem do espermatozoide pelo útero e pelas tubas uterinas: se tomada durante o período fértil;
  • Alterar a passagem do óvulo através da tuba: se tomada após a ovulação.

Em nenhum caso, a pílula do dia seguinte causa aborto, porque não interfere na evolução da gravidez quando a mulher já está grávida. Ainda assim, não deve ser usada em caso de suspeita de gravidez, pois pode causar malformação do bebê.

A pílula do dia seguinte é menos eficaz que os métodos anticoncepcionais usados regularmente. Seu efeito é mais garantido se ela for tomada nas primeiras 24 horas após a relação sexual. A eficácia fica reduzida se vomitar 3 a 4 horas após tomá-la, se estiver usando certos medicamentos (alguns antibióticos ou anticonvulsivantes, por exemplo) ou se tiver problemas de má absorção intestinal.

Se houver atraso menstrual superior a 7 dias ou se sentir dor na parte baixa da barriga, procure um médico para saber se a pílula não funcionou. Devido aos efeitos do medicamento, pode acontecer uma gravidez ectópica (nas trompas) e isso precisa ser identificado e tratado rapidamente.

Leia também:

Referência:

Pozato Uni. Bula do medicamento.