Que cuidados devo ter durante o resguardo?

Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Alguns cuidados importantes que a mulher deve ter durante o resguardo:

  • Estado emocional: A queda hormonal brusca que ocorre no pós-parto provoca tristeza, desânimo, insegurança e cansaço em grande parte das mães. Esses sintomas podem durar até duas semanas e são considerados normais. No entanto, se persistirem e vierem associados a falta de apetite, dificuldade para dormir, falta de concentração e interesse, pode ser depressão pós-parto e precisa de tratamento médico;
  • Relações sexuais: Devem ser evitadas durante o resguardo, por vários motivos:
    • ​​A mulher pode sentir dor e desconforto;
    • O aparelho reprodutor da mulher está em recuperação;
    • Risco de infecção, uma vez que o processo de cicatrização pós-parto ainda não está finalizado;
    • O hormônio prolactina, que estimula a produção do leite, reduz a libido e a lubrificação vaginal;
    • Evitar sobrecarga na região dos pontos cirúrgicos, no caso de cesárea.
  • Alimentação: É importante manter uma dieta equilibrada ppara sustentar a exigência de calorias da amamentação. Algumas recomendações:​
    • Beber de 2 a 3 litros de água por dia;
    • Minerais, como ferro e cálcio continuam sendo fundamentais e podem ser ingeridos principalmente através de carnes vermelhas e laticínios;
    • Consumir frutas com casca (maçã, ameixa, pera...) ajuda a combater a constipação intestinal, comum nessa fase;
    • Evitar refeições pesadas e gordurosas, pois elas são passadas para o bebê através do leite e o sistema digestivo do recém nascido ainda não está preparado para esses alimentos;
    • Café, verduras escuras, chocolate, refrigerantes à base de cola, talo de alface, feijão e tomate devem ser evitados para não causarem cólicas no bebê.
  • Dirigir:
    • Parto normal: Deve-se evitar durante o 1º mês, para não interferir na cicatrização do períneo. Se a mulher não sentir nenhum incômodo, já pode dirigir a partir da 2ª semana de pós-parto;
    • Cesárea: Normalmente não é permitido no 1º mês, para não atrapalhar a cicatrização das suturas no abdômen;
  • Exercícios físicos: dependerá de quão ativa era a mulher antes e durante a gravidez. É recomendado evitar corridas e outras atividades mais intensas durante o 1º mês pós parto. Depois desse período, a mulher já pode fazer caminhadas leves, de 20 a 30 minutos, dependendo do seu condicionamento físico.
  • Carregar peso: Deve-se evitar no 1º mês, tanto para cesárea como para parto normal;
  • Subir escadas: Desde que não haja dor, não precisa ser evitado;
  • Cabelos: As tinturas devem ser adiadas se a mulher estiver amamentando, uma vez que estes produtos podem conter amônia ou formol e podem intoxicar o bebê.

Leia também: Sangramento durante o resguardo é normal?

Para maiores informações sobre os cuidados que se deve ter no resguardo, fale com o/a médico/a durante as consultas de acompanhamento pós parto.