Perguntar
Fechar

Febre na gravidez faz mal ao bebê?

Não, febre na gravidez não faz mal ao bebê, nem prejudica a saúde ou o desenvolvimento do feto, desde que não seja superior a 38,5ºC e esteja sob controle.

Febre alta, acima de 38,5ºC ou 39ºC, e prolongada durante a gestação pode provocar parto prematuro ou abortamentos, por isso é importante saber a causa da febre e vigiar a temperatura corporal.

Resfriados podem ser comuns na gravidez e dificilmente causam febre. Porém, se for uma gripe, a situação é diferente, pois é provável que haja febre e ela pode chegar aos 40ºC se não for controlada.

Durante o estado febril ou na presença de inflamações, o corpo libera substâncias chamadas prostaglandinas, que podem provocar contrações uterinas e causar abortamentos (principalmente no início da gravidez) e partos prematuros (no final da gestação).

Também é importante lembrar que a febre é sinal de infecção e qualquer infecção durante a gravidez deve ser diagnosticada e tratada para evitar complicações para a mãe e para o bebê.

O que fazer em caso de febre na gravidez?

Comunique o seu médico obstetra sempre que tiver febre durante a gestação, mesmo que seja uma febre baixa.

Se a febre ultrapassar os 38ºC, procure atendimento médico. Não deixe a febre subir e permanecer alta.

Algumas medidas que podem ajudar a controlar a febre e baixar a temperatura corporal, se a febre não estiver muito alta:

  • Tome um banho com água à temperatura ambiente (a água não deve estar gelada, senão pode piorar o quadro);
  • Retire o excesso de roupas;
  • Beba bastante água;
  • Descanse o tempo que for necessário, mesmo depois da febre baixar.

Fale com o seu médico obstetra se tiver febre e não tome nenhum medicamento sem orientação médica.

É importante lembrar que até mesmo o paracetamol pode causar problemas respiratórios no bebê depois do parto, se for tomado em excesso ou sem prescrição médica. Por isso, nunca se automedique durante a gravidez.

Também pode lhe interessar: Estresse durante a gravidez faz mal para o bebê?