Magnésio: para que serve e quais os benefícios para a saúde?

Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O magnésio é um mineral indispensável para a nutrição humana, que serve para manter o bom funcionamento do corpo e traz muitos benefícios para a saúde, sendo necessário em mais de 300 reações bioquímicas no organismo. Todos os órgãos e tecidos do corpo, especialmente o coração, os músculos e os rins, precisam de magnésio.

O magnésio ajuda a manter o funcionamento normal dos músculos e dos nervos, atua no sistema imunológico, mantém os batimentos cardíacos constantes e faz parte da composição dos ossos e dos dentes. Também auxilia a manutenção dos níveis de glicose no sangue e participa na produção de energia e proteínas pelo corpo.

A maior parte do magnésio da dieta vem de vegetais folhosos verde-escuros. Outros alimentos que são uma boa fonte de magnésio incluem:

  • Frutas (bananas, damasco, abacate);
  • Nozes (amêndoas, castanha de caju);
  • Ervilhas, feijão, grão-de-bico, lentilha, sementes;
  • Produtos de soja (farinha de soja, tofu);
  • Grãos integrais (arroz integral e milho);
  • Leite.

Os efeitos colaterais da alta ingestão de magnésio são pouco comuns, já que o corpo geralmente remove quantidades excessivas do mineral. O excesso de magnésio quase sempre ocorre quando uma pessoa toma muito suplemento de magnésio ou laxante.

Quais são as doses diárias indicadas de magnésio?

A quantidade de ingestão diária de magnésio através da alimentação, corresponde a seguinte:

Bebês

  • Bebês com menos de 6 meses de idade: 30 mg/dia;
  • Bebês de 6 meses a 1 ano: 75 mg/dia.

Crianças

  • De 1 a 3 anos: 80 mg/dia;
  • De 4 a 8 anos: 130 mg/dia;
  • Dos 9 aos 13 anos: 240 mg/dia;
  • Dos 14 aos 18 anos (homens): 410 mg/dia;
  • Dos 14 aos 18 anos (mulheres): 360 mg/dia.

Adultos

  • Homens adultos: 400 a 420 mg/dia;
  • Mulheres adultas: 310 a 320 mg/dia;
  • Grávidas: 350 a 400 mg/dia;
  • Mulheres que amamentam: 310 a 360 mg/dia.

Quais as causas da falta de magnésio?

A falta de magnésio é mais comum em pessoas que consomem álcool em excesso ou naquelas que absorvem menos magnésio, como as que têm doenças gastrointestinais ou que fizeram cirurgias que causam má absorção, os idosos e as pessoas com diabetes tipo 2.

A falta de magnésio também tem como causas:

  • Queimaduras que afetam uma grande área do corpo;
  • Diarreia crônica;
  • Micção excessiva, frequente em casos de diabetes e durante a recuperação de insuficiência renal aguda;
  • Hiperaldosteronismo (distúrbio no qual as glândulas suprarrenais liberam muito hormônio aldosterona no sangue);
  • Distúrbios nos túbulos renais;
  • Síndromes de má absorção, como doença celíaca e doença inflamatória do intestino;
  • Desnutrição;
  • Uso de medicamentos, como anfotericina, cisplatina, ciclosporina, diuréticos, inibidores da bomba de prótons e certos antibióticos;
  • Pancreatite (inflamação do pâncreas);
  • Transpiração excessiva.

Quais os sintomas da falta de magnésio?

A deficiência de magnésio (hipomagnesemia) é uma condição em que a quantidade de magnésio no sangue é menor que o normal. A deficiência de magnésio é rara, embora nem todas as pessoas consigam ingerir as quantidades adequadas do mineral através da dieta.

A falta de magnésio pode causar sinais e sintomas como hiperexcitabilidade, fraqueza muscular e sonolência. Os sintomas iniciais da deficiência de magnésio incluem perda de apetite, náusea, vômito, fadiga e fraqueza.

Quando a deficiência de magnésio é moderada, a pessoa pode apresentar dormência, formigamento, contrações e cãibras musculares, movimentos anormais dos olhos (nistagmo), convulsões, mudanças de personalidade e batimento cardíaco irregular.

Em casos graves de falta de magnésio, pode haver diminuição dos níveis de cálcio (hipocalcemia) e potássio no sangue (hipocalemia).

Qual é o tratamento para a falta de magnésio?

O tratamento para a deficiência de magnésio depende do tipo de problema que está diminuindo o nível do mineral no sangue. Pode incluir a administração de soro por via intravenosa, magnésio por via oral ou intravenosa e medicamentos para aliviar os sintomas.

Sem tratamento, a falta de magnésio pode trazer complicações como parada cardíaca, parada respiratória e morte.

Para maiores esclarecimentos, consulte um médico clínico geral, médico de família ou um nutricionista.