Esclerose de válvula aórtica, o que é?

Esclerose da válvula aórtica é um processo de engrossamento (espessamento e calcificação) dessa válvula, que é uma das quatro válvulas que controlam a passagem de sangue dentro do coração.

Esse espessamento e calcificação da válvula aórtica não causa alteração na quantidade de sangue que passa por ela, por isso a pessoa que tem esclerose da válvula aórtica geralmente não tem nenhum sintoma. A esclerose da válvula aórtica é um problema de evolução lenta durante a vida, surgindo geralmente após os 60 anos. Pode ser causada por pressão alta (hipertensão), diabetes, hábito de fumar e taxas elevadas do LDL no sangue (colesterol ruim).

No entanto, é possível que com o passar do tempo a esclerose da válvula aórtica progrida para uma outra doença, chamada estenose da válvula aórtica, na qual a válvula sofre um estreitamento que reduz a passagem do sangue do ventrículo esquerdo do coração para a artéria aorta, que distribui o sangue para o corpo. Nesse situação ocorrem vários sintomas como falta de ar aos esforços, dor no peito (angina) e desmaios (síncopes).

O tratamento consiste na troca cirúrgica da válvula (valvuloplastia), que é realizada pelo cirurgião cardíaco. O cardiologista é o médico indicado para diagnosticar e orientar sobre as alterações cardiovasculares.