Perguntar
Fechar

Fezes escuras, fezes claras, esverdeadas ou fezes com sangue, o que pode ser?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A mudança de cor ou de consistência das fezes, pode ser causada por alimentos diversos, medicamentos ou pela presença de alguma doença no organismo. Portanto, deve sempre ser considerado uma avaliação médica, especialmente se for frequente.

As fezes, popularmente chamada de cocô, representam a saúde do trato gastrointestinal de cada um. A sua composição pode sinalizar ajudar a descobrir problemas na saúde ainda estágios iniciais, possibilitando melhor tratamento e resultados.

Esteja atento a essas alterações, e se persistirem por mais de 5 a 7 dias, procure um médico da família ou gastroenterologista para avaliação mais cuidadosa.

Qual a cor normal do cocô?

A coloração considerada normal para o cocô, deve ser castanho, em geral castanho-escuro. A coloração mais escura, mais clara, esverdeada, amarelada, com presença de sangue ou de muco, sinalizam diferentes situações, que detalhamos mais adiante para cada caso.

A consistência deve ser mais endurecida, porém úmida, sem causar dificuldade ou dor na sua eliminação.

Fezes escuras, o que pode ser?

As fezes de cor escura, podem estar relacionadas a alimentação, como o consumo exagerado de alimentos escuros ou arroxeados, como a beterraba. Pode ser devido ao uso de certos medicamento, como na reposição de ferro (sulfato ferroso), ou por um sangramento no sistema digestivo, principalmente o estômago, o que chamamos de hemorragia digestiva.

Na hemorragia, o sangue é digerido e eliminado nas fezes, que se tornam bem escuras, quase pretas, com a consistência amolecida e aspecto brilhoso e um odor extremamente forte e desagradável, característico. Essas fezes recebem o nome de melena.

A causa mais frequente de melena é a perfuração de uma úlcera (ferida), na parede do estômago. Uma situação de urgência, que se não for tratada rapidamente, pode levar à morte. Por isso, na suspeita de melena, procure um atendimento de urgência, imediatamente.

Fezes claras, o que pode ser?

As fezes claras, são consequência da falta do pigmento bilirrubina no bolo fecal, e isso acontece principalmente quando existe algum problema nas vias biliares ou no fígado.

Dentre as doenças que mais ocasionam as fezes claras podemos citar, as hepatites, cirrose hepática, alcoolismo, uso de certos medicamentos, presença de "pedras" ou cálculos na vesícula e obstrução do ducto biliar.

No caso de fezes muito claras, procure um gastroenterologista para iniciar uma investigação e tratamento.

Fezes verdes ou esverdeadas, o que pode ser?

A presença de fezes verdes ou esverdeadas, sugere algum problema na digestão, ou na flora bacteriana intestinal, responsável por modificar a cor esverdeada da bilirrubina para o castanho.

Infecção intestinal (gastroenterite), uso de antibióticos, remédios de emagrecimentos, ansiedade ou qualquer situação que acelere a passagem do bolo fecal, impede a ação das bactérias naturais do órgão, mantendo a cor esverdeada das fezes.

Alguns alimentos também são capazes de modificar a coloração das fezes mesmo que aconteça a ação normal das bactérias, como a alface, brócolis, agrião, espinafre e outros alimentos de coloração ver-escura.

Fezes amarelas ou amareladas, o que pode ser?

As fezes mais amareladas, ocorrem devido à dificuldade na absorção de gordura.

O que pode acontecer nos casos de infecção intestinal, alimentação com alto teor de gordura, doença celíaca, intolerância a lactose, pancreatite, síndrome do intestino irritável, parasitose intestinal, entre outras.

Na suspeita de infecção, especialmente no caso de fezes amolecidas, amareladas ou esverdeadas, associada a cólica e febre, é importante procurar um atendimento de emergência, para iniciar o tratamento correto e evitar complicações.

Fezes avermelhadas ou com sangue, o que pode ser?

As fezes com presença de sangue vivo, ou avermelhada, não "escuras" como no caso da melena (descrita acima), falam a favor de uma doença do trato intestinal baixo, ou lesão de vasos sanguíneos próximos ao reto, orifício de saída das fezes. Porque não deu tempo de "digerir" esse sangue, por isso é mais vermelho.

As hemorroidas, feridas, traumas e pólipos intestinais são as causas mais frequentes desse sangramento. Raramente, pode representar um quadro de câncer de cólon, em estágio mais avançado.

Sendo assim, se o sangramento persistir por mais de 3 a 5 dias ou perceber outros sintomas, como perda de peso, mal-estar e fraqueza, deve procurar um gastroenterologista para avaliação médica.

Muco nas fezes, o que pode ser?

O muco é uma espécie de descamação da mucosa do intestino, que pode ser expelido com as fezes em situações de maior peristaltismo, como no uso de laxantes, na preseça de infecção intestinal, mais uma vez, ou outras doenças intestinais.

A diferença se dá pela quantidade de muco expelido e pela presença ou não de sintomas associados. Na eliminação natural, o muco é encontrado em pequena quantidade e não há mais sintomas.

No caso de doenças intestinais, como infecções, pólipos, tumores ou síndrome do cólon irritável, outros sintomas são encontrados, por exemplo, a diminuição do apetite, perda de peso, náuseas, vômitos, febre e oscilação do trânsito intestinal.

Fezes moles ou muito duras, o que pode ser?

Fezes amolecidas

As fezes mais amolecidas, ou “coco mole”, costuma acontecer nos casos de alimentação líquida ou gordurosa, uso de antibióticos e outros medicamentos mais potentes. Para cada um dos casos, será indicado um tratamento e orientações.

Fezes muito duras

A desidratação e alimentação inadequada, são sem dúvida a principal causa para essas situações. Ainda, a falta de atividade física e estilo de vida, contribuem para a formação desse tipo de fezes. Procure um profissional dessa área, nutricionista e ou nutrólogo, para planejamento alimentar individualizado.

Quais são os alimentos que podem alterar a cor do coco?

Os alimentos que costumam causar alterações na cor das fezes são alimentos verde-escuro, como brócolis, espinafre, couve; beterraba e o alface.

Vale ressaltar que a mudança de cor devido à alimentação, não oferece riscos à saúde, nem deve ser modificada por esse motivo.

Quais os remédios que podem alterar a cor do coco?

Dentre os remédios mais comuns que alteram a coloração do cocô, podemos citar os antibióticos e o suplemento de ferro.

Na presença de mudança de consistência, cor ou situações que perceba alterada no trânsito intestinal, ou nas fezes eliminadas, procure um médico especialista, gastroenterologista, que poderá avaliar e orientar o seu caso adequadamente.

Pode lhe interessar ainda: