Perguntar
Fechar

Quais os sintomas do transtorno da personalidade antissocial?

Os sintomas do transtorno da personalidade antissocial caracterizam-se por comportamentos que violam os direitos dos outros e demonstram indiferença aos sentimentos alheios.

Pessoas com transtorno da personalidade antissocial nunca se enquadram nos padrões de comportamentos sociais e dentro da lei. As infrações são frequentes, como roubo e danos à propriedade alheia, o que leva à prisão do paciente nas situações mais graves.

As atitudes são marcadas por incapacidade de se ajustar às normas sociais e legais, inclinação para mentira e falsidade, impulsividade ou dificuldade em estabelecer metas, agressividade, irritabilidade, agressões físicas, desrespeito pelas autoridades e segurança. Podem manifestar também irresponsabilidade, ausência de arrependimento ou remorso.

As violações das regras não se limitam às leis, mas também aos comportamentos morais e sociais, quase sempre marcados pela falta de respeito às outras pessoas, como manipulações e mentiras.

São pessoas impulsivas, capazes de executar qualquer tipo de atitude para conseguirem aquilo que querem, em quase todas as situações.

Indivíduos com transtorno da personalidade antissocial apresentam comportamentos repetitivos e persistentes, marcados pela transgressão do respeito e direitos alheios, ou ainda pelo desrespeito às regras morais e sociais.

As atitudes podem se manifestar das seguintes formas:

  • Agressividade que resulta ou ameaça provocar agressões a pessoas ou animais;
  • Atitudes não agressivas que resultam em perdas, danos ou furtos da propriedade alheia, bem como graves transgressões de regras.

Pessoas com transtorno de personalidade antissocial não têm a capacidade de julgar as consequências das suas atitudes. A agressividade, a negligência, a falta de prudência e o uso de álcool e drogas também são características comuns do transtorno.

Saiba mais em: Transtorno da personalidade antissocial: Qual a causa e tratamento?

A dificuldade em seguir objetivos é grande, com mudanças constantes de emprego e dificuldade em administrar as finanças pessoais.

Apesar de ser um distúrbio crônico, os sintomas tendem a diminuir muito com a idade, podendo chegar ao ponto de não interferir na vida da pessoa.

Primeiros sintomas e diagnóstico

Nos meninos, os primeiros sinais e sintomas do transtorno antissocial começam a se manifestar entre os 8 e 10 anos de idade.

Nas meninas, as manifestações podem ter início na puberdade, ou seja, antes da adolescência, entre os 10 e os 12 anos de idade.

Se até os 15 anos a criança não apresentar os sinais e sintomas do transtorno antissocial, dificilmente ela ira desenvolver o distúrbio.

Para que o transtorno antissocial seja diagnosticado, a pessoa deve apresentar comportamentos desviantes desde os 15 anos de idade. O diagnóstico só pode ser feito depois do indivíduo completar 18 anos.