Perguntar
Fechar

O que é bronquiolite e quais os sintomas?

Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Bronquiolite é uma inflamação dos bronquíolos, que são ramificações muito pequenas das vias aéreas. Com a inflamação, eles ficam inchados e cheios de catarro, causando falta de ar.

A bronquiolite é causada principalmente por vírus e afeta sobretudo crianças de até 2 anos de idade, sendo mais frequente em bebês entre 3 e 6 meses.

A bronquiolite é mais comum nos meses de outono e inverno e os seus sintomas iniciais podem ser confundidos com uma gripe. Porém, ao terceiro dia, a falta de ar pode ficar mais intensa.

Sintomas de bronquiolite

Quais são os sintomas da bronquiolite?

No início, a bronquiolite se manifesta por corrimento e obstrução nasal, acompanhados de tosse. A febre pode ou não estar presente.

Depois de aproximadamente 2 dias, começa a haver dificuldade respiratória, que piora progressivamente. A criança pode apresentar ainda irritabilidade e recusa em se alimentar.

Por isso, o principal sintoma da bronquiolite é a obstrução dos bronquíolos, o que dificulta a entrada de ar nos pulmões e causa falta de ar.

Outros sinais e sintomas comuns da bronquiolite incluem tosse, febre baixa, chiado no peito, dor de ouvido, olhos avermelhados e pele azulada em volta da boca e na ponta dos dedos.

Nos bebês, um sintoma inicial muito comum da bronquiolite são as pequenas pausas respiratórias. Outras manifestações comuns são a respiração acelerada e a dificuldade em respirar.

A maioria dos casos de bronquiolite é leve e não necessita de cuidados hospitalares. Apenas nos quadros mais graves, que representam cerca de 2% dos casos, a criança precisa ficar internada.

Um complicação importante da bronquiolite e que necessita de internamento hospitalar é a hipoxemia (baixos níveis de oxigênio no sangue).

Quais são as causas da bronquiolite?

As causas mais comuns de bronquiolite incluem infecções respiratórias, inalação de poeira ou gases tóxicos e reações a medicamentos.

As crianças que apresentam mais riscos de ter bronquiolite são aquelas com menos de 6 meses de idade, que vivem em ambiente com muitas pessoas, que nasceram prematuras ou não mamaram no peito.

Bronquiolite é contagiosa?

A bronquiolite é altamente contagiosa. A transmissão ocorre pelo contato com secreções respiratórias de uma pessoa infectada. Apesar da tosse ser uma forma importante de transmissão da bronquiolite, é através das mãos contaminadas com secreção que a infecção mais se prolifera

Qual é o tratamento para bronquiolite?

O tratamento da bronquiolite nos casos mais leves pode ser feito apenas com a retirada da causa, como algum medicamento, por exemplo.

O tratamento da bronquiolite é sobretudo de suporte, para ajudar o paciente a passar o período com mais falta de ar, com uso de inalações e medicamentos, quando necessários.

Algumas medidas que auxiliam o tratamento da bronquiolite:

  • Manter o ambiente calmo;
  • Afastar fatores irritativos, como a fumaça do cigarro;
  • Elevar a cabeceira da cama uns 30º;
  • Utilizar medicamentos (paracetamol ou ibuprofeno) para baixar a febre;
  • Fazer lavagens nasais frequentes com soro fisiológico;
  • Fazer refeições menores e com intervalos mais curtos entre elas;
  • Aumentar a ingestão de água entre as refeições para manter uma boa hidratação.

O uso de xarope para tosse não é indicado no tratamento da bronquiolite. Quando indicados, os broncodilatadores devem ser administrados com um inalador sob pressão acoplado a uma câmara expansora. O aparelhos de aerosol são indicados em casos específicos.

Como prevenir a bronquiolite?

Não é fácil prevenir a bronquiolite, mas alguns hábitos podem ajudar a diminuir as chances de contágio, tais como:

  • Lavar as mãos várias vezes ao dia;
  • Beber líquidos;
  • Fazer inalação;
  • Lavar o nariz com soro fisiológico;
  • Evitar locais com aglomerações de pessoas;
  • Evitar o contato com a fumaça do cigarro.

Consulte o/a médico/a de família, clínico/a geral ou pediatra na presença dos sintomas de bronquiolite.