Perguntar
Fechar

Quais as causas da aterosclerose?

A aterosclerose é uma doença degenerativa que provoca endurecimento e espessamento das paredes das artérias. Essas alterações dificultam a circulação sanguínea e favorecem a formação de placas de gordura e cálcio que podem obstruir o fluxo sanguíneo de forma parcial ou total.

As causas da aterosclerose muitas vezes estão associadas a fatores genéticos, excesso de gordura na alimentação, idade, hipertensão arterial, colesterol alto, diabetes, sedentarismo e tabagismo.

Na aterosclerose senil, o tecido elástico do interior do vaso é substituído por tecido fibroso, o que diminui a elasticidade das artérias e aumenta a pressão arterial.

Na aterosclerose de Monckberg, uma outra forma de manifestação da doença, ocorre morte e calcificação das células musculares da artéria. Contudo, esse tipo de aterosclerose nem sempre causa complicações circulatórias, obstrução ou rompimento da artéria.

Caso se desprendam da parede do vaso, essas placas transformam-se em trombos que podem obstruir artérias de menor calibre e interromper a circulação sanguínea, causando infarto, acidente vascular cerebral (AVC), trombose nas pernas, entre outras complicações decorrentes da interrupção da circulação sanguínea.

Leia também: Quais os sintomas da aterosclerose?

Há ainda casos em que as placas de ateroma não se desprendem da parede da artéria, mas podem crescer o suficiente para entupir o vaso parcial ou totalmente.

Para prevenir a aterosclerose, recomenda-se combater e controlar os fatores de risco, como não fumar, praticar exercícios físicos regularmente, ter uma alimentação saudável e balanceada, com baixo teor de sal e gorduras, além de controlar o peso, a pressão arterial, o diabetes e o colesterol.

Saiba mais em: Qual é o tratamento para aterosclerose?