Perguntar
Fechar

Escarlatina: o que é, quais os sintomas e como é o tratamento?

Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A escarlatina é uma doença infecciosa causada por uma bactéria do grupo dos estreptococos, que também são responsáveis por outras infecções, como amigdalites, impetigo e erisipela.

A escarlatina ocorre sobretudo em crianças em idade escolar. A doença surge devido a uma reação alérgica desencadeada por toxinas produzidas pela bactéria.

Como ocorre a transmissão da escarlatina?

A escarlatina é uma doença contagiosa, transmitida de pessoa para pessoa. A transmissão ocorre através de gotículas de saliva ou secreções expelidas por uma pessoa infectada.

Acomete principalmente crianças até os 10 anos de idade e é rara em adultos.

Quais são os sintomas da escarlatina?

Os primeiros sintomas da escarlatina começam a se manifestar depois de 2 a 4 dias que ocorreu o contágio, ou seja, o contato com alguém infectado. Porém, em alguns casos, o período de incubação pode ir de 1 dia a uma semana.

Os sintomas da escarlatina têm início súbito e incluem febre, mal estar, dor de garganta, vômitos, erupções na pele, dores abdominais e prostração.

A escarlatina caracteriza-se pela presença de infecção na garganta, febre e erupções na pele.

O que é escarlatina, quais os sintomas e tratamento
Escarlatina

A febre é alta, principalmente no 2º e 3º dia. Depois, começa a diminuir progressivamente, mas pode ainda permanecer por até 7 dias.

A partir do 2º dia, começam a surgir as erupções na pele que caracterizam a escarlatina e deixam a pele áspera. As erupções aparecem primeiro no pescoço e no tronco, chegando depois ao rosto e aos membros.

As erupções são vermelho vivo, manifestando-se por meio de manchas muito pequenas, do tamanho da cabeça de um alfinete. As manchas aparecem com mais intensidade no rosto, nas axilas e nas virilhas.

A área ao redor da boca não apresenta manchas e fica pálida, assim como as palmas das mãos e as plantas dos pés.

Depois de 6 dias, as erupções desaparecem, seguindo-se uma descamação da pele nas áreas afetadas.

A língua costuma ficar branca e saburrosa no início. Depois, as papilas aumentam de tamanho e ficam com coloração vermelho arroxeada nas bordas e na ponta da língua.

Qual é o tratamento para escarlatina?

O tratamento da escarlatina é feito com penicilina ou amoxicilina, medicamentos antibióticos. O tratamento medicamentoso elimina as bactérias, previne complicações como a febre reumática e glomerulonefrite.

As complicações da escarlatina são raras, uma vez que a doença responde bem ao tratamento com antibióticos. Porém, quando presentes, as complicações são graves.

Durante a fase aguda da escarlatina, as complicações são decorrentes da disseminação da infecção para outros locais do corpo, causando otite, meningite, sinusite, laringite, entre outras complicações.

As complicações tardias podem surgir depois que a escarlatina já estiver curada e incluem a febre reumática, que causa lesões nas válvulas cardíacas, e a glomerulonefrite, que provoca lesões renais que podem evoluir para insuficiência renal.

Na presença de sintomas de escarlatina, consulte um médico clínico geral, um médico de família ou um pediatra, no caso das crianças.