Quais são as vantagens da minipílula anticoncepcional?

Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A principal vantagem da minipílula anticoncepcional é o fato de ser composta apenas por um hormônio: a progesterona. Isso permite que a minipílula seja usada durante a amamentação e em outras situações em que o hormônio estrógeno é contraindicado.

As pílulas anticoncepcionais convencionais (combinadas) possuem 2 hormônios: estrógeno e progesterona. A minipílula é especialmente indicada durante a amamentação, já que não inibe a produção de leite. O seu uso pode ter início na 6ª semana após o parto.

Outras situações em que a minipílula é preferível:

  • Enxaqueca;
  • Mulheres com mais de 35 anos, fumantes ou obesas;
  • História de trombose;
  • Pressão alta ou doenças cardiovasculares;
  • Lúpus Eritematoso Sistêmico com doença vascular;
  • Triglicerídeos elevados;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Doença vascular cerebral.

A minipílula possui doses muito baixas de progestógeno, mas ainda assim é eficaz para prevenir a gravidez, .

Além da contracepção, a minipílula previne doenças benignas de mama, câncer de endométrio ou de ovário e ainda doença inflamatória pélvica.

O médico ginecologista ou o médico de família poderá dar maiores informações e orientar quanto à pílula anticoncepcional mais indicada em cada caso.

Também podem lhe interessar:

Dúvidas sobre Anticoncepcional

Todas as mulheres podem tomar anticoncepcional?