Perguntar
Fechar

Principais dúvidas sobre a COVID-19 em crianças

Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

As crianças constituem um grupo que também está vulnerável a infecção pelo novo coronavírus (Sars-Cov2) e desenvolvimento da doença causada por esse vírus, a COVID-19.

Contudo, os relatos de casos de crianças atingidas pelo novo coronavírus indicam que nelas os sintomas da doença são muito mais leves do que os relatados em adultos. Ainda não se sabe o motivo, mas as crianças apresentam um risco muito baixo de desenvolver uma forma grave de COVID-19.

As medidas de proteção indicadas para as crianças contra a infecção causada pelo Sars-Cov2, são as mesmas orientadas para adultos e incluem principalmente a lavagem frequentes de mãos e distanciamento social.

Crianças também apresentam risco de contrair o novo coronavírus?

Até o momento, sabe-se que as crianças também podem ser infectadas pelo novo coronavírus, mas não apresentam um risco de infecção maior do que os adultos. Por outro lado, as crianças apresentam sintomas mais leves, poucos são os casos relatados de maior gravidade.

Embora seja um evento raro, já foram relatados casos de mortes em adolescentes, além disso, crianças infectadas também podem transmitir o vírus para populações mais vulneráveis como idosos e doentes crônicos, por isso protegê-las também é fundamental.

Como proteger as crianças da COVID-19?

As medidas de cuidado para as crianças se assemelham em grande parte aos cuidados orientados para adultos, são elas:

  • Ensinar as crianças a lavarem as mãos frequentemente com água e sabão ou desinfetante para as mãos, contendo álcool, por no mínimo 20 segundos;
  • Manter as crianças afastadas de pessoas que apresentam sintomas de infecção respiratória ou sugestiva de COVID-19;
  • Deve-se ensinar as crianças a tossir e espirrar usando um lenço de papel, que deve ser logo descartado, ou tossir e espirrar para o cotovelo;
  • Da mesma forma que os adultos as crianças devem evitar tocar nariz, olhos e boca; os adultos devem estar atentos;
  • Manter brinquedos e outros objetos de uso pessoal limpos e desinfetados;
  • Manter a casa limpa e desinfetada;
  • Caso a crianças apresente qualquer sintoma sugestivo de infecção, como tosse ou febre, deve ficar em casa e não ir para creche ou escola.

Quais são os sintomas da COVID-19 em crianças?

Os sintomas em crianças se assemelham aos sintomas presentes em adultos, mas tendem a ser mais leves, entrem os principais sintomas da COVID-19 em crianças estão:

  • Tosse;
  • Febre;
  • Coriza;
  • Dificuldade para respirar.

Outros sintomas são a fadiga, dores musculares, diarreia e vômitos.

Qual o tratamento da COVID-19 em crianças?

Não há ainda um tratamento com medicação específica para a COVID-19. De maneira geral repouso, hidratação e alimentação adequada são essenciais.

Pode ser usados medicamentos para aliviar os sintomas como antitérmicos e analgésicos.

Crianças que apresentam desconforto respiratório podem necessitar de internação hospitalar.

Mães com COVID-19 podem amamentar?

Sim, as mães com COVID-19 se desejarem podem continuar a amamentar, isto porque até o momento não foi detectada transmissão através do leite materno, mas alguns cuidados devem ser tomados:

  • Lavar as mãos antes de tocar o bebê na hora da mamada;
  • Usar máscara facial durante a amamentação.

Crianças podem usar máscara de proteção?

As crianças devem usar máscara de proteção do tipo cirúrgica quando apresentarem sintomas sugestivos de doença, caso contrário não há indicação para o uso da máscara desse tipo de máscara.

Caso as crianças não apresentem sintomas, mas precisem se descolar para ambientes fechados ou com aglomerações de pessoas podem usar máscaras caseiras de tecido, conforme mais recente recomendação do Ministério da Saúde.