Perguntar
Fechar

O que pode causar insuficiência respiratória?

A insuficiência respiratória ocorre quando o sistema respiratório já não consegue oxigenar o corpo e eliminar o gás carbônico de maneira adequada, o que pode ter como causas diversas doenças que afetam o sistema cardiorrespiratório, como insuficiência cardíaca congestiva, AVC ("derrames"), broncopneumonia, asma, bronquite, DPOC, embolia pulmonar, entre outras.

A insuficiência cardíaca pode ser causada ainda por fraqueza dos músculos respiratórios, sobretudo do diafragma, obstrução das vias aéreas, lesões nos pulmões, nas costelas ou nos tecidos próximos aos pulmões, entre outras causas.

Pessoas com insuficiência respiratória aguda e crônica têm valores sanguíneos de oxigênio e gás carbônico fora da normalidade. Por isso os principais sinais e sintomas da insuficiência respiratória são a falta de ar e o aumento da frequência cardíaca e respiratória.

A insuficiência respiratória instala-se quando a pressão arterial de oxigênio (PaO2) é menor que 60 mmHg e a pressão arterial de gás carbônico (PaCO2) é maior que 50 mmHg.

Portanto, a insuficiência respiratória caracteriza-se pela falta de oxigênio e pelo excesso de gás carbônico no sangue.

Insuficiência respiratória aguda

Quando a insuficiência respiratória instala-se rapidamente, ela é classificada como aguda, enquanto que se for de instalação rápida é considerada crônica.

Na insuficiência respiratória aguda, a respiração deteriora-se rapidamente e os sintomas são mais intensos, sendo a alcalose e a acidose respiratória manifestações comuns.

Insuficiência respiratória crônica

Quando a dificuldade em realizar as trocas gasosas vai se instalando progressivamente durante meses ou anos, trata-se de uma insuficiência respiratória crônica.

Os sintomas nesses casos são mais leves e podem passar despercebidos e não há ocorrência de alcalose ou acidose metabólica.

O tratamento da insuficiência respiratória pode incluir medicamentos, cirurgia, oxigenoterapia, ventilação mecânica e manutenção das vias respiratórias, de acordo com cada caso.

O médico pneumologista é o especialista responsável pelo tratamento.

Saiba mais em:

Quais os sintomas da insuficiência respiratória?

Como é o tratamento da insuficiência respiratória?