Perguntar
Fechar

Eu gostava de tirar uma dúvida ou pelo menos clarear...

Eu gostaria de tirar uma dúvida. Ultimamente tenho sentido: Inchaço na barriga, indigestão, azia, cólicas, dores menstruais (há dois meses que sinto todos os dias, mas não são fortes). Faço muito xixi, sinto a minha pulsação muito forte, principalmente na barriga (é só encostar a mão que sinto) pensei que pudesse estar grávida mas tenho tido a menstruação já duas vezes (esta última vez só durou 3 dias, normalmente dura 4) e tomo a pílula. Eu vivo em Portugal mas o meu namorado não, por isso a última vez que tive relações foi no segundo fim de semana de Outubro (2 meses atrás) e foi durante o período de interrupção da pílula. Posso estar grávida? Ou com problemas de estômago?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Gravidez é improvável. Problemas digestivos pode ser uma causa, além de uma possível infecção urinária e cólicas menstruais.

A pílula, quando usada de maneira correta, tem a eficácia de 99,6% de proteção contra gravidez, mesmo durante o período dos 7 dias de pausa, por isso é pouco provável que esteja grávida. A questão da variação de número de dias de sangramento, é um efeito comum entre as mulheres que fazem uso de contraceptivos orais.

Os sintomas de inchaço na barriga, indigestão e azia, sugerem algum problema no trato gastrointestinal, como gastrite, má digestão ou distúrbios alimentares, como intolerância a lactose, por exemplo.

Leia também: Dor abdominal: o que pode ser?

O aumento da frequência urinária pode ser resultado de uma infecção urinária. O que geralmente vem associado a outros sintomas, como dor e ardência ao urinar e dor abdominal. Nos casos mais graves pode haver febre e dor lombar.

Se suspeitar de infecção urinária, deve procurar atendimento médico para iniciar tratamento, evitando maiores complicações no trato urinário.

Saiba mais em: Quais são os sintomas e causas de uma infecção urinária?

Entretanto, cólicas menstruais, doença inflamatória pélvica, cálculo renal, infecção vaginal, hepatite, pancreatite, cálculo na vesícula, ansiedade, estresse, e muitas outras causas, também podem levar aos sintomas descritos. Portanto, recomendamos que procure seu médico de família, ou clínico geral, para uma avaliação mais detalhada e orientações adequadas para seu caso.