Perguntar
Fechar

O que é insuficiência renal aguda e quais os sintomas?

Insuficiência renal aguda (IRA) é a supressão abrupta da função renal em consequência de alterações renais agudas, caracterizada por oligúria (volume urinário menor que 20 mL/h ou ~400 mL/dia) ou anúria (ausência de urina).

Também pode haver disfunções no controle do equilíbrio hidro-eletrolítico e ácido-básico, ou alterações hormonais, como a deficiência na síntese de eritropoetina e vitamina D. Costuma ter duração inferior a três meses, podendo haver recuperação completa ou não da função renal.

A insuficiência renal aguda pode evoluir para crônica, se a lesão aos rins for muito grave e não houver recuperação completa.

Os dois rins filtram, em média, 180 litros de sangue por dia, aproximadamente 120 ml por minuto. Esse valor é chamado de clearance renal ou taxa de filtração glomerular (o glomérulo é a unidade básica do rim, assim como o neurônio é a do cérebro).

Uma função renal normal situa-se entre 70 e 140 mL/min de sangue filtrado por dia, que varia com de acordo com idade, tamanho e sexo. Quando o clearance é menor que 70 mL/min, temos insuficiência renal; quando é maior que 140 ml/min chamamos de hiperfiltração, que também é um sinal de doença renal (muito comum em diabéticos).

Há três tipos de causas de IRA, dependendo do local onde se dão as alterações agudas: antes do rim, no rim e depois do rim: pré-renal, renal ou pós-renal.

  • Pré-renal: Como o nome diz, é uma alteração que ocorre antes do rim, levando à insuficiência funcional ou lesão orgânica. Ocorre devido a insuficiência circulatória aguda, falta de líquidos (hipovolemia), desidratação grave ou perda de sangue. Pode ocorrer, também, por queda da pressão arterial do sangue circulante (abaixo de 90 mmHg de pressão sistólica). As situações de hipotensão mais comuns são os choques hemorrágico, traumático ou infeccioso.
  • Renal: Atinge o rim de forma aguda, por meio de agentes tóxicos (químico ou medicamentoso), inflamações (nefrites) ou morte de células renais (necrose do glomérulo ou do túbulo renal).
  • Pós-renal: Ocorre devido a obstrução das vias urinárias, que impede a passagem da urina. A obstrução pode acontecer na pelve renal, no ureter, na bexiga ou na uretra.

Principais sintomas:

  • O principal sintoma, como já descrito, é a diminuição do volume urinário, devido à perda da função dos rins;
  • A redução do volume urinário leva à retenção de líquidos, o que causa edema (inchaço dos pés e da face);
  • O acúmulo de líquidos também pode causar congestão (edema) pulmonar, com dispneia (falta de ar);
  • Com o aumento dos níveis de ureia e creatinina no sangue, metabólitos tóxicos, podem ocorrer convulsões, desmaios, náusea, vômitos, hipertensão arterial, contrações musculares, alterações da consciência podendo atingir o coma e em casos muito graves à morte.
  • Finalmente, a elevação do potássio sérico pode causar alterações no ritmo cardíaco, com possível fibrilação e morte.

Leia também: Qual o valor de referência da ureia?

Em caso de suspeita de Insuficiência renal aguda, um médico (preferencialmente um nefrologista) deverá ser consultado. Ele poderá avaliar detalhadamente, através de anamnese, exame físico e eventuais exames complementares, se este é seu diagnóstico correto, orientá-lo e prescrever o melhor tratamento, caso a caso.