Perguntar
Fechar

Como tratar o transtorno de estresse pós-traumático?

O tratamento do transtorno de estresse pós-traumático inclui o uso de medicamentos, principalmente antidepressivos, combinados com psicoterapia.

O método psicoterapêutico mais usado para tratar o estresse pós-traumático é a terapia cognitivo-comportamental, enquanto que os antidepressivos muitas vezes são a medicação de escolha para o tratamento.

Porém, o tipo de medicamento escolhido depende da adaptação do indivíduo à medicação, manifestação de efeitos colaterais, presença de doenças ou outros transtornos psicológicos, entre outros fatores.

Quando os antidepressivos não são suficientes para controlar os sintomas do tratamento do transtorno de estresse pós-traumático, é necessário incluir outras medicações, como os antipsicóticos, por exemplo. Com esses medicamentos, é possível controlar a ansiedade, a agressividade, os pesadelos, as insônias, a agitação, entre outras manifestações comuns do transtorno.

O principal objetivo do tratamento do transtorno de estresse pós-traumático é controlar os sintomas, que normalmente se estabilizam depois de três meses.

Contudo, é importante frisar que não existe um tempo de duração pré-estabelecido para o tratamento. Os medicamentos devem ser retirados conforme a indicação do médico psiquiatra e a psicoterapia deve continuar pelo tempo que o psicoterapeuta achar necessário.

Vale lembrar que o tratamento do transtorno de estresse pós-traumático deve ser mantido por algum tempo, mesmo que a pessoa já não apresente qualquer sintoma. As manifestações do transtorno podem ocorrer em períodos cíclicos e os sintomas podem reaparecer caso o paciente seja exposto a situações que relembrem o evento traumático.

Veja também:

Quais são os sintomas do transtorno de estresse pós-traumático?

Quais os sintomas dos transtornos de ansiedade?