Perguntar
Fechar

Não sei o que fazer, meu esposo tem diabetes tipo 1...

Não sei o que fazer meu esposo tem diabetes tipo 1, não ouve os médicos e muito menos a mim... Pela manhã a glicemia dele está 49 / 27 etc. A noite 583 até mais. Não toma a insulina sozinho. Eu trabalho o dia inteiro não sei mais como ajudá-lo. Mas ele não controla a alimentação é um ser muito difícil de lidar. O que eu faço?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Podemos sugerir que converse com o médico assistente dele, para que tente mostrá-lo os riscos da doença e a importância de seguir rigorosamente o tratamento. A adesão ao tratamento e orientações, como mudança de hábitos de vida, é a única forma de evitar as complicações comuns e tão desagradáveis dessa doença.

Outra importante ação, seria levá-lo a um tratamento psicológico associado, ou grupo de portadores de diabetes. Porque muitas vezes parece apenas "má vontade" ou "teimosia" do paciente, mas a mudança de hábitos de vida é uma tarefa muito complicada e para algumas pessoas, quase impossível sem auxílio.

Dentre as principais complicações da diabetes, que podem ser totalmente evitáveis com o tratamento adequado, destacamos:

  • Hipoglicemia, que pode causar de tremores até crise convulsiva;
  • Problemas visuais, incluindo a cegueira total;
  • Maior risco de infarto agudo do miocárdio;
  • Doença renal, chegando a hemodiálise nos casos mais graves;
  • Dor neuropática crônica, referida como "queimação" nas pontas dos pés;
  • Doenças neurodegenerativas, como Alzheimer ou demência vascular, entre outras.

Para maiores informações e esclarecimentos, procure o médico da família ou endocrinologista assistente. Pode procurar também, se na sua cidade o sistema único de saúde oferece algum grupo de ajuda e tratamento multidisciplinar para portadores de diabetes.

As terapias de grupo são forte aliados à adesão ao tratamento de doenças crônicas.

Pode lhe interessar também: Como reduzir o nível de açúcar no sangue?