Perguntar
Fechar

COVID-19: quem deve e quem não deve usar máscara cirúrgica?

Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

As pessoas que devem usar máscara cirúrgica são:

  • Aquelas com sintomas da COVID-19 (tosse, espirro ou dificuldade em respirar);
  • Profissionais de saúde;
  • Mulheres que estão amamentando;
  • Cuidadores de pessoas suspeitas ou confirmadas com COVID-19.

O uso da máscara cirúrgica não é indicado para pessoas sem sintomas respiratórios (principalmente, tosse e espirro). Por causa da pandemia, as máscaras cirúrgicas se esgotaram no mercado e não são suficientes para todos os que precisam.

As pessoas que não possuem sintomas devem utilizar máscaras caseiras de tecido quando houver necessidade de deslocamento ou permanência em lugares de maior circulação de pessoas como supermercados, por exemplo.

Máscara cirúrgica

Não tenho sintomas da COVID-19, devo usar máscara?

Se você não tem sintomas da COVID-19 deve utilizar máscaras caseiras quando precisar se deslocar ou permanecer em locais com uma maior circulação de pessoas.

1. Utilize máscara caseira de tecido

Na ausência de sintomas como tosse e espirro, utilize a máscara caseira para se proteger. Elas impedem que gotículas que saem pelo nariz ou boca do usuário se disseminem pelo ambiente.

Estudos têm mostrado que a máscara caseira, além de funcionar como barreira mecânica para impedir que o vírus se espalhe, tem auxiliado na mudança de comportamento da população e na redução dos casos de COVID-19.

A máscara deve ser feita em tecido de saco de aspirador, cotton, tecido de algodão ou fronhas de tecido antimicrobiano. É importante que a máscara cubra totalmente a boca e o nariz e que se ajuste bem ao rosto, sem deixar espaços na laterais.

A máscara caseira é de uso individual e não deve ser, portanto, compartilhada. Se durante o uso, a máscara ficar úmida é necessário trocá-la por uma nova máscara limpa e seca.

2. Máscaras cirúrgicas devem estar disponíveis para quem realmente precisa

É importante se conscientizar da necessidade de disponibilizar máscaras cirúrgicas para quem realmente têm indicação.

Devem ser priorizados, especialmente, os profissionais de saúde. Estes profissionais atuam em hospitais e unidades de saúde, locais com maior potencial de concentração do vírus. Além disso, são eles os responsáveis pelos cuidados ao doente.

Se todas as pessoas utilizarem máscara cirúrgica sem indicação, faltarão máscaras para as pessoas que de fato precisam delas e isso pode agravar a pandemia.

Quem deve utilizar a máscara cirúrgica?

1. Pessoas com sintomas da COVID-19

Se você apresenta sintomas de COVID-19, como tosse, febre, falta de ar e dor de garganta é indicada a utilização da máscara cirúrgica. Mesmo pessoas com suspeita de COVID-19 sem a confirmação, devem utilizar a máscara cirúrgica.

O uso da máscara ajuda a diminuir a dispersão de fluidos e gotículas respiratórias eliminados pelo nariz e pela boca. Com isso, há redução da dispersão do coronavírus presente nestas secreções.

2. Mães que estão amamentando

Até o momento, não há estudos que comprovem que o coronavírus pode ser transmitido pelo leite materno. Deste modo, a amamentação deve ser mantida, pois seus benefícios são fundamentais para o bom desenvolvimento do recém-nascido e da criança.

Durante o período de amamentação é importante garantir condições mínimas de higiene e proteção.

Antes de tocar o bebê e antes e depois de cada mamada, a mulher deve lavar as mãos com água e sabão durante pelo menos 20 segundos. Além disso, deve usar a máscara cirúrgica durante a amamentação, evitando tocar na boca, nariz e olhos da criança.

Evite falar ou tossir enquanto estiver amamentando seu bebê. Em caso de tosse ou espirro, a máscara deve ser trocada imediatamente. Além disso, use uma máscara nova a cada amamentação.

