Perguntar
Fechar

Estou com vômito amarelo, pode ser perigoso? Como faz para parar?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Pode ser sim perigoso, quando a causa oferecer risco à saúde, como na pneumonia, obstrução intestinal ou doenças neurológicas. Nesses casos, além do vômito amarelo, é comum a presença de outros sintomas como a febre alta, dor abdominal e rigidez de nuca.

Contudo, felizmente as causas mais comuns de vômitos amarelados e com gosto amargo, são problemas simples, de acúmulo de bile no estômago. Pode ocorrer no início de uma gravidez, em viroses ou intoxicação alimentar.

Para parar os vômitos é essencial saber a causa do problema. Medidas como cuidados com a alimentação e manter-se hidratado são sempre benéficas, porém o uso de medicamento depende das condições clínicas de cada pessoa.

Vomitar amarelo - sinais de perigo!

Embora seja menos frequente, alguns casos de vômito amarelo são perigosos, por isso precisam ser rapidamente identificados e avaliados por um médico em caráter de urgência, são os casos de:

1. Febre alta(acima de 39 graus)

O vômito acompanhado de febre alta sugere alguma infecção, que pode ser pulmonar ou no sistema gastrointestinal. Na pneumonia é comum engolir o catarro produzido no pulmão e causar irritação no estômago. Nesses casos o vomito é amarelado e com presença de catarro.

Na infecção intestinal, pode haver ainda cólicas e diarreia. Ambas as situações precisam de tratamento com antibióticos, por isso é preciso procurar um atendimento médico o quanto antes.

2. Odor fétido e prisão de ventre

O vômito de odor fétido e associado a prisão de ventre, sugere uma obstrução no intestino. A obstrução intestinal é uma causa bastante perigosa, porque por algum motivo não permite a passagem das fezes, que se acumulam e pode retornar até o estômago, sendo expulso na forma de vômitos.

Por isso, além do vômito com mau cheiro, pode apresentar também a distensão da barriga, dores e cólicas abdominais, ausência de eliminação de gases pelo ânus, ausência de evacuação e febre. Trata-se de uma emergência médica.

Na suspeita de obstrução intestinal, procure um atendimento imediatamente.

3. Vômito em "jato", acompanhado de dor de cabeça intensa e rigidez no pescoço

O reflexo do vômito é controlado por uma região localizada dentro do crânio, no bulbo, portanto, doenças que aumentam a pressão dentro da cabeça, comprimem essa estrutura e causam o vomito biliar, com uma característica que chamamos "em jato", pela força com que o conteúdo é expelido.

O tumor cerebral, meningite ou ruptura de aneurisma cerebral, são exemplos de doenças neurológicas que desenvolvem os sintomas de dor de cabeça intensa, rigidez na nuca (pescoço duro, não consegue encostar o queixo no peito), febre e os vômitos amarelos em jato. A confusão mental e desmaio, ocorrem nas situações mais graves.

Assim como a obstrução intestinal, na suspeita de doenças neurológicas, procure imediatamente uma emergência médica.

O que fazer para parar de vomitar?

Na grande maioria das vezes, para parar de vomitar é preciso: Hidratar-se bem, cuidar da alimentação e quando indicado, tomar um medicamentos antiemético, como o Labirin®, Buscupan®, Meclin®, Plasil®, Digesan® e ou Zofran®.

As medidas recomendadas logo no início dos sintomas inclui:

  • Limitar a ingestão de alimentos ou bebidas até o vômito parar;
  • Esperar de 30 a 60 minutos e recomeçar a alimentação com pequenos goles de líquidos claros, como água, sucos, chás e caldos;
  • Evitar beber muito líquido durante às refeições;
  • Fazer pequenas refeições ao longo do dia, com intervalos curtos entre elas;
  • Dar preferência a alimentos preparados à temperatura ambiente ou frios;
  • Consumir doses pequenas de carboidratos (pão, massa, batata, arroz);
  • Evitar deitar-se imediatamente depois das refeições, procurando manter a cabeça levantada por uma a duas horas depois de comer;
  • Evitar alimentos gordurosos, azedos, salgados, condimentados, ácidos, com açúcar ou com odor forte.

Nos casos de febre alta, vômitos que não cessam ou outros sintomas de maior gravidade, é preciso procurar uma emergência.

Causas de vômitos amarelos

As causas mais frequentes incluem:

  • Enjoo de movimento
  • Intoxicação alimentar
  • Gripe, Resfriado
  • Pneumonia
  • Gastroenterite
  • Gravidez
  • Obstrução intestinal

Outras causas possíveis, embora menos frequentes são: o consumo exagerado de bebidas alcoólicas, insolação (calor excessivo), refluxo biliar (retorno de bile para o estômago por deficiência na válvula que separa o duodeno do estômago), crises de labirintite, crise de enxaqueca, câncer colorretal, uso de medicamentos, ansiedade e estresse.

Vomito amarelo pode ser gravidez?

Sim. Nas primeiras semanas de gestação, o aumento da produção de hormônios, como o beta HCG, desencadeia sintomas desagradáveis como os enjoos e os vômitos, em geral, pela manhã.

Portanto, na presença de vômitos amarelos e amargos (bile), junto a outros sinais de gravidez como o atraso menstrual, maior sensibilidade das mamas, ou sonolência, procure o seu médico de família ou um ginecologista

Saiba mais sobre esse assunto no artigo: Sintomas de Gravidez

Para mais esclarecimentos sobre os tipos e causas de vômitos, procure o médico de família ou o gastroenterologista.