Perguntar
Fechar

O que é, como se pega e como tratar calcanhar de maracujá (miíase)?

Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública

Popularmente conhecida como calcanhar de maracujá, a miíase consiste em uma infecção de pele provocada quando ovos de moscas são depositados em feridas (lesões). Dentro de um período de 30 a 60 dias este ovos se transformam em larvas que se proliferam e causam a infecção.

A miíase pode acometer crianças e adultos, principalmente nas regiões expostas da pele. O couro cabeludo também pode ser afetado. A região da pele por onde a larva penetra fica semelhante a um furúnculo (miíase furunculóide) por seu aspecto avermelhado e purulento.

Como se contrai a miíase?

Em alguns casos, a miíase pode acontecer em decorrência da deposição de larvas de moscas específicas em cavidades como nariz e orelhas e ferimentos na pele. Outra forma de contaminação se dá pela ingestão de alimentos ou bebidas contaminados.

Sintomas da miíase

  • Presença de nódulo avermelhado com um pequeno orifício ao centro;
  • Saída constante de secreção pelo orifício;
  • Sensação de movimentos na lesão;
  • Fisgada;
  • Ferroada.

miiase

Tipos de miíase

  • Miíase furuncular: lesão é semelhante à uma espinha.
  • Miíase migratória: se assemelha ao bicho geográfico.
  • Miíase cavitária: comum em feridas abertas e em casos de câncer de pele.

A miíase também pode ser classificada como primária ou secundária.

  • Miíase primária: as moscas depositam seus ovos na pele, areia, terra ou roupas úmidas e estes ovos se desenvolvem e se transformam em larvas que infectam a pele.
  • Miíase secundária: neste tipo de miíase as larvas se desenvolvem em regiões não saudáveis da pele. Ocorre em feridas com necrose (tecido morto) ou ulcerações como, por exemplo, lesões provocadas por alguns tipos de câncer e leishmaniose.

Tratamento da miíase

O tratamento da miíase consiste na retirada manual das larvas e na limpeza das feridas. Fechar o orifício da lesão com vaselina ou um esparadrapo por algum tempo pode facilitar a remoção das larvas. Ao fechar a lesão, as larvas vão à superfície para respirar e este é o momento de removê-las. Nos casos em que a lesão é muito grande a retirada das larvas pode ser feita mediante o uso de anestesia local. Há ainda algumas medicações orais que podem ser utilizadas no tratamento.

Nenhum tratamento caseiro é indicado para miíase.

Ao perceber os sintomas procure um/a médico/a. Se puder busque um/a dermatologista. Estes profissionais devem verificar se outros órgãos podem estar afetados.