As mães que fazem a ordenha do leite com bomba manual ou elétrica devem lavar as mãos com água e sabão antes de tocar em qualquer parte da bomba ou da mamadeira e realizar uma adequada limpeza e desinfecção da bomba e seus materiais após cada utilização.

Em caso de dúvidas, ligue para o Disque Saúde pelo número 136 ou para o telefone do Banco de Leite Humano mais próximo da sua casa.

3. Cuidadores de pessoas com sintomas da COVID-19 e profissionais de saúde

Para cuidar das pessoas com sintomas de COVID-19, profissionais de saúde e cuidadores estão em constante contato próximo com os pacientes.

Em alguns casos, a distância entre o paciente e o cuidador ou profissional de saúde é inferior a 1 metro, o que facilita a transmissão do vírus.

Deste modo, profissionais de saúde e cuidadores devem usar máscara para evitar a contaminação da boca e nariz por gotículas respiratórias do paciente.

É sempre importante lembrar que somente o uso da máscara não é suficiente para evitar a contaminação pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Manter as medidas de higiene como lavar as mãos é indispensável para quem cuida de pessoas com sintomas da COVID-19.

Como a máscara deve ser utilizada?

A máscara deve ser usada seguindo as orientações:

1. Antes de colocar a máscara, lave bem as mãos.

2. Coloque a máscara cuidadosamente para cobrir boca e nariz e amarre com segurança para minimizar os espaços entre o rosto e a máscara.

3. Enquanto estiver em uso, evite tocar na máscara.

3. Para retirar a máscara, não toque na parte da frente. Remova sempre puxando a parte de trás;

4. Após a remoção, despreze a máscara usada em um lixo fechado.

5. Lave as mãos após desprezar a máscara.

5. Troque a máscara assim que ela ficar úmida. Use uma nova máscara limpa e seca.

6. Não reutilize máscaras descartáveis.

O que posso fazer para me prevenir contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2) e a COVID-19?

As medidas mais eficazes de proteção contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2) e a COVID-19 são:

  • Lave as mãos com frequência por pelo menos 20 segundos. Lave todas as regiões das mãos: palmas das mãos, regiões entre os dedos, dorso das mãos, polegares, unhas e punhos;

  • Lave as mãos especialmente antes das refeições e após tossir ou espirrar;
  • Se não for possível lavar as mãos com água e sabão, utilize álcool gel a 70% para higienizá-las;
  • Não toque nos seus olhos, nariz e boca se suas mãos não estiverem lavadas;
  • Ao espirrar ou tossir, cubra o nariz e a boca com um lenço descartável ou com a face interna (dobra) do cotovelo. Nunca use as mãos para cobrir nariz e boca enquanto você tosse ou espirra;
  • Use lenço descartável para higiene nasal;
  • Não compartilhe objetos como talheres, copos e garrafas;
  • Evite ambientes fechados e com aglomeração de pessoas;
  • Mantenha-se em ambientes ventilados;
  • Limpe e desinfete objetos que você toca com frequência como celulares. Esta desinfecção pode ser feita com álcool gel a 70%;
  • Evite o contato com pessoas que apresentam os sintomas da COVID-19;
  • Evite sair de casa;
  • Pessoas doentes devem permanecer em casa e, em caso de dificuldade respiratória, devem se dirigir a um serviço de atendimento de urgência.

Ainda não há estudos que provam os benefícios das máscaras por pessoas saudáveis. Pelo contrário, há estudos que mostram que as pessoas podem se contaminar tocando uma máscara infectada que estavam usando ou retirando incorretamente.

Use a máscara apenas nos casos que foram indicados. Em caso de dúvidas, procure informações nos sites das autoridades sanitárias de seu país e região (Ministério da Saúde, Secretarias Estaduais de Saúde e Secretaria Municipal de Saúde).

Leia também:

Dúvidas sobre coronavírus (COVID-19)

Quais os sintomas do coronavírus (COVID-19)? O que fazer se tiver?

O que é o coronavírus, COVID-19 e SARS-CoV-2?