Perguntar
Fechar

O que pode causar insuficiência hepática?

A insuficiência hepática tem como causas lesões graves no fígado que destroem o órgão, levando à falência das funções hepáticas. As causas são muito variadas, podendo incluir hepatites virais, uso de determinados medicamentos, doenças do metabolismo, linfoma, metástases hepáticas, exposição a substâncias tóxicas, interrupção da irrigação sanguínea do fígado, entre outras.

O fígado tem como função metabolizar hormônios, medicamentos, vitaminas, bilirrubinas, entre outras substâncias produzidas ou não pelo próprio corpo.

Pessoas com insuficiência hepática perdem a capacidade de metabolismo do fígado, o que pode trazer sérias complicações sem tratamento, inclusive a morte.

Hepatites

As hepatites A e B (aguda) podem evoluir para insuficiência hepática em menos de 1% dos casos. Já a hepatite E pode causar insuficiência hepática na mulher durante a gravidez.

No entanto, as lesões hepáticas não parecem ser causadas pelos vírus das hepatites, mas sim pela resposta do sistema imunológica à infecção viral.

No caso da hepatite B, a falência das funções hepáticas pode decorrer do reaparecimento de uma hepatite B crônica que estava latente, uso de medicamentos imunossupressores ou tratamento com quimioterapia.

Há ainda um vírus específico que causa hepatite B (vírus Delta) que pode provocar insuficiência hepática aguda.

Já a hepatite C raramente por evoluir para insuficiência hepática. Quando ocorre, é mais provável que seja provocada por outros vírus ou tenha outras causas.

Medicamentos

O uso de certos medicamentos que podem produzir reações não esperadas pode causar insuficiência hepática. Contudo, embora o paracetamol tenha um efeito previsível sobre o fígado, sabe-se que o seu uso é uma causa frequente de falência hepática aguda.

Outras medicações que podem causar insuficiência hepática incluem tetraciclina, dissulfiram, cetoconazol, anti-inflamatórios não hormonais, antitireoidianos, entre outros.

Outras causas

  • Citomegalovírus, herpes simples, Epstein-Barr, adenovírus, dengue, febre amarela;
  • Doença de Wilson, deficiência de a-1-antitripsina, galactosemia, tirosinemia, exposição a drogas e toxinas;
  • Interrupção ou diminuição do fluxo sanguíneo para o fígado, obstrução das veias, insuficiência cardíaca;
  • Doença de Still do adulto, linfoma, metástases no fígado, esteatose aguda na gravidez.

O diagnóstico e tratamento da insuficiência hepática é da responsabilidade dos médicos hepatologista e cirurgião de transplante hepático, além de outros profissionais, uma vez que a falência hepática se estende a outros órgãos e sistemas.

Saiba mais em:

Qual é o tratamento para insuficiência hepática?

Quais os sintomas da insuficiência hepática?

Insuficiência hepática tem cura? Quais as possíveis complicações?