Perguntar
Fechar

Últimas Questões

Manchas vermelhas nos pés: o que pode ser?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

As causas mais comuns de manchas vermelhas nos pés são reações alérgicas, doenças infecciosas ou picadas de insetos.

Outras doenças menos frequentes também podem ocasionar manchas vermelhas nos pés, como a psoríase, a sífilis, o líquen plano, as infecções parasitárias ou outras doenças infecciosas, como a dengue.

É essencial consultar o seu médico de família ou clínico para uma avaliação inicial mais detalhada e assim chegar ao diagnóstico mais preciso das manchas vermelhas no pé. Em algumas situações pode ser necessária a avaliação por um médico dermatologista.

Reações alérgicas

As reações alérgicas causam frequentemente manchas vermelhas no pé, que podem vir acompanhadas de coceira.

Reações alérgicas podem ser causadas pelo contato com substâncias irritantes, geralmente presentes em tecidos, calçados ou, mais frequentemente, em produtos de higiene e limpeza.

O tratamento normalmente inclui o uso de medicamentos antialérgicos e cremes que reduzem a inflamação. É ainda importante evitar o contato com as substâncias ou produtos que causam alergia.

Tinha (pé de atleta)

Algumas micoses podem causar manchas vermelhas no pé que coçam. A micose mais comum no pé, é a tinha do pé. Essa micose pode causar lesões vermelhas, principalmente entre os dedos e coceira intensa, a pele em volta pode ficar avermelhada ou descamar. O tratamento é feito com aplicação de medicamentos antifúngicos. Além disso, para evitar a recorrência é necessário manter o pé e os dedos secos e evitar o uso de calçados fechados por longos períodos.

Picadas de insetos

Insetos como mosquitos, formigas ou aranhas podem causar reações na pele provocando pequenas manchas vermelhas elevadas. Geralmente as picadas causam coceira intensa e podem causar dor mais forte. O tratamento pode incluir medicamentos anti-histamínicos, que aliviam a coceira e a vermelhidão causada pela picada de inseto.

Também pode interessar:

Pressão 10x7: é normal ou baixa?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

A pressão 10x7 se for acompanhada de sintomas pode ser considerada baixa. No entanto, se não causar sintomas e se for habitual, também pode ser considerada normal.

Uma situação bastante comum é a diminuição da pressão ao levantar-se após acordar/estar deitado ou ao abaixar para pegar algo do chão. Isso se chama hipotensão ortostática ou postural e pode causar tonturas e alterações da visão ao levantar rapidamente. Essa é uma situação completamente normal e que passa em alguns segundos.

Outra situação é os sintomas persistirem durante o dia. É provável que isso se deva ao fato da pressão permanecer baixa. Nesses casos, os sintomas são:

  • Tonturas;
  • Sensação de fraqueza;
  • Visão turva ou escurecida.

Se identificar que tem pressão 10x7 e que apresenta este tipo de sintomas ao longo do dia, é recomendo procurar o médico de família, um clínico geral ou um cardiologista para investigar o que pode estar causando o problema.

Você pode querer ler também:

Referências:

Thompson AD, Shea MJ. Hipotensão ortostática. Manuais MSD Edição para Profissionais.

Coutaz M, Iglesias K, Morisod J. Is there a risk of orthostatic hypotension associated with antihypertensive therapy in geriatric inpatients? European Geriatric Medicine. 2012; 3(1): 1-4.

Qual o tempo de cura para gonorreia?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

O tempo de cura da gonorreia em um tratamento bem-sucedido é de 24 a 48 horas a partir do uso do antibiótico. A cura pode ser verificada ao realizar um exame de urina, sêmen ou de uma amostra coletada da uretra (no homem) ou da vagina (na mulher). Os sintomas normalmente desaparecem com o fim da infecção.

No caso de realizar um exame diferente (que investigue a presença de DNA da bactéria), o recomendado é realizá-lo no mínimo 10 dias após o uso do antibiótico. Antes desse prazo, o exame pode dar positivo mesmo quando a infecção já foi eliminada e a pessoa está curada.

O tratamento utilizado para gonorreia normalmente é uma dose única de antibiótico. No entanto, alguns casos de infecção podem não responder ao tratamento — a bactéria pode ser resistente ao antibiótico. Quando isso acontece, é preciso usar outro antibiótico para conseguir se curar. Outra situação em que é necessário tratar novamente é no caso de reinfecção, que acontece quando se tem novamente relações com um parceiro/a com gonorreia não tratada.

Leia também:

Referência:

Bachmann LH, Desmond RA, Stephens J, Hughes A, Hook EW. Duration of Persistence of Gonococcal DNA Detected by Ligase Chain Reaction in Men and Women following Recommended Therapy for Uncomplicated Gonorrhea. J Clinical Microbiology. 2002; 40(10): 3596–3601.

Glicose abaixo de 70 é normal? O que fazer?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O valor de glicose abaixo de 70 indica uma situação de hipoglicemia, ou seja, que a glicose está mais baixa que o ideal para o adequado funcionamento do organismo. Portanto, valores abaixo de 70 não são considerados normais.

Durante uma crise de hipoglicemia a pessoa pode sentir alguns sintomas, como:

  • Tremores;
  • Suores frios;
  • Palpitações;
  • Palidez;
  • Sensação de fraqueza;
  • Tremores;
  • Irritabilidade;
  • Sonolência.

Nas situações em que o valor de glicose é inferior a 70, ou quando existem sintomas sugestivos de hipoglicemia, o que se deve fazer é:

  1. Ingerir cerca de 15 g de algum tipo de carboidrato de rápida absorção (água com açúcar, fruta ou suco de fruta natural, por exemplo);
  2. Aguardar alguns minutos e medir novamente o açúcar no sangue.
  3. Caso a glicose se mantenha em valores abaixo de 70 deve-se ingerir novamente carboidratos de rápida absorção até os valores normalizarem.
  4. Quando os valores estiverem normais deve-se comer algum lanche com carboidratos de absorção lenta (bolachas, pão ou leite, por exemplo).

Vale ressaltar que caso a glicose seja inferior a 45 ou caso a pessoa esteja apresentando sintomas de maior gravidade, como convulsões ou perda de consciência, é necessário entrar em contato imediatamente com o serviço de urgência (SAMU) ou ir rapidamente para o hospital.

Também pode ser do seu interesse:

Depois de quanto tempo tomando anticoncepcional estou protegida?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

No caso da pílula anticoncepcional, a proteção começa:

  • No 1º dia da menstruação: se você começar a tomar a primeira cartela da pílula no 1º dia do ciclo (no dia em que a menstruação começa);
  • No 8º dia após o início da menstruação: caso inicie a primeira cartela entre o 2º e o 7º dia a partir do início da menstruação. Neste caso, o recomendado é que use um método de barreira (como o preservativo) nos primeiros 7 dias.

Isso é o que está indicado na bula dos medicamentos. Entretanto, alguns médicos podem recomendar que use preservativo em todas as relações durante o uso da primeira cartela do anticoncepcional, como uma medida extra para evitar a gravidez.

Nas demais cartelas, você está protegida mesmo no período de pausa (desde que o anticoncepcional seja usado da forma correta). Deve-se tomar 1 comprimido por dia, na ordem indicada na embalagem e de preferência sempre à mesma hora para garantir o efeito da pílula.

A possibilidade de ocorrência de gravidez aumenta:

  • A cada comprimido esquecido;
  • Com o uso incorreto;
  • Se utilizar certos medicamentos ao mesmo tempo (alguns antibióticos, anticonvulsivantes e anti-retrovirais, por exemplo);
  • Se você vomitar ou tiver diarreia após tomar o anticoncepcional.

Nestas situações, é recomendado utilizar também um método contraceptivo não hormonal, como o preservativo, para garantir a proteção contra uma gravidez.

Você pode querer ler também:

Referência:

Ciclo 21. Bula do medicamento

Yasmin. Bula do medicamento

Desvenlafaxina ajuda a emagrecer?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

A desvenlafaxina pode levar a alterações de peso, fazendo com que a pessoa engorde ou emagreça, dependendo da reação do organismo.

Outras reações comuns são insônia, dor de cabeça, tontura, sonolência, suor excessivo, boca seca e náuseas. Pode ainda surgir:

  • Redução de apetite e a alteração de paladar;
  • Ansiedade, nervosismo, calores, calafrios e irritabilidade;
  • Redução de libido, disfunção erétil, ejaculação tardia ou falta de prazer sexual;
  • Tremor, dormência ou formigamentos;
  • Problemas de atenção;
  • Pupila dilatada, visão borrada ou zumbido no ouvido;
  • Taquicardia, palpitação ou aumento da pressão sanguínea;
  • Diarreia, intestino preso ou vômitos;
  • Rigidez, cansaço ou fraqueza muscular.

A desvenlafaxina só pode ser vendida com retenção da receita médica e seu uso está indicado apenas para o tratamento de depressão.

Para emagrecer de forma eficaz e saudável, adote uma rotina diária de alimentação saudável, exercício físico regular e garanta boas noites de sono. Caso precise de ajuda para começar, consulte um profissional de saúde (nutricionista ou médico).

Leia também:

Referência:

Succinato de desvenlafaxina. Bula do medicamento.

O que fazer para ajudar a menstruação a descer?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

Existem algumas dicas que podem ajudar a menstruação descer, como:

  • Tomar um banho quente ou colocar uma bolsa de água quente na barriga;
  • Tomar um pouco de vinagre de maçã (pode misturar 2 ou 3 colheres de sopa com suco ou chá);
  • Comer alimentos ricos em vitamina C (como laranja, kiwi, acerola, goiaba, morango e caju) e ferro (espinafre, feijão-preto, lentilha, gema de ovo e carne vermelha);
  • Usar ervas como gengibre, salsa, alecrim, sálvia, erva-cidreira e quebra-pedra branca, na forma de chás ou temperando seus alimentos.

Se sua menstruação está atrasada, a primeira coisa que precisa verificar é se está grávida. Você pode fazer um teste de gravidez de farmácia, que consegue detectar a gravidez desde o primeiro dia de atraso menstrual.

Se o atraso persistir, procure um ginecologista ou médico de família para investigar o que está acontecendo. Poderá ser um sinal de problemas hormonais, estresse, síndrome de ovários policísticos ou alterações da tireóide, por exemplo.

Veja também:

Referências:

Birch S. My Period Is Late | How Do I Bring On or Induce A Period? Trimester talk.

Osborn CO, Mariz F. How late can a period be? Plus, why it is late? Healthline.

Rodrigues AP, Andrade LHC. Levantamento etnobotânico das plantas medicinais utilizadas pela comunidade de Inhamã, Pernambuco, Nordeste do Brasil. Rev Bras Pl Med. 2014; 16(.3, supl. I): 721-30.

Donaren pode engordar?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

O Donaren pode levar ao aumento do peso, pois um possível efeito colateral é o aumento do apetite, o que pode fazer com que a pessoa ingira mais calorias que o normal. Ainda assim, esse efeito é incomum. Por isso, poucas pessoas engordam devido ao uso do medicamento.

As reações adversas mais comuns são dor de cabeça, cansaço, tontura, sonolência, náusea, boca seca ou sabor desagradável no início do tratamento. Em geral, esses efeitos desaparecem com o uso, mas é importante informar o médico no caso de qualquer reação diferente da esperada.

Outros efeitos adversos possíveis são:

  • Inchaço, agitação, confusão e desorientação mental, tremores, diminuição de memória, sudorese noturna, diminuição de libido, dores musculares, distúrbios gastrointestinais, geniturinários, oftalmológicos (como o embaçamento visual) e sensação de falta de ar (comuns);
  • Reações alérgicas; arritmias, pressão baixa após mudança de postura e outros problemas cardíacos, distúrbios psiquiátricos, dermatológicos e endócrinos; insônia, ansiedade, convulsões, dificuldade para falar, perda auditiva parcial; esofagite de refluxo e hepatite; incontinência e aumento da frequência urinária, impotência, ejaculação retrógrada, ereção prolongada feminina; glaucoma, visão dupla, dor ocular e olho seco; anemia (incomuns);
  • Ereção prolongada, dolorosa ou inapropriada masculina (muito raro) — neste caso, deve-se interromper imediatamente o tratamento e consultar o médico.

A trazodona (que é a substância ativa do Donaren) também pode afetar a coagulação do sangue, resultando em risco de sangramentos nasais e hemorragias.

Leia também:

Referência:Bula do medicamento Donaren®

Prednisona serve para dor de garganta?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

A prednisona normalmente não é indicada para tratar a dor de garganta. Esse remédio geralmente só é prescrito associado a um antibiótico, quando a resposta do sistema imune está agravando a infecção. De contrário, ela não deve ser usada, porque pode favorecer o surgimento ou mascarar novas infecções, devido ao seu efeito de reduzir a imunidade.

No caso de dor de garganta leve, um gargarejo de água morna com sal, própolis ou chá de gengibre pode ajudar a aliviar o desconforto.

Quando a dor for mais intensa, o melhor é procurar um médico. Os anti-inflamatórios não-esteroides, como a nimesulida e o ibuprofeno, são os medicamentos que são normalmente prescritos quando só há inflamação.

A prednisona é um anti-inflamatório corticosteroide hormonal indicado para o tratamento de doenças endócrinas, osteo-musculares, reumáticas, do colágeno, dermatológicas, alérgicas, oftálmicas, respiratórias, hematológicas e neoplásicas, principalmente.

Leia também:

Referências:

Prednisona. Bula do medicamento.

Bolha que parece herpes mas não é, o que pode ser?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O aparecimento de bolhas na região genital que se parecem com herpes pode ter diferentes causas, associadas ou não a infecções sexualmente transmissíveis.

A lesão do herpes é uma bolha que geralmente estoura e forma uma pequena feridinha em forma de úlcera. Podem aparecer múltiplas bolhas na região genital, muito dolorosas.

No entanto, existem outras doenças que podem causar bolhas ou feridas na região genital. As mais comuns são doenças sexualmente transmissíveis, especialmente:

  • Cancro mole: é uma doença que causa feridas (em forma de úlcera) múltiplas ou únicas, muito dolorosas. É comum também o aparecimento de íngua na região da virilha;
  • Sífilis: na fase primária pode causar uma lesão em forma de úlcera única e indolor, que desaparece após alguns dias. Depois podem surgir lesões em forma de manchas disseminadas pela pele;
  • Linfogranuloma venéreo: pode causar inicialmente pequenas bolinhas ou feridas que são indolores e desaparecem após algum tempo. Depois surge uma íngua muito dolorida que pode provocar fístulas, ou seja, orifícios por onde sai secreção.

Uma outra doença que pode causar inflamação e sensação de ardência na região genital, embora não cause bolhas, é a candidíase genital. Nas mulheres pode causar corrimento vaginal esbranquiçado, intensa coceira e sensação de queimação durante as relações e após urinar. Nos homens também pode causar coceira e desconforto intenso na região do pênis.

Para o correto diagnóstico consulte o seu médico de família ou ginecologista para uma avaliação.

Também pode ser do seu interesse:

Posso tomar vacina quando estou gripado?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

Não existe problema em tomar vacinas quando se está com sintomas de gripe. Mas é contraindicado tomar qualquer vacina no caso de se ter uma infecção confirmada ou febre. Nesse caso, o recomendado é adiar a vacinação, especialmente porque os sintomas da doença podem ser confundidos com os efeitos adversos da vacina.

Ainda assim, existem algumas condições nas quais a vacinação é contraindicada:

  • Alergias aos componentes da vacina (alguns exemplos são substâncias do ovo, proteínas de galinha, brometo de cetil-trimetil-amônio / CTAB, polissorbato 80, sulfato de bário timerosal, canamicina, sulfato de neomicina ou antibióticos da mesma classe, formaldeído, Triton-X-100 / octoxinol 9);
  • Febre (acima de 38,5 graus);
  • No caso da vacina contra COVID-19, se tem confirmação ou suspeita de estar infectado pela doença;
  • No caso da vacina contra a gripe, se apresentou a síndrome de Guillain Barré em um período de 6 semanas após uma vacinação anterior contra a gripe.

Além dessas, cada vacina tem recomendações específicas. Por isso, fale com o médico se tiver alguma doença conhecida, se estiver tomando algum medicamento ou se já tiver apresentado reação alérgica, principalmente a alguma vacina.

No caso de querer tomar a vacina contra o novo coronavírus e a vacina contra a gripe no mesmo momento, cada uma deverá ser aplicada em partes diferentes do corpo.

Leia também:

Referência:

World Health Organization. Newsroom. Question and Answers. Coronavirus disease (CIVID-19): Vaccines

Bula da vacina contra influenza trivalente (fragmentada e inatvada). Instituto Butantan.

Bula do Vacina Influenza Trivalente (Subunitária, Inativada). Medstar.

Fiz um toque e senti uma bola, o que pode ser?
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

Sentir uma bola na vagina normalmente se deve ao que é popularmente chamado de “bexiga caída”. O nome médico para o problema é prolapso genital. O que causa isso é a perda de sustentação dos órgãos da parte baixa da barriga, que passam a fazer peso sobre o útero. Isso faz com que o útero e a vagina sejam empurrados para fora, criando a sensação de “bola”.

Outros sintomas que podem estar presentes são:

  • Sensação de peso no pé da barriga;
  • Dor ou perda de sensações durante as relações sexuais;
  • Incontinência e outros sintomas urinários;
  • Dificuldades para defecar.

A obesidade é um fator que contribui para sentir a bola na vagina, assim como fazer esforços (inclusive para quem tem tosse ou intestino preso). Outros fatores também aumentam o risco de ter o prolapso:

  • Ter filhos (quanto mais filhos, maior o risco),
  • Ter dado à luz bebês muito grandes e pesados;
  • Trabalho de parto difícil;
  • Idade (o risco aumenta com o envelhecimento);
  • Histerectomia (retirada cirúrgica do útero);
  • Já ter realizado uma cirurgia para corrigir o prolapso genital.

Reduzir o peso e tratar doenças respiratórias pode fazer com que deixe de sentir a bola na vagina, em alguns casos. Mas é importante procurar um médico para aliviar os sintomas e resolver o problema.

Alguns tratamentos são possíveis — o médico determina o que fazer dependendo da gravidade do caso. Os exercícios são como uma fisioterapia que ajuda principalmente a reduzir os sintomas relacionados ao aparelho urinário. Pode ser indicado o uso local de estrógenos. Os pessários são um tipo de diafragma colocado na vagina, apoiado no colo do útero, para manter o útero no lugar certo. A cirurgia é indicada nos casos mais graves.

Saiba mais sobre o prolapso genital em:

Referências:

Onwude JL, Genital prolapse in women. BMJ Clin Evid. 2012; 2012: 0817.

Thakar R, Stanton S. Management of genital prolapse. BMJ. 2002 May 25; 324(7348): 1258–62.