Perguntar
Fechar

Como saber se tenho depressão? Quais os sintomas?

O diagnóstico de depressão segue critérios definidos pelas sociedades de psiquiatria mundiais, os quais estão sendo revisados e atualizados constantemente.

Portanto, para confirmar o quadro de depressão, são obrigatórios a presença de pelo menos cinco dos nove critérios descritos abaixo, sendo que devem estar presentes por pelo menos duas semanas, e que um deles seja obrigatoriamente, humor deprimido ou perda importante de interesse ou prazer.

Os critérios são:

  • Humor deprimido, desânimo ou irritabilidade na maior parte do dia;
  • Falta de interesse ou prazer nas atividades diárias, físicas ou de trabalho;
  • Perda de apetite com ganho ou diminuição do peso considerável, sem que esteja em tratamento para isso, com dietas ou restrição alimentar;
  • Insônia ou sonolência diurna excessiva;
  • Agitação ou preguiça excessiva;
  • Fadiga constante, dores musculares;
  • Sentimento constante de culpa;
  • Dificuldade de concentração e ou distúrbios de memória (muito esquecimento), indecisão;
  • Pensamentos frequentes de morte, ideias suicidas, desejo de autoagressão ou automutilação.

Depressão: sintomas e tratamento

A depressão é diferente do "humor triste" ou da reação de luto, que são consideradas situações normais. Na depressão dito doença, os sintomas têm uma duração prolongada (no mínimo duas semanas), e são de intensidade tal que prejudicam a pessoa nas suas tarefas do dia-a-dia.

Pessoas com depressão apresentam um humor deprimido durante praticamente todo o tempo e todos os dias. A sensação é de vazio, tristeza profunda e falta de esperança.

O paciente depressivo geralmente sente-se inútil, com sentimento de culpa exagerados, muita indecisão, dificuldade de concentração, pensamentos negativos constantes, vontade de deixar de viver, podendo haver tentativas de suicídio.

A depressão pode causar ainda aumento ou perda de peso, bem como alterações do apetite, que pode estar maior ou menor.

Os sintomas da depressão podem incluir ainda distúrbios do sono, com insônia ou sono em excesso. Além disso, são comuns o cansaço e a falta de energia quase que constantes.

Pessoas depressivas tendem a apresentar movimentos mais agitados ou mais lentos que o normal. A falta de energia e o cansaço ocorrem quase que diariamente.

Qual é o tratamento para depressão?

O tratamento da depressão é feito com medicamento antidepressivo, atividade física e psicoterapia. Os antidepressivos melhoram progressivamente os sintomas da depressão e ajudam a prevenir novas crises. Em geral, os resultados já podem ser notados depois de algumas semanas do seu início.

No entanto, mesmo com uma melhora significativa dos sintomas, o uso do antidepressivo geralmente é mantido por tempo prolongado. O tempo de duração do tratamento pode ser de meses, anos ou por toda a vida, conforme o caso.

A atividade física se mostra cada vez mais importante no tratamento, por aumentar a autoestima, aproximar de novos contatos, o que não deixa de ser uma terapia conjunta, além de fortalecer musculatura, o que diminui as queixas frequentes de dor e fadiga desses pacientes.

A psicoterapia exerce um papel muito importante no tratamento da depressão, pois atua na origem do transtorno e ajuda a pessoa a identificar os seus pensamentos e comportamentos e refletir sobre as suas emoções. Uma das técnicas de psicoterapia mais usada no tratamento da depressão é a terapia cognitivo comportamental.

O diagnóstico, o tratamento e o acompanhamento da depressão devem ser realizados por um/a médico/a psiquiatra.

Saiba mais em: Como é o tratamento para transtorno depressivo maior?