Perguntar
Fechar

Quais são os sintomas do transtorno dismórfico corporal?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O Transtorno Dismórfico Corporal tem como principal sintoma, a percepção distorcida da sua imagem. A pessoa identifica defeitos físicos ou imperfeições no corpo, que na maioria das vezes nem existem.

Com isso, passa a maior parte do seu tempo buscando formas de melhorar a sua aparência. Pratica exercícios físicos de forma exagerada, procura procedimentos estéticos constantemente, cirurgia plástica e/ou uso de medicamentos, como os anabolizantes, no intuito de melhorar a sua forma física.

A preocupação excessiva com a sua imagem e o estilo de vida adotado, causam graves prejuízos na vida profissional, social e interação com outras pessoas. Os sintomas comuns são de:

  • Tremores,
  • Falta de apetite,
  • Dores musculares,
  • Sensação de cansaço constante,
  • Insônia,
  • Angústia,
  • Ansiedade,
  • Insegurança, tristeza,
  • Diminuição da libido e infertilidade (geralmente pelo uso de anabolizantes) e os
  • Sintomas compulsivos (pentear os cabelos a cada minuto, se olhar no espelho várias vezes durante o dia, se machucar de tanto mexer na região do corpo que não gosta).

O transtorno dismórfico corporal, ou dismorfia corporal, tem tratamento?

Sim, existe tratamento e deve ser multidisciplinar. O tratamento consiste na ação em conjunto da psicoterapia, nutrição, preparação física e medicação.

O medicamento deverá ser prescrito pelo médico especialista, neste caso, o psiquiatria, que deverá avaliar a gravidade e frequência dos sintomas, além das condições de saúde, uso de outros medicamentos, para definir a substância e doses da medicação.

Os antidepressivos, estabilizadores de humor e ansiolíticos, são as medicações mais usadas.

Nas terapias, o paciente poderá entender melhor o transtorno, os seus sintomas e formas de controlar a ansiedade e sensações ruins. A nutrição auxilia no planejamento correto da alimentação, evitando carência nutricional e problemas de saúde, como a anemia e queda da imunidade.

O preparador físico orienta a forma adequada e segura de praticar os exercícios, alcançando os objetivos dentro dos limites da pessoa, sem causar dor muscular ou desgaste físico.

Além das especialidades, é muito importante que a pessoa entenda todos os efeitos colaterais e riscos que corre ao fazer uso de medicamentos controlados, anabolizantes ou se expor a procedimentos cirúrgicos desnecessários.

O apoio de familiares, com as orientações e participação na terapia também é fundamental para alcançar a cura desta doença.

O que é vigorexia?

A vigorexia, assim como o transtorno dismórfico corporal é um distúrbio psicológico, dentro dos transtornos obsessivo-compulsivos, que desenvolve a percepção distorcida do próprio corpo.

Para confirmar o diagnóstico é preciso passar por uma avaliação médica e realizar exames. Não existe um exame de laboratório ou de imagem que confirmem o transtorno, no entanto, é obrigatório afastar outras doenças que podem causar os mesmos efeitos e precisam de outro tipo de tratamento.

A carência nutricional, tumores, distúrbios endocrinológicos, entre outras doenças, podem causar os mesmos sintomas e os tratamentos serão específicos, de acordo com cada problema.

Para maiores esclarecimentos converse com o seu médico de família ou procure um psiquiatra.

Leia mais sobre o transtorno obsessivo-compulsivo no artigo: Como identificar uma pessoa com TOC?