Perguntar
Fechar

Quais os riscos de misturar alguns tipos de medicamentos?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Misturar alguns tipos de medicamentos pode causar uma falha do tratamento, aumentar o efeito esperado ou provocar um efeito tóxico, trazendo sérios riscos para a saúde.

medicamentos

Podemos destacar alguns dos medicamentos que aumentam riscos de complicação se associados:

Anti-inflamatórios associados a:

  • Outros anti-inflamatórios - não é incomum encontrar uma pessoa em uso de mais de um tipo de anti-inflamatório, porém esse costume pode causar graves danos à parede do estômago e trato gastrointestinal, levando a formação de úlceras e sangramentos com risco de morte;
  • AAS (ácido acetilsalicílico ou aspirina): O AAS é um anti-inflamatório da familia não-esteroidal, portanto, como descrito acima, aumenta a chance de lesão gástrica quando associado a outro anti-inflamatório, aumenta também a chance de sangramentos, pela sua ação na circulação;
  • Corticoides: Outra substância que associada a anti-inflamatório aumenta a irritação na parede gástrica, por isso quando for necessário o seu uso, é importante que faça durante as refeições e de acordo com a avaliação médica, incluir um medicamento protetor gástrico durante esse tratamento conjunto;
  • Paracetamol: O paracetamol quando associado a um anti-inflamatório leva a uma sobrecarga nos rins, podendo causar danos irreversíveis, dependendo da dose e tempo de tratamento;
  • Anticoagulante: Aumentam muito as chances de uma hemorragia;
  • Anticoncepcional: Essa associação pode levar a sangramentos ou efeito contrário, trombose, devido a ação que ambos exercem nos vasos sanguíneos.

Antidepressivo e ansiolíticos associados a:

  • Medicamentos para emagrecer: Essa é uma das associações mais perigosas, devido ao risco de aumento de pressão, frequência cardíaca e ação no sistema nervoso central, podendo causar inclusive acidente vascular cerebral (AVC);
  • Anti-hipertensivos: Dependendo da classe dos antidepressivos, eles podem reduzir a eficácia dos anti-hipertensivos, causando sonolência e queda da pressão;
  • Remédios para disfunção erétil: Eleva os riscos de priapismo, uma complicação vascular grave no homem, que mantém o pênis ereto por mais de 6 horas, com riscos de sequelas para o órgão;

Antibióticos associados a anticoncepcional, podem reduzir muito a eficácia da pílula; ou associados a antiácidos, o antiácido pode diminuir a eficiência do antibiótico, pois pode interferir na sua absorção;

Colírios associados a descongestionantes nasais: Podem provocar um aumento da pressão arterial, batimentos cardíacos, especialmente em crianças e idosos; entre tantas outras associações.

Portanto, é muito importante que sempre que esteja em uso de alguma medicação regular, informe ao seu médico, para que ele avalie os riscos e benefícios de qualquer associação medicamentosa.

Pode lhe interessar também: Quais podem ser os efeitos de se tomar medicamentos vencidos?