Perguntar
Fechar

Quais as causas de herpes labial?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O herpes labial é a ativação do vírus da herpes. As causas mais comuns dessa ativação são:

  • Febre,
  • Superexposição dos lábios à luz do solar,
  • Alterações hormonais como a menstruação e a gravidez,
  • Uso de medicamentos como os antibióticos,
  • Tensão emocional, estresse e ansiedade,
  • Consumo de alimentos industrializados com excesso de conservantes,
  • Supressão do sistema imunológico: pelo uso de medicamentos imunossupressores como no caso de pessoas com câncer e HIV.

O vírus Herpes Simples tipo 1 (HSV-1), uma vez no organismo, se aloja em um nervo e pode permanecer “adormecido” por longo tempo até que algum fator torne o vírus ativo. Isto possibilita a sua multiplicação e aparecimento dos sintomas que incluem: pequenas bolhas dolorosas, cheias de líquido nos lábios e boca e que duram cerca de 7 a 10 dias.

A sua transmissão se dá através do contato com as bolhas de pessoas infectadas. O líquido que fica no interior das bolhas tem vírus vivos em grande quantidade e é muito contagioso.

O herpes labial não tem cura e o vírus pode ser reativado várias vezes. Nestas situações, é necessário um tratamento prolongado orientado pelo médico de família ou clínico geral com medicamentos antivirais.

Como é feito o tratamento do herpes labial?

O tratamento é feito com pomadas, curativos e comprimidos antivirais. Os antivirais em comprimidos costumam ser mais eficazes e os mais utilizados são: aciclovir, valaciclovir ou fanciclovir.

É importante que você saiba que nenhum medicamento promove a cura da infecção por herpes simples. O objetivo do tratamento com estes remédios é o alívio dos sintomas e fazer com que as lesões desapareçam mais rápido.

Tenho herpes labial, que cuidados devo ter?

Para prevenir a contaminação pelo vírus do herpes labial ou o surgimento das lesões, você deve:

  • Evitar beijar outras pessoas até que as lesões cicatrizem, especialmente, se você está sentindo formigamento, coceira, tem bolhas nos lábios ou em torno da boca,
  • Não compartilhar copos, talheres ou toalhas que usa para secar o rosto,
  • Não retirar as crostas das feridas e nem estourar as bolhas para não agravar ou retardar a cicatrização,
  • Evitar exposição prolongada ao sol,
  • Usar protetor solar, inclusive o protetor labial para mantê-los hidratados e evitar rachaduras.

Ao perceber os sintomas, procure um médico de família ou clínico geral para avaliação e tratamento adequado das lesões.

Se você que saber mais sobre herpes labial, leia:

Herpes labial: o que é, quais as causas, sintomas e tratamento?

Herpes labial: 4 formas de tratar

Herpes Labial: 3 principais sintomas que você não pode ignorar

Referências

  • Cole, S. Herpes Simplex Virus: Epidemiology, Diagnosis, and Treatment. Nursing Clinics of North America, 55(3):337-345, 2020.
  • Johnston, C.; Hirsch, M.S.; Mitty, J. Epidemiology, clinical manifestations, and diagnosis of herpes simplex virus type 1 infection, 2020. UpToDate.
  • Sociedade Brasileira de Estomatologia e Patologia Oral.
  • Sociedade Brasileira de Infectologia.