Quais podem ser os tipos sanguíneos dos meus filhos?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O tipo sanguíneo do seu filho depende dos tipos sanguíneos do pai ou da mãe. Existem resultados bem definidos para todas as combinações possíveis:

  • O com O = filho pode ser apenas do tipo O. Nunca será A, B ou AB.
  • O com A = filho pode ser dos tipos O e A. Nunca será B ou AB.
  • O com AB = filho pode ser A ou B. Nunca será O ou AB.
  • A com A = filho pode ser do tipo O e A. Nunca será B ou AB.
  • O com B = filho pode ser do tipo O e B. Nunca será A ou AB.
  • B com B = filho pode ser do tipo O e B. Nunca será A ou AB.
  • A com B = filho pode ser de qualquer grupo sanguíneo (O, A, B ou AB).
  • A com AB = filho pode ser A, B ou AB. Nunca será O.
  • B com AB = filho pode ser A, B ou AB. Nunca será O.
  • AB com AB = filho pode ser A, B ou AB. Nunca será O.

Quanto ao fator Rh, um antígeno que pode estar ou não presente na hemácia, define se o sangue é positivo (+) ou negativo (-). Se ambos forem negativos (-), a criança sempre será negativa, mas basta um ser positivo (+), que já existe a possibilidade da criança ser positiva.

O filho herda o sangue do pai ou da mãe?

O tipo de sangue é determinado na concepção, pela combinação genética entre o sangue da mãe e do pai, a criança herda sempre uma parte de cada um deles.

Descubra o tipo de sangue dos filhos

O+ com O+

Filho: O+ ou O-

O+ com O-

Filho: O+ ou O-

O- com O-

Filho: O-

O+ com A+

Filho: A+, A-, O+ ou O-

O+ com A-

Filho: A+, A-, O+ ou O-

O- com A+

Filho: A+, A-, O+ ou O-

O- com A-

Filho: A- ou O-

O+ com B+

Filho: B+, B-, O+ ou O-

O+ com B-

Filho: B+, B-, O+ ou O-

O- com B+

Filho: B+, B-, O+ ou O-

O- com B-

Filho: B- ou O-

O+ com AB+

Filho: A+, A-, B+, B-

O+ com AB-

Filho: A+, A-, B+, B-

O- com AB+

Filho: A+, A-, B+, B-

O- com AB-

Filho: A- ou B-

A+ com A+

Filho: A+, A-, O+ ou O-

A+ com A-

Filho: A+, A-, O+ ou O-

A- com A-

Filho: A- ou O-

A+ com B+

Filho: é possível ser qualquer um dos tipos de sangue

A- com B+

Filho: é possível ser qualquer um dos tipos de sangue

A+ com B-

Filho: é possível ser qualquer um dos tipos de sangue

A- com B-

Filho: A-, B-, AB- ou O-

A+ com AB+

Filho: A+, A-, B+, B-, AB+ ou AB-

A+ com AB-

Filho: A+, A-, B+, B-, AB+ ou AB-

A- com AB+

Filho: A+, A-, B+, B-, AB+ ou AB-

A- com AB-

Filho: A-, B- ou AB-

B+ com B+

Filho: B+, B-, O+, O-

B+ com B-

Filho: B+, B-, O+ ou O-

B- com B-

Filho: B- ou O-

B+ com AB+

Filho: A+, A-, B+, B-, AB+ ou AB-

B+ com AB-

Filho: A+, A-, B+, B-, AB+ ou AB-

B- com AB+

Filho: A+, A-, B+, B-, AB+ ou AB-

B- com AB-

Filho: A-, B- ou AB-

AB+ com AB+

Filho: A+, A-, B+, B-, AB+ ou AB-

AB+ com AB-

Filho: A+, A-, B+, B-, AB+ ou AB-

AB- com AB-

Filho: A-, B- ou AB-

E se não for nenhuma das combinações acima?

Cientificamente o tipo sanguíneo da criança deve ser um dos que estão listados nas combinações acima. Um resultado diferente não é possível, sendo assim, uma das possibilidades é um equívoco no resultado apresentado pelo laboratório.

A recomendação é de repetir o exame de sangue da criança e dos pais em um laboratório. Para maiores esclarecimentos, converse com seu médico da família ou com um clínico geral.

Tipos de sangue compatíveis para ter filhos

Na verdade, todos os tipos de sangue são compatíveis para gerar filhos.

A questão que pode causar maior preocupação é quando a mãe for Rh- (negativo) e o pai Rh+ (positivo). Nessa situação, o bebê pode herdar o fator Rh do pai, e por isso ao ter contato com o sangue da mãe, desencadear uma reação. O que chamamos de reação de "incompatibilidade".

O organismo da mãe não reconhece o fator Rh, que passa a ser entendido como um agente "agressor" para o seu organismo, e o corpo reage tentando expulsá-lo, o que pode levar a complicações na gravidez, inclusive ao aborto.

Por esse motivo, as gestantes fazem todos os exames de pré-natal, que indicaram essas possibilidades e situações como essa são tratadas com vacinas e orientações desde o início da gestação. Evitando problemas posteriores.

Mostrando como é importante uma consulta e acompanhamento pré-natal.

Mãe positivo e pai negativo, o filho pode ser negativo?

Sim. Quando os dois forem positivos, ou apenas um for positivo, quer dizer que a criança pode ser tanto positivo quanto negativo.

Como confirmar o tipo sanguíneo do filho?

O tipo sanguíneo é pesquisado logo no nascimento, com o teste do pezinho. Mas pode ser solicitado em uma amostra de sangue a qualquer momento da sua vida.

Durante a gestação também existem testes e exames capazes de identificar o sangue do bebê, mas oferecem riscos, sendo solicitado apenas quando realmente necessário.

Para maiores esclarecimentos, converse com seu médico da família, clínico geral ou hematologista.

Leia também